Experts    |    Eu, profissional    |    Tendências    |    Guia da Beleza
Voltar

Tendências

Megahair: como cuidar dos cabelos com aplique

Nove truques para manter os longos perfeitos

O Megahair é uma técnica que dá mais volume e comprimento aos cabelos, porém, para manter o visual bonito por mais tempo, é preciso tomar alguns cuidados durante as rotinas do dia a dia, como lavar e até o preparo para dormir.

Hoje iremos trazer dicas de como cuidar das madeixas alongadas, garantir que os fios permaneçam lindos, e saudáveis e com um caimento ainda mais natural. Dessa forma, você irá poder informar às suas clientes após cada procedimento.

1 – ESCOLHA EXTENSÕES DE QUALIDADE

As extensões de cabelo humano são as mais indicadas para quem busca um resultado natural. O ideal é mandar tecer uma extensão específica para cada tipo de cabelo, evitando que o caimento das mechas fique artificial.

2 – EVITE QUÍMICAS DEPOIS DE APLICÁ-LO

A química pode causar uma queda intensa, deixando o cabelo quebradiço e opaco. Por isso, é importante evitar durante o período que sua cliente está com as extensões.

3 – CUIDADOS NA HORA DE DORMIR 

A fronha de seda ou o gorro ajudam a proteger as madeixas do ressecamento e da quebra, portanto, é uma tática ótima na hora de dormir. Isso vale, inclusive, para quem tem os cabelos cacheados (ou crespos) e quer evitar o frizz, mantendo os cachos por muito mais tempo. Além disso, nunca durma com os fios molhados – assim, você evita que a cola do aplique amoleça.

4 – ATENÇÃO NO COURO CABELUDO AO LAVAR AS MADEIXAS

Por causa das junções do Megahair permanente, lavar o couro cabeludo pode ser uma ação difícil, dependendo do tipo de cabelo. Para evitar o efeito oleoso nos fios, é importante dar preferência a shampoos e condicionadores que não tenham tantos hidratantes, como os específicos para cabelos oleosos. Produtos com álcool também devem ser evitados, porque comprometem as extensões.

5 – CUIDADO NA HORA DE PENTEAR OS FIOS

Para pentear sem causar queda por tração – puxar a junção do Megahair com força com pente ou escova – separe o cabelo em sessões e trabalhe cada mecha, uma por vez. Comece devagar, penteando de cima para baixo, com escovas e pentes de cerdas flexíveis e sem bolinhas nas pontas.

6 – CUIDADO NA HORA DE USAR CHAPINHA E SECADOR

O calor de pranchas e dos secadores pode comprometer a durabilidade das extensões. O ideal para que a temperatura alta dos aparelhos não derreta o ponto entre o cabelo natural e a mecha aplicada (feito de material delicado como resina e queratina) é manter uma distância mínima de três dedos entre a junção e a chapinha. No caso do secador, o aconselhável é deixar pelo menos 15 centímetros entre o jato e o cabelo.

7 – EVITAR PISCINA

Quem tem Megahair só pode curtir o calor em praias e cachoeiras. O motivo é o cloro, que além de afetar a durabilidade da extensão, muda sua tonalidade, principalmente dos cabelos mais claros, deixando as madeixas do Megahair mais claras do que seu tom natural.

8 – APOSTAR NA HIDRATAÇÃO

Para manter os cabelos saudáveis – principalmente os naturais, que são a base para o Megahair, é essencial tratar as madeixas com hidratação, como as feitas com óleo capilar. Para garantir o resultado ideal, a nutrição deve ser aplicada longe da cola do Megahair, evitando o dano na junção entre o cabelo natural e as madeixas aplicadas.

9 – DEIXE O FIO RESPIRAR

Normalmente, a cada dois ou três meses o Megahair é renovado. Quando isso acontecer, é preciso fazer uma pausa de pelo menos 24 horas entre o cabelo retirado e o novo. Caso contrário, o couro cabeludo pode ficar fraco e até prejudicar o crescimento natural dos fios. Aproveite essa pausa também para hidratar e fortalecer as madeixas.

Confira também, nosso post sobre todos os tipos de extensões para você se manter atualizada.

Agora que você sabe mais sobre os cuidados com as extensões, que tal virar uma especialista em alongamento dos fios? Faça sua matrícula em nosso curso de Alongamento de Cabelos e aprenda todas as regras fundamentais para atuar no pré e pós colocação dos apliques.

Tags

megahair, alongamento, extensões, cuidados, apliques, fios, nutrição, hidratação, madeixas, couro cabeludo, alongamento de fios, natural, química, dicas.

Comentários

Fique por dentro
Cadastre-se e receba as novidades!

Veja também ...

