Experts    |    Eu, profissional    |    Tendências    |    Guia da Beleza
Voltar

Tendências

Umectação: saiba tudo sobre o assunto.

Quer dar um up na nutrição dos cabelos de suas clientes? Então você está no lugar certo!

 

A umectação é uma técnica que com óleos vegetais que nutre, hidrata e fortalece os fios danificados.

Se você ainda não conhece esse tratamento, é a hora de ficar por dentro dos benefícios e aprender tudo sobre o método que vêm fazendo muito sucesso entre às mulheres.

Então vem com a gente, pois com essas dicas os fios de suas clientes serão outros!

 

O que é a umectação capilar?

A umectação nada mais é do que um tratamento realizado à base de óleo vegetal, ou seja, tem como objetivo nutrir os fios e, acima de tudo, repor a oleosidade necessária para recuperar os cabelos danificados por diversos fatores, entre eles, as químicas.

Para que serve a umectação?

O tratamento serve como um complemento à oleosidade natural dos fios. Então, pode ser feito somente com óleos – sem acréscimo de cremes. Deste modo, o ressecamento é combatido de maneira eficaz e, assim, diminui até o aparecimento de frizz. Além disso, a umectação deixa o cabelo menos propenso à quebra.

Benefícios de umectar os cabelos:

  • Redução da quebra;
  • Diminuição do frizz;
  • Eliminação da formação de nós;
  • Redução do atrito entre os fios;
  • Combate ao ressecamento e a porosidade;
  • Fortalecimento da fibra capilar;
  • Toque mais suave;
  • Cabelos mais brilhantes.

 

Os melhores óleos vegetais para a umectação:

Para fazer uma boa umectação, é importante contar com óleos 100% vegetais. Se você ainda não sabe qual usar, veja alguns tipos de óleos e escolha o seu preferido.

Óleo de rícino

Um dos mais potentes e favoritos. Ele hidrata e recupera cabelos quebradiços, danificados e com queda. Sobretudo, é um excelente auxiliar no combate a caspa e a oleosidade. Contém vitamina E, ácidos graxos, ômega 6 e ômega 9.

Óleo de coco


Rico em vitamina K, vitamina E, ácidos graxos e ferro, a umectação com óleo de coco penetra profundamente na fibra capilar, desse modo protege os fios e retém sua umidade natural. Certamente, o resultado é um cabelo mais sedoso, brilhante e macio.

Óleo de argan

Contém vitaminas A e D, fundamentais na recuperação e nutrição dos fios. Sua ação antioxidante rejuvenesce e trata a fibra capilar, pois é um óleo extremamente nutritivo.

Óleo de girassol

Para quem deseja diminuir o frizz, combater as pontas duplas, dar brilho e maciez para o cabelo, esse óleo é a escolha certa.

Além disso, ainda ajuda a proteger os fios de ações externas, como as causadas pelo cloro e sol, por exemplo.

Óleo de oliva

A umectação com azeite contém alta concentração de nutrientes e possui antioxidantes, portanto, combate o envelhecimento precoce das células capilares.

 

Fique por dentro de todas as tendências em hidratação se matriculando em nosso curso de Cabeleireiro Profissional.

Tags

umectação capilar, hidratação, nutrição, fios, reconstrução capilar, óleos vegetais, óleo de coco, óleo de oliva, óleo de argan, óleo de girassol, nutrientes, hidratação capilar, cabelos macios, fibra capilar.

Comentários

Fique por dentro
Cadastre-se e receba as novidades!

Veja também ...

Como manter os cabelos coloridos
Manter os cabelos coloridos saudáveis nem sempre é uma tarefa fácil, não é mesmo?! E nós sabemos que cabelo bonito é sinônimo de cabelo saudável! E, mesmo quem tem os fios com a cor natural, já sabe: manter eles com a cor viva, aspecto saudável e brilho é uma tarefa que precisa ser colocada como compromisso na agenda. Então, anote todas essas dicas para ensinar às suas clientes a como aproveitar a cor. O shampoo faz MUITA diferença É preciso escolher com cuidado os produtos para lavar os cabelos coloridos. O ideal são shampoos próprios para cabelos tingidos, que vão conter ativos que protegem a cor enquanto é feita a limpeza dos fios. Shampoos muito agressivos podem retirar a pigmentação e o brilho na hora da lavagem, resultando em fios opacos e sem vida. Hidrate, hidrate e depois hidrate mais um pouco A hidratação é fundamental, pelo menos uma vez por semana. Se for com produtos específicos para cabelos coloridos, melhor ainda. Os produtos voltados para a manutenção da cor dos fios são grandes aliados por possuírem ativos que funcionam bem na proteção da cor. Uma dica valiosa é fazer o cronograma capilar. Reconstrução também é de lei! O ideal é investir em produtos que tenham queratina, para devolver ao fio o que foi perdido no processo de coloração e/ou descoloração. Ela é a proteína principal que forma o fio, responsável pela força, elasticidade e resistência. Então, sempre que houver algum processo que danifique de alguma forma a fibra capilar é muito importante fazer essa reposição. Cuidado com o calor excessivo... O calor em contato direto com o cabelo danifica ainda mais a fibra, além de fazer com que a cor desbote mais rápido. Antes de usar chapinha, secador ou babyliss, lembre-se de passar produtos que contenham proteção térmica em todo cabelo. Um leave-in protetor, nessa etapa, é fundamental. Fuja da água quente Já deu para perceber que as altas temperaturas não ajudam muito, né? Seja do sol, da chapinha e, também, da água. O banho quente, nesses casos, além de ressecar os fios faz com que a cor desbote mais rapidamente. Gostaram das dicas? Agora é aproveitar e colocar todas em prática durante o seu atendimento! E lembre-se para se aperfeiçoar ainda mais, faça sua matrícula em nosso curso de Cabeleireiro Profissional agora mesmo! 
> Leia mais
Tranças da moda: as tendências para 2019
As tranças sempre estiverem presentes no universo da beleza feminina. Na infância, quem nunca foi pra escola com trancinhas no cabelo? Tudo começou com a trança simples, feita com três mechas do cabelo, mas, com o passar dos anos, a influência de diferentes culturas e da moda acabou popularizando novas versões e, atualmente, não faltam modelos interessantes e lindos! Há várias temporadas de desfiles nacionais e internacionais, especialmente de verão, os estilistas e hairstylists têm apostado nas tranças para compor os looks — e neste verão 2019 não foi diferente. As semanas de moda trouxeram o penteado de forma criativa, em versões naturais, fake (para misturar com o cabelo natural), afro, minimalista, enfeitadas com contas... Como fazer as tranças da moda Trança lateral: romântica, fica bem até para noivas Foto: Reprodução/Pinterest Pegue uma parte do cabelo do topo da cabeça (franja e lateral direita, bem acima da orelha) e divida-a em três mechas. Comece a trançar assim: cruze a mecha da direta para baixo da mecha do meio e cruze a mecha da esquerda por baixo da mecha da direita. Pegue uma nova mecha do lado direito da cabeça, incorpore-a à mecha da direita e cruze-as juntas por baixo da do meio. Repita o procedimento até trançar todo o cabelo, lembrando que essa trança precisa terminar do lado esquerdo da cabeça, sob a orelha. Portanto, você tem que trançar na diagonal. Ao final prenda com um elástico.   Estilo boxeadora: moderna, vai bem na balada e em eventos descontraídos Foto: Reprodução/Pinterest Divida o cabelo lateralmente (também pode ser ao meio), deixando a risca bem visível. Comece uma trança de raiz desde a franja, alinhando a trama na altura do arco da sobrancelha. Continue cruzando as mechas de como a criar um efeito de trança embutida. Da altura da nuca até as pontas, faça um atrança comum. Prenda com elástico de silicone. Repita o processo do outro lado.   Trança central com coque: ousada e elegante, é uma opção para formatura e casamento Foto: Reprodução/Pinterest Divida o cabelo ao meio passando o pente verticalmente da testa em direção à nuca. Segure as duas mechas que se formaram com piranhas. Agora pegue uma mecha fina nas margens da risca central, na parte de trás da cabeça e faça uma trança de raiz até a altura da nuca. Prenda com um elástico de silicone preto ou transparente. Penteie o restante do cabelo para trás e torça as mechas, juntando-as com a ponta da trança, na linha da nuca até formar um coque baixo, bem despojado. Prenda com grampos.   Trança cornrows: estilosa, para qualquer ocasião Foto: Reprodução/Pinterest Essas trancinhas podem ser feitas em mechas finas ou médias de cabelo, como você desejar. A dica é começar a trançar pela mecha lateral próxima à orelha e ir subindo até trançar o cabelo todo. Para compor o visual da moda, faça as trancinhas bem próximas umas das outras, deixando o couro cabeludo à mostra. As tranças são rasteiras: passe a mecha da direita embaixo da mecha do meio e a da esquerda também embaixo da mecha do meio e prossiga assim até o fim. Você pode enfeitar as trancinhas com contas e variar a finalização como quiser.   Estilo Boho: perfeita para o dia e a noite Foto: Reprodução/Pinterest Inicie o penteado dividindo o cabelo ao meio — faça uma risca até a nuca. Prenda um dos lados com elástico enquanto trabalha o outro. A trança deve ser feita a partir da parte de trás da nuca, bem apertada, num trançado simples.    Vantagens do penteado com trança Além de dar uma boa repaginada no visual, a trança pode ser feita em qualquer tipo de cabelo — do liso e fininho ao crespo ou afro, mas desde que tenha um certo comprimento, claro! Mas talvez a vantagem maior seja não precisar preparar o cabelo antes do penteado, ou seja, você pode mexer nos fios do jeito que eles estiverem: sujos, limpos, com ou sem finalizador... Há até um benefício em fazer trança no cabelo mais pesado: o penteado fica no lugar com mais facilidade e os fios são ais moldáveis. Apenas uma boa escovação para eliminar pequenos nós e emaranhados é suficiente.  Dicas para iniciantes Quando você estiver aprendendo a trançar o cabelo, procure treinar em alguém e não em você mesma.  Dá para treinar até em cabelo de boneca! O que faz do cabeleireiro um bom trançador é a prática. Tenha por perto os seguintes acessórios para descomplicar a tarefa: uma escova, para desembaraçar o cabelo antes; pente fino, para separar ou dividir as mechas; grampos, no caso de elaborar uma trança com coque; elástico pequeno e transparente, de silicone, para prender a ponta da trança (fica imperceptível); elástico comum, para prender rabo de cavalo antes da trança. O finalizador mais indicado para penteados com trança é o spray fixador, que como o próprio nome já diz, fixa os fios no lugar e assegura que o look fique perfeito por um longo período. O cabelo tende a ficar com fiozinhos arrepiados depois da trança pronta? Dê um fim no frizz passando no cabelo um pouco de óleo de argan e depois trance-o.   A clássica trança embutida ou de raiz Todo mundo que começa a fazer trança tem o desejo de aprender a elaborar a clássica trança francesa (ou embutida). Ela é sempre o próximo nível para quem já tem habilidade para fazer o penteado simples, com três mechas.  Vale a pena aprender a trança embutida muito bem, porque é um modelo que vai bem em qualquer ocasião — do dia a dia à festa —, nunca sai de moda e serve de ponto de partida para lindas variações.  Passo a passo Penteie o cabelo e separe a parte de cima (topo da cabeça) Divida essa parte em três mechas iguais Cruze a mecha da direita sobre a do meio Cruze a mecha da esquerda sobre a do meio Pegue uma nova mecha do lado direito da cabeça e incorpore-a à mecha da direita, cruzando-as juntas sobre a mecha do meio Repita o procedimento do lado esquerdo Continue até que todo o cabelo esteja incorporado à trança Ao chegar na altura da nuca, trance o cabelo normalmente até a ponta Prenda com um elástico pequeno   Quer aprender mais sobre penteado e ser um cabeleireiro de sucesso? Inscreva-se no curso de Cabeleireiro Profissional do Instituto Embelleze e arrase!          
> Leia mais
Copyright © 2021 · Todos Direitos Reservados