Experts    |    Eu, profissional    |    Tendências    |    Guia da Beleza
Voltar

Tendências

Fotos: Shutterstock

6 truques para apostar nas sobrancelhas naturais

Esqueça aquele arco perfeito, com desenho impecável. As sobrancelhas messy ou as chamadas fluffy brows (sobrancelhas fofas), com efeito bagunçadinho, fios desalinhados e certa densidade, são a trend do momento

Modelos e celebridades estão apostando no novo visual. Prova disso é que no último São Paulo Fashion Week, em abril deste ano, as sobrancelhas naturais, com um estilo mais livre, marcaram presença nas passarelas – nos desfiles da A. Niemeyer, Lenny Niemeyer, Osklen e Beira. Assim como na edição anterior do evento (outubro de 2018), em que o desenho menos perfeitinho também roubou a cena em alguns desfiles.

De onde vem a febre das sobrancelhas naturais

Acredite, o estilo que está derrubando padrões hoje em dia já foi moda nos anos 1980, quando a atriz Malu Mader ostentou “as sobrancelhas naturais”, como it girl da época, com seus personagens marcantes e polêmicos e uma beleza igualmente natural, sem filtro. “A tendência voltou com tudo em 2019, ano-ícone do estilo, em que o mundo inteiro só fala no valor e empoderamento da liberdade da mulher”, esclarece Gisele Nunes, instrutora dos cursos de Designer de Sobrancelhas e Depilação do Instituto Embelleze Centro, de São José dos Campos (SP). De fato, se analisarmos por esse prisma, uma coisa tem relação direta com a outra. É mesmo libertador poder ser o que quiser, soltar as amarras de padrões e dar voz ao instinto e à espontaneidade, sem se submeter a imposições sociais que ditam “isso é bonito, aquilo é feio”.

Por mais diferente que o conceito “sobrancelhas naturais” possa parecer para algumas pessoas, os experts de moda e beleza garantem: essa febre vem para combinar com outras tendências minimalistas que estão bombando, como o make-no-make, o no filter, o “bonito é ser você” e todos os outros que seguem essa linha, cuja bandeira é não se submeter aos padrões. Veja agora como criar (e manter!) esse efeito natural com muito estilo.

1º Truque – Deixe os fios crescerem

Bem diferente dos arcos perfeitos, preenchidos e superdesenhados, a ideia da sobrancelha messy é simples: desalinhar o visual. De acordo com Gisele Nunes, do Instituto Embelleze, para deixar o look rústico, o primeiro passo é manter a pinça bem guardada por alguns meses, para que o visual fique o mais bagunçadinho possível. “Só assim a sobrancelha vai retomando seu formato original”, explica ela, destacando que essa é a dica mais básica para quem vai encarar a empreitada das fluffy brows.

Em alguns casos, no entanto, nós sabemos que na prática é impossível aposentar a pinça de uma vez e existe a necessidade de se fazer a sobrancelha, ainda que discretamente. “A dica aqui é tirar apenas os excessos, tomando sempre o cuidado de não desenhar demais o look para manter as sobrancelhas mais volumosas e naturais, o que define o estilo messy”, ensina Gisele.

2º Truque - Não basta abandonar a pinça 

Mesmo o estilo despojado e imperfeito requer certa produção para arrasar! Não é só deixar as sobrancelhas naturais, literalmente, com um ar selvagem e pelos longos. Na-na-ni-na-não! Alguns truques, que podem ser feitos com maquiagem ou não, trazem ainda mais poder ao olhar e uma personalidade ímpar ao resultado do make. Tudo para deixar o arco mais cheinho e “natural”. Na verdade, tem um jeito certo de pentear, de alinhar os fios de maneira que fiquem no lugar, em alguns casos pode até ser necessário dar um pique de leve com a tesourinha para eliminar algum pelo fujão. Enfim, tem uns segredinhos para manter o estilo messy, ou seja, sobrancelhas naturais arrepiadinhas e com volume. Esse é o charme.

3º Truque – Acerte o design dos arcos

Deixe o desenho mais grosso, com alguns milímetros a mais de pelos em todas as direções (região entre os olhos e as áreas em cima e embaixo do arco). Cuide para o excesso de pelos ficar especialmente em cima: são eles que vão produzir o estilo messy. Depois, basta ir acompanhando e alinhando os fios sempre que necessário, mas sem exageros.

4º Truque – Lance mão da tesoura

O mesmo vale para o momento de usar a tesourinha. Você até pode aparar os fios rebeldes das sobrancelhas naturais (os mais longos e desalinhados), porém bem menos do que se você não estivesse se jogando no “projeto messy”, de modo que o volume na parte superior seja mantido – afinal, é essa a ideia.

5º Truque – Faça um make apropriado

Enquanto o resultado não fica naturalmente como você quer, vale usar um lápis ou uma sombra próprios para sobrancelha para preencher falhas e aparentar mais volume. Mas atenção, não exagere e jamais use um lápis para olhos, que tem o tom mais forte e deixará o truque em evidência. “Em seguida, use uma máscara para sobrancelhas (ou mesmo para cílios) incolor, penteando os pelos para cima. Um truque para mantê-los assim o dia todo é espirrar um pingo de spray fixador ou pomada de cabelo numa escovinha e passá-la no arco da sobrancelha, penteando em direção à testa”, entrega Gisele. É tiro e queda!

Atenção meninas ousadas, uma dica esperta para quem quer logo causar com o visual bagunçadinho: use máscara de sobrancelhas com cor. Ela é multifuncional: enquanto facilita o pentear, ainda fixa os fios para cima, dando a impressão de mais volume de pelos.

6º Truque – Use iluminador

Não é porque a trend é o mais clássico estilo “me deixa” que você vai abandonar o iluminador de sobrancelhas. Pelo contrário, o recurso continua imbatível ainda que seja para produzir um look mais natural. Como fazer? É só aplicar um pouquinho de produto abaixo do arco, no canto externo – esse pontinho de luz é essencial para levantar o olhar e deixar a maquiagem mais feminina. Detalhe que faz toda a diferença. Pode se jogar, o glow nunca sai de moda!

cara delevingne sobrancelhas naturaisA atriz Cara Delevingne sempre foi adepta da messy brow

 
Produtos e técnicas BFF para as sobrancelhas naturais

De uns tempos pra cá, o mercado de maquiagem evoluiu bastante, tanto no sentido de variedade/novidade, com itens inusitados, nunca antes imaginados; quanto em tecnologia, entregando qualidade e resultados primorosos nos benefícios prometidos. E uma das áreas que mais ganha com esse up do setor são as sobrancelhas naturais.
O business da beleza parece ter descoberto um nicho, com produtos dedicados ao styling dos arcos. E, nós consumidores, só temos que comemorar porque tem para todos os gostos e estilos. O arsenal é enorme: gel de volume, máscara de sobrancelhas, canetas de preenchimento, escovas, ativos de crescimento, sombras para camuflar falhas entre muitos outros produtos. Além desses paleativos, há séruns e tratamentos que fortalecem, dão volume e criam densidade tornando as sobrancelhas literalmente naturais.

Impossível falar de sobrancelhas messy sem mencionar a importância da técnica de microblading que a cada dia ganha mais adeptas. Trata-se de um procedimento de maquiagem semi-permanente feito com o tebori, uma espécie de caneta que por meio de microcortes deposita o pigmento na pele, reproduzindo a aparência dos pelos da cliente, tanto em espessura quanto em tamanho. Outra alternativa é a micropigmentação que funciona mais ou menos da mesma forma, o que muda é que em vez do tebori é usado um dermógrafo, aparelho elétrico também semelhante a uma caneta, que provoca microlesões na pele para depositar o pigmento.

O expert Biel Portella, do Rio de Janeiro, recentemente premiado em Paris como micropigmentador, é enfático ao falar sobre o quanto esses métodos podem ajudar no resultado de uma sobrancelha com mais densidade. “Para quem não possui uma quantidade suficiente de pelos, a micropigmentação é uma ótima alternativa que, se bem-feita, produz um efeito extremamente natural. A técnica fio a fio é a mais indicada”, destaca o designer.

 

Kiernan Shipka sobrancelhas naturaisA atriz Kiernan Shipka também ostenta sobrancelhas naturais

Dicas valiosas para ter sobrancelhas naturais

Biel Portella lista abaixo alguns cuidados que se deve ter para manter um design perfeito e natural quando o objetivo é obter uma sobrancelha bagunçadinha com estilo. Confira:

  • Segure o impulso de pegar a pinça. O ideal é procurar um bom profissional, de confiança, ainda que seja para definir o desenho inicial ou, melhor dizendo, o design original dos fios.
  • Em hipótese alguma utilize lápis de olho ou de escrever (6B) para fazer preenchimento. O uso desses produtos pode ocasionar queda dos fios que, em muitos casos, é irreversível.
  • Para disfarçar as falhas das sobrancelhas naturais não use uma tonalidade mais escura que a original para fazer o preenchimento, o aspecto fica pesado e feio. O ideal é manter o tom do arco inteiro bem uniforme.
  • Nunca deixe o início da sobrancelha (as extremidades internas) com aquele desenho marcado, quadradão – dá uma péssima impressão e denuncia na hora o recurso fake.
  • Caso não tenha tempo ou dinheiro para fazer o design com um profissional, como um Especialista em Beleza do Olhar, mantenha a área penteada com uma máscara incolor, o truque superfunciona, fica bem legal e trás uma boa definição.

Tags

sobrancelhas naturais, sobrancelhas, sobrancelha perfeita, design de sobrancelha, tendência, designer de sobrancelhas, Instituto Embelleze

Comentários

Fique por dentro
Cadastre-se e receba as novidades!

Veja também ...

Conheça a tendência que virou febre entre as famosas: mecha frontal
A mecha frontal fez muito sucesso e ditou moda nos anos 90. E agora, a tendência está voltando com força, cheia de cores e ideias inovadoras, pois afinal, no mundo da beleza as tendências são cíclicas e as referências estéticas costumar ressurgir de tempo em tempo. A faixa loira intensa retorna como uma proposta relativamente fácil de aderir, ousada e cheia de personalidade. Primeiramente, os produtos de cabelo disponíveis hoje em dia e as técnicas de descoloração, que foram se aperfeiçoando nesse meio tempo, permitem um estilo de mecha frontal mais platinada e com um aspecto mais profissional. Além disso, com os fios nessa tonalidade, fica bem mais fácil investir em customizações com cores fantasia como o azul, rosa ou verde. Sendo assim, se a cliente enjoou de um tom, pode partir para outro sem grandes esforços. Afinal, são mechas pequenas, o que poupa bastante tempo e trabalho. A mecha frontal é perfeita para quem busca um estilo de cabelo cheio de atitude e gosta de experimentar tendências capilares diferentes. Mas atenção, antes de você aplicar a tendência em suas clientes é necessário fazer uma avaliação e um teste de mecha, mesmo com estes cuidados, é preciso dar uma atenção maior às madeixas depois de descoloridas. Isso porque a química da tintura pode danificar os fios caso não seja tomado os cuidados adequados. O cabelo com mechas é lindo e cheio de estilo, mas é importante previnir o ressecamento dos fios e mantê-los sedosos. Para isso, confira nosso blogpost sobre cronograma capilar e proporcione um tratamento completo às madeixas de suas clientes. Partiu ficar por dentro de todas as tendências do mundo dos cabelos? Matricule-se em nosso curso de Cabeleireiro Profissional e saiba tudo sobre tratamentos, colorações, cortes e muito mais.
> Leia mais
Normal, seca, mista e oleosa: saiba como identificar o tipo de pele de suas clientes.
Algumas pessoas ainda têm dificuldade em saber qual é o seu tipo de pele. Ter essa informação é muito importante, pois a partir dela sabemos quais os produtos mais indicados, que se adaptam às necessidades de cada cliente e não causam nenhuma reação contrária. Conheça quais são os tipos de cada pele, suas características e as texturas mais indicadas para cada um deles. A importância de utilizar os produtos certos para cada tipo de pele. Não é à toa que temos vários tipos de texturas em produtos, cada uma é feita para se adaptar da melhor forma aos padrões de pele existentes. Por isso é tão importante identificar as características deste órgão. A identificação é feita baseada no equilíbrio entre a água e as glândulas sebáceas, buscando sempre a igualdade entre as duas partes. Algumas pessoas usam produtos indevidos, que podem ocasionar problemas e até piorar a situação da cútis, ressaltando características negativas das mesmas. Vamos te ajudar a desvendar os mistérios dos 4 principais tipos de pele: normal, oleosa, seca e mista. Informaremos as variadas características de cada uma, além de dar dicas do que não fazer e a textura ideal dos produtos para atendê-las.    1. Pele normal Essa pele possui textura saudável, produz gordura na quantidade certa e não apresenta excesso de brilho ou de ressecamento. Com poros pequenos e pouco evidentes, sua aparência é aveludada e com viço, tendo poucas imperfeições. É essencial manter a pele dessa forma através dos processos de hidratação. Um dos cuidados mais importantes é na região dos olhos, pois o aparecimento de rugas é mais intenso. Para esse tipo de pele deve-se ter a rotina igual a de todos os outros: higienizar, tonificar, hidratar e proteger, mantendo-a saudável e longe de manchas.      2. Pele seca A pele seca possui deficiência nos dois quesitos: água e gordura. Com aspecto áspero, opaco e sem brilho, também é considerada desidratada com tendência a craquelar com facilidade. Com a falta de oleosidade e a perda excessiva de água, a capacidade de proteção é reduzida, o que pode ocasionar coceira e vermelhidão. Fatores hormonais, idade, condições climáticas, banhos muito quentes e demorados podem acentuar essa situação. Um dos principais passos para cuidar da pele seca é a hidratação. Ela aumenta o teor de água da cútis, protege e incentiva a renovação celular. Além disso, pessoas com esse tipo de pele tem maior tendência ao aparecimento de rugas, então é interessante aliar o uso dos produtos de tratamento facial com um anti-idade. Em busca das melhores condições para a pele seca, os cremes e séruns são ideais. Eles possuem alto teor de hidratação e se adaptam melhor ao ressecamento, pois repõem a água da cútis desidratada.      3. Pele mista A pele mista apresenta aspecto oleoso e poros dilatados na região da testa, nariz e queixo (zona T), tem tendência a acne, bochechas e extremidades do rosto com textura seca e facilidade para descamação e irritação. Para equilibrar, é preciso hidratar e controlar a oleosidade, além de evitar adstringência em excesso, soluções alcoólicas e texturas muito cremosas. As texturas de produtos mais indicadas para esse tipo de cútis é o sérum, gel e o fluido. É importante sempre optar por produtos oil-free, pois têm textura leve e não deixam a pele pegajosa.      4. Pele oleosa A pele oleosa apresenta excesso na produção de gordura, o que deixa a cútis mais brilhosa e pegajosa, além de mais propensa ao aparecimento da acne. Sua superfície é mais espessa com poros dilatados, principalmente nas regiões da zona T. O excesso de gordura é afetado pela dieta, estresse e hormônios, além da tendência genética. Por ser um dos tipos de cútis mais comuns do Brasil, a variedade de dermocosméticos é bem grande. Para a pele oleosa, os melhores produtos são os livres de óleo e com textura fluida, podendo também ser gel-creme, loção e sérum. É importante sempre aplicar filtro solar com essas mesmas características, controle de brilho e efeito mate.   Agora que você já sabe tudo sobre peles, chegou a hora de garantir a sua especialização em nosso curso de maquiagem e oferecer a melhor experiência às suas clientes! Faça sua matrícula.      
> Leia mais
Copyright © 2021 · Todos Direitos Reservados