Experts    |    Eu, profissional    |    Tendências    |    Guia da Beleza
Voltar

Tendências

Atendimento ao cliente: práticas para fidelizar seu público.

Fique por dentro das técnicas para oferecer um atendimento impecável aos seus clientes.

Com certeza você já ouviu ou utilizou a expressão “a primeira impressão é a que fica”, não é?

Bem, no mundo dos negócios, poucas coisas são tão certas quanto esse ditado popular. Isso porque se uma empresa não presta um bom atendimento ao cliente, logo de início, as chances dele voltar são mínimas.

Todas as empresas bem-sucedidas têm um fator em comum: elas colocam o cliente em primeiro lugar.

Portanto, o segredo do sucesso não é tão complicado assim. Ele está nos detalhes e na dedicação demonstrada em cada atendimento.

E para te ajudar nessa missão, listamos 5 passos para prestar um bom atendimento ao cliente e elevar seu negócio a outro patamar.

Vem conferir!

     1. Capacite sua equipe

A capacitação pode ser feita através de treinamentos internos, dessa forma, os profissionais sempre estarão preparados para atender diferentes demandas. Ao mesmo tempo, seu negócio terá um padrão de atendimento e, por consequência, será reconhecido por isso.

     2. Utilize a comunicação S.C.O.T.

O segundo passo para oferecer um bom atendimento ao cliente é utilizar a comunicação S.C.O.T. Nunca ouviu falar nesse termo? Calma, a gente te explica!

A sigla S.C.O.T. significa segurança, clareza, objetividade e transparência. Em linhas gerais, são estas qualidades que você precisa demonstrar para garantir um atendimento de qualidade.

  • Segurança: transmita confiança ao conversar com o cliente, principalmente quando estiver lidando com algum problema. Caso não saiba como responder alguma pergunta, não invente histórias e peça um tempo para se informar. Assim, da próxima vez, você poderá solucionar as dúvidas do consumidor de maneira eficiente.
  • Clareza e objetividade: seja claro ao interagir com o cliente. Faça com que ele entenda o que você está falando e procure adequar a sua linguagem a dele. Em relação à objetividade, responda as dúvidas do consumidor sem floreios. Seja direto e evite respostas longas e chatas.
  • Transparência: não prometa coisas que o seu produto ou serviço não é capaz de cumprir. Isso só fará com que o consumidor se frustre e trará má publicidade à empresa. Lembre-se: a honestidade é a essência de um bom atendimento ao cliente.

     3. Liberte-se de velhos padrões

Outro passo necessário de como prestar um bom atendimento é libertar-se de velhos padrões. Em outras palavras, evite os processos engessados.

É importante que a linguagem utilizada pela equipe seja adequada ao contexto do cliente.

Por isso, não use palavras difíceis ou termos técnicos com pessoas que demonstrem menor grau de conhecimento sobre o seu serviço.

Além disso, está liberado pensar fora da caixa e ser mais descontraído quando a situação permitir! Oferecer um bom atendimento ao cliente não quer dizer tratá-lo apenas de maneira formal, ok?

      4. Preze pela rapidez

A agilidade é uma peça-chave. Ser prático afeta diretamente no nível de satisfação do consumidor, no faturamento da empresa e na forma com que ela é vista no mercado.

Tenha em mente que seus clientes não podem ter receio de entrar em contato quando precisarem de ajuda. Além disso, lembre-se também de que deixar alguém esperando por falta de organização, conhecimento ou má vontade da equipe pode trazer prejuízos irreparáveis para o seu negócio.

     5. Aposte no atendimento omnichannel

É importante ressaltar: o caminho para saber como prestar um bom atendimento ao cliente está totalmente ligado à uma estratégia omnichannel (conceito multicanal).

O atendimento omnichannel não só oferece múltiplos canais de contato com o consumidor, mas também realiza a integração desses meios. Dessa forma, o discurso da empresa é alinhado e o cliente não sente diferença quando muda de um canal para o outro.

Essa prática gera mais conforto para o consumidor, que pode escolher o meio de comunicação que mais se adapta à sua rotina e ainda assim ter uma experiência única.

Ao colocar esses passos em prática, certamente você irá modificar a maneira com que as pessoas veem a sua empresa e, de quebra, ainda ganhará maior destaque frente à concorrência.

Gostou dessas dicas? Em nosso curso de Empreendorismo, você adquire todos os conhecimentos para ter um negócio de sucesso!

Matricule-se. 

Tags

atendimento ao cliente, estratégias, comunicação, assertividade, empreendedorismo, negócios, canais, omnichannel, clientes, peça-chave, objetividade, rapidez, agilidade, treinamentos, sucesso.

Comentários

Fique por dentro
Cadastre-se e receba as novidades!

Veja também ...

Depilação na gravidez: descubra todos os cuidados necessários e os métodos mais indicados
Depilação na gravidez é permitida? Há muita informação errada sobre o tema por aí, por isso é importante buscar se informar para entender realmente o que é permitido ou não. A seguir, selecionamos tudo que você precisa saber sobre a depilação na gravidez para repassar às suas clientes que serão futuras mamães. Você vai descobrir quais são os cuidados necessários para realizar o procedimento durante a gestação. Assim como, conhecer os métodos mais indicados nesse período. Vamos lá? Cuidados com a depilação na gravidez É um mito dizer que as mulheres não podem passar por procedimentos de depilação na gravidez. É possível realizá-los até o nono mês de gestação, porém, é muito importante que sejam tomados alguns cuidados para evitar lesões. Isso acontece, pois durante o período de gestação, a mulher está com a imunidade mais baixa, logo, aumenta o risco de contrair doenças. Assim como o de inflamar ou infeccionar a área depilada. Dito isso, é extremamente importante oferecer às gestantes um local 100% higienizado e seguro para o procedimento. Outro ponto a ser levado em consideração na gravidez é com relação a sensibilidade da mulher. Na medida em que o parto vai se aproximando, aumenta o estiramento da barriga, assim como a descarga hormonal, deixando a pele muito mais sensível. Métodos de depilação na gravidez: o que é permitido ou não Como dissemos acima, o cuidado durante a depilação na gravidez deve ser redobrado para evitar lesões. Além das infecções que podem ser causadas, há o risco de aparecer marcas permanentes na pele. Listamos os tipos de depilação mais comuns e quais são os cuidados que as gestantes devem ter: Depilação com lâmina Não há nenhuma contraindicação quanto ao uso de lâminas. Entretanto, deve-se aumentar o cuidado em seu manuseio para evitar lesões na pele. Depilação a laser O laser não pode ser utilizado durante a gestação, devido ao alto risco de causar manchas na pele da mulher. Não há nenhum tipo de estudo que comprove efetivamente que a depilação a laser pode causar algum dano à formação e desenvolvimento do feto. Entretanto, especialistas não recomendam nenhum tipo de procedimento que exponha a gestante a qualquer tipo de luz, radiação ou descarga elétrica. Depilação com cremes depilatórios O uso de cremes depilatórios não é recomendado durante a gravidez. Esses produtos possuem um poder irritativo muito alto e podem causar marcas permanentes na pele da gestante. Depilação com cera É permitido a depilação com cera na gravidez. Inclusive, esse é um dos métodos mais recomendados pelos especialistas, pois a temperatura da cera vai ajudar os poros a dilatarem, o que facilita a retirada dos pelos. Quando elaborada a partir de ingredientes naturais, a cera vai minimizar os riscos de irritação no local da depilação. Em nosso curso de Depilação Profissional você dominará todas as técnicas para oferecer as suas clientes um procedimento seguro e eficaz. Matricule-se!
> Leia mais
Cera quente ou cera fria?
Sempre existe aquela dúvida na hora de escolher o melhor método de depilação: cera quente ou cera fria? Ambas têm suas vantagens e desvantagens e o uso varia muito de acordo com o gosto pessoal da profissional ou da cliente. Mas, de qualquer forma, é importante estar informada sobre as características de cada uma para poder auxiliar a cliente a escolher a melhor opção. Vamos conhecer mais?     Cera quente          Muito comum nos salões de beleza e clínicas de estética, a cera quente elimina os pelos desde a raiz. Por ser um produto de alta temperatura, é menos dolorida, já que os poros são abertos com o calor, o que facilita a remoção dos pelos. Além de não possuir contraindicações, garante duração da depilação por cerca de 20 a 30 dias.          Contudo, existem algumas desvantagens. A cera quente pode ocasionar queimaduras quando manuseada por um profissional sem experiência. Algumas pessoas com sensibilidade ao calor também podem ter reação após o uso. E por fim, logo após a depilação, é necessário não se expor ao sol para evitar danos à pele.     Cera fria          O uso da cera fria é mais indicado para regiões menores do corpo, como buço e sobrancelhas. Por não necessitar de aquecimento, se torna mais prática e pode ser uma boa alternativa para quem tem sensibilidade ao calor. Ela também reduz o nascimento de pelos encravados. Assim como a cera quente, sua duração também é de 20 a 30 dias.          Quando se trata das desvantagens, ela também possui algumas. Por não haver dilatação dos poros, o processo é um pouco mais dolorido e desconfortável. Dessa forma, seu uso não é indicado para áreas grandes do corpo, como virilha, pernas, axilas, bem como, peito e costas, no caso dos homens.   E então, qual o seu método favorito? Que tal aprender a realizar uma depilação perfeita no curso de Depilação Profissional do Instituto Embelleze? Em apenas oito semanas você se profissionaliza e ganha seu certificado!  
> Leia mais
Copyright © 2021 · Todos Direitos Reservados