Experts    |    Eu, profissional    |    Tendências    |    Guia da Beleza
Voltar

Tendências

10 cuidados básicos pós-alongamento de unhas.

Confira dicas essenciais para repassar às suas clientes e tenha resultados ainda melhores em seus alongamentos.

Muitas mulheres sonham em ter as unhas grandes pois elas transmitem delicadeza e beleza, o que vêm tornando a técnica de alongamento cada vez mais popular em salões de beleza e esmalterias.

Essa técnica tem sido utilizada para auxiliar mulheres que enfrentam problemas como unhas fracas, quebradiças ou até mesmo o ato de roer as unhas.

Então, para manter a durabilidade de um procedimento como esse, alguns cuidados são fundamentais e precisam ser informados às clientes após a finalização.

 

Confira os principais:

1.       Usar luvas ao utilizar algum produto químico;

2.       Não fazer grandes esforços sobre as unhas;

3.       Evitar atividades que precisem que as unhas sejam dobradas, pois elas podem quebrar;

4.       Cuidado na hora de abrir portas e gavetas;

5.       Usar a ponta dos dedos para digitar e não as unhas, pois elas podem trincar;

6.       Não utilizar as unhas para abrir latas;

7.       Retirar o esmalte apenas quando for fazer a manutenção;

8.       Não utilizar acetona, apenas removedor para unhas;

9.       Fazer a manutenção de acordo com as recomendações da manicure;

10.   Não retirar o alongamento em casa, pois isso pode danificar a saúde das unhas naturais.

 

Após indicar todos esses cuidados, ressaltar que é de extrema importância realizar as manutenções, pois elas garantem que a unha natural continue com boa saúde e seja feito os ajustes com relação à cutícula, para que o alongamento continue bonito e com uma aparência natural.

Se você sempre carregou a vontade de ter um diferencial em sua profissão para atender a clientela, chegou o momento.

Comece a lucrar agora aprendendo mais sobre as principais técnicas de alongamento em nosso curso de Especialização em Unhas.

 

Tags

alongamento de unhas, unhas, saúde das unhas, cuidados pós alongamento, manutenção de unhas, unha natural, unhas fracas, unhas longas, técnicas

Comentários

Fique por dentro
Cadastre-se e receba as novidades!

Veja também ...

Extensão de cílios: tudo o que você precisa saber sobre
Queridinho das brasileiras, a extensão de cílios é um método que chegou ao mercado do olhar para ficar. Valorizando o olhar e facilitando a produção das maquiagens, a extensão de cílios conta atualmente com 4 técnicas. Que tal conferir a matéria que preparamos e conhecer mais sobre? Extensão Fio a Fio Também denominada de clássica, nesse método os fios sintéticos são aplicados um a um junto aos cílios naturais. Além disso, as extensões são um pouco mais grossas para dar volume aos cílios. Volume russo Nele os fios são mais finos que o natural, e são colados nos fios verdadeiros. Esse é o queridinho de quem deseja cílios com bastante volume, já que pode inserir de 2 a 6 extensões em um cílio. Híbrido Esse procedimento nada mais é do que a mistura entre a fio a fio e o Volume Russo. O procedimento visa trazer volume, sem perder tanto a naturalidade. Mega Volume Nesse método, as extensões são ainda mais finas que o fio natural. Nela, é possível colar até 20 extensões em um único cílio! Cuidados na aplicação da extensão de cílios Clientes que consomem esse serviço buscam qualidade e rapidez. No entanto, é importante que você, profissional, esteja atento para não ter problemas posteriores. Avalie inicialmente se a interessada possui alguma contraindicação. Cílios não saudáveis, pessoas que passam por quimioterapia ou alergia à alguma composição da cola não são candidatas ao procedimento. Para ajudar você nessa jornada, fizemos uma lista com algumas dicas. Veja: Sempre avise a cliente que é preciso os cílios estarem livres de qualquer maquiagem; Durante o procedimento, a cliente deve permanecer sem se movimentar e com os olhos completamente fechados; Evitar o uso de água quente; Não coçar ou esfregar os cílios; Não molhar nas primeiras 24 horas após o procedimento.   Gostou desse conteúdo? O Instituto Embelleze tem outros materiais para você que deseja ser uma especialista em olhar. Acesse nosso site e confira: https://www.institutoembelleze.com/
> Leia mais
Depilação na gravidez: descubra todos os cuidados necessários e os métodos mais indicados
Depilação na gravidez é permitida? Há muita informação errada sobre o tema por aí, por isso é importante buscar se informar para entender realmente o que é permitido ou não. A seguir, selecionamos tudo que você precisa saber sobre a depilação na gravidez para repassar às suas clientes que serão futuras mamães. Você vai descobrir quais são os cuidados necessários para realizar o procedimento durante a gestação. Assim como, conhecer os métodos mais indicados nesse período. Vamos lá? Cuidados com a depilação na gravidez É um mito dizer que as mulheres não podem passar por procedimentos de depilação na gravidez. É possível realizá-los até o nono mês de gestação, porém, é muito importante que sejam tomados alguns cuidados para evitar lesões. Isso acontece, pois durante o período de gestação, a mulher está com a imunidade mais baixa, logo, aumenta o risco de contrair doenças. Assim como o de inflamar ou infeccionar a área depilada. Dito isso, é extremamente importante oferecer às gestantes um local 100% higienizado e seguro para o procedimento. Outro ponto a ser levado em consideração na gravidez é com relação a sensibilidade da mulher. Na medida em que o parto vai se aproximando, aumenta o estiramento da barriga, assim como a descarga hormonal, deixando a pele muito mais sensível. Métodos de depilação na gravidez: o que é permitido ou não Como dissemos acima, o cuidado durante a depilação na gravidez deve ser redobrado para evitar lesões. Além das infecções que podem ser causadas, há o risco de aparecer marcas permanentes na pele. Listamos os tipos de depilação mais comuns e quais são os cuidados que as gestantes devem ter: Depilação com lâmina Não há nenhuma contraindicação quanto ao uso de lâminas. Entretanto, deve-se aumentar o cuidado em seu manuseio para evitar lesões na pele. Depilação a laser O laser não pode ser utilizado durante a gestação, devido ao alto risco de causar manchas na pele da mulher. Não há nenhum tipo de estudo que comprove efetivamente que a depilação a laser pode causar algum dano à formação e desenvolvimento do feto. Entretanto, especialistas não recomendam nenhum tipo de procedimento que exponha a gestante a qualquer tipo de luz, radiação ou descarga elétrica. Depilação com cremes depilatórios O uso de cremes depilatórios não é recomendado durante a gravidez. Esses produtos possuem um poder irritativo muito alto e podem causar marcas permanentes na pele da gestante. Depilação com cera É permitido a depilação com cera na gravidez. Inclusive, esse é um dos métodos mais recomendados pelos especialistas, pois a temperatura da cera vai ajudar os poros a dilatarem, o que facilita a retirada dos pelos. Quando elaborada a partir de ingredientes naturais, a cera vai minimizar os riscos de irritação no local da depilação. Em nosso curso de Depilação Profissional você dominará todas as técnicas para oferecer as suas clientes um procedimento seguro e eficaz. Matricule-se!
> Leia mais
Copyright © 2021 · Todos Direitos Reservados