Corte curto para lisos e cacheados
Quando uma mulher decide ir ao cabeleireiro para fazer uma mudança radical, a responsabilidade do profissional é imensa. Afinal, ela está entregando a “vida” dela nas mãos dele e, se arrepender depois, significa esperar muitos meses até os fios crescerem — e você não quer pagar o preço, né? Influenciadoras não faltam na mídia para estimular lisas ou cacheadas a passar a tesoura no cabelo! As atrizes Deborah Secco, Fernanda Paes Leme, Bruna Marquezine, Agatha Moreira, Mariana Rios, Leandra Leal e Regiane Alves se encheram de coragem, tosaram as madeixas e causaram o maior frisson. Deborah Secco ainda foi mais longe: além de encurtar, platinou os fios — uma supertendência em coloração nesta temporada. O sucesso do curtinho não é de hoje... O pixie, ou o bom e velho Joãozinho, já fez uma revolução nos anos 1950 quando as eternas divas Audrey Hepburn e Elizabeth Taylor aderiram ao visual, quebrando paradigmas. Depois disso, o corte teve seus altos e baixos durante as décadas, mas chegou aos 1990 com força. “Na época, Winona Ryder, Gwyneth Paltrow e Halle Berry estavam no auge de suas carreiras e investiram no pixie cut trazendo a ele um ar mais moderno, com muita textura e desfiado”, lembra Rafaella Coffoni, analista de produtos do Instituto Embelleze (SP). Atualmente, o corte curto pixie volta com tudo e promete ser a tendência das próximas estações. O short bob, ou o Chanel batidinho, é uma releitura do long bob, que esteve em alta nas temporadas passadas: mais curto, na altura do queixo, assimétrico e cheio de atitude. Nos anos 1950 e 1960, Marilyn Monroe e Jackie Kennedy já usavam o short bob, mas com menos textura, camadas e desfiados. A finalização do corte no estilo messy hair (aquele cabelo bagunçadinho de propósito sabe?!) traz um ar despojado ao visual que tem tudo a ver com o momento em que vivemos de empoderamento feminino. Pixie cut para todas Existem muitas variações do corte curto pixie cut: com franja longa ou curta, desfiado, texturizado, com a lateral raspada... bem curtinho, como o boyish, ou um pouco mais longo, cobrindo as orelhas. As possibilidades são muitas! O pixie cut é um corte que pode ser feito em mulheres de todas as faixas etárias e em qualquer tipo de cabelo: liso, ondulado, cacheado ou crespo. Nos cacheados e crespos, é importante usar, no dia a dia, produtos que tratem e modelem os fios, como os ativadores de cachos. Vale lembrar que o pixie cut vem sendo muito adotado por mulheres crespas que estão em transição capilar. “No momento do big chop, ou seja, do ato de cortar toda a parte do cabelo com química (de alisamento, progressiva, relaxamento), elas investem no cabelo curto cheio de estilo”, diz Rafaella. Assim, ficam com o visual bonito até que os fios voltem a crescer de forma natural e saudável.     Short bob para todas Assim como o pixie, o short bob fica bem em mulheres jovens e maduras e em todos os tipos de cabelo. Mas, aqui, também é essencial apostar nos finalizadores e ativadores de cachos na hora de pentear os crespos e encaracolados. A característica do short bob são as pontas desconectadas, o que traz bastante textura ao look. Cabelos muito volumosos se beneficiam do corte curto short bob, pois o corte em camadas ajuda a controlar os fios.     Aprenda as técnicas dos cortes Interessado em saber mais detalhes desses dois cortes e dominar as técnicas para oferecer às suas clientes? Na grade de aulas do curso de cabeleireiro profissional do Instituto Embelleze você aprende o pixie cut e o short bob, além de muitos outros cortes. Técnicas avançadas de finalização e texturização de cortes e penteados são ensinados no curso de especialização de design em cortes femininos do Instituto Embelleze. 
> Leia mais
10 cuidados básicos pós-alongamento de unhas.
Muitas mulheres sonham em ter as unhas grandes pois elas transmitem delicadeza e beleza, o que vêm tornando a técnica de alongamento cada vez mais popular em salões de beleza e esmalterias. Essa técnica tem sido utilizada para auxiliar mulheres que enfrentam problemas como unhas fracas, quebradiças ou até mesmo o ato de roer as unhas. Então, para manter a durabilidade de um procedimento como esse, alguns cuidados são fundamentais e precisam ser informados às clientes após a finalização.   Confira os principais: 1.       Usar luvas ao utilizar algum produto químico; 2.       Não fazer grandes esforços sobre as unhas; 3.       Evitar atividades que precisem que as unhas sejam dobradas, pois elas podem quebrar; 4.       Cuidado na hora de abrir portas e gavetas; 5.       Usar a ponta dos dedos para digitar e não as unhas, pois elas podem trincar; 6.       Não utilizar as unhas para abrir latas; 7.       Retirar o esmalte apenas quando for fazer a manutenção; 8.       Não utilizar acetona, apenas removedor para unhas; 9.       Fazer a manutenção de acordo com as recomendações da manicure; 10.   Não retirar o alongamento em casa, pois isso pode danificar a saúde das unhas naturais.   Após indicar todos esses cuidados, ressaltar que é de extrema importância realizar as manutenções, pois elas garantem que a unha natural continue com boa saúde e seja feito os ajustes com relação à cutícula, para que o alongamento continue bonito e com uma aparência natural. Se você sempre carregou a vontade de ter um diferencial em sua profissão para atender a clientela, chegou o momento. Comece a lucrar agora aprendendo mais sobre as principais técnicas de alongamento em nosso curso de Especialização em Unhas.  
> Leia mais
Copyright © 2021 · Todos Direitos Reservados