Experts    |    Eu, profissional    |    Tendências    |    Guia da Beleza

Tag: saúde das unhas

Emanoelle Cristina
Desempregada e sem perspectivas para o futuro, Emanoelle, 27 anos, já não sabia mais o que fazer para dar um salto e voltar a garantir o sustento. Na mesma época, no ano de 2018, ela ainda sofreu uma perda muito grande na família e, mais do que nunca, precisava ocupar a cabeça. Foi quando ela teve uma luz e decidiu transformar a afinidade com a área de beleza em profissão. Fazer unha era um hobby para Emanoelle, então, por que não atuar como uma profissional capacitada no ramo? “Fiz uma pesquisa para procurar uma escola de confiança. Encontrei o Instituto Embelleze em Taguatinga, região de Brasília onde moro, e me matriculei no curso de manicure e pedicure. Amei aprender as técnicas de embelezamento das unhas das mãos e dos pés e ainda saber como se trabalha com segurança, tanto para o cliente quanto para o profissional. Não achei o curso difícil, qualquer pessoa pode vivenciar essa experiência”, conta Emanoelle. Transformação rápida A dedicação e o excelente desempenho de Emanoelle trouxeram um retorno rápido para ela no mercado de trabalho. Ainda cursando as aulas no Instituto Embelleze, ela começou a atuar profissionalmente, atendendo clientes em domicílio. Depois de se formar e já com uma boa clientela, ela continuou trabalhando e também atendendo na própria casa. “Todo começo é difícil, mas com perseverança a gente consegue se realizar. Minha vida mudou, tanto emocional quanto financeiramente! Hoje ganho bem e atendo, em média, 12 clientes por semana. Ainda não é muito, mas sou uma pessoa mais feliz e renovada. Meu plano para o futuro é abrir uma esmalteria, porque eu amo o que faço!”, diz Emanoelle. Fonte de inspiração Quem tem o desejo de ser como Emanoelle – manicure e pedicure e dona do próprio negócio – deve investir, em primeiro lugar, em capacitação. No curso profissionalizante do Instituto Embelleze, por exemplo, você conta com professores reconhecidos e que passam frequentemente por atualizações. Você aprende técnicas de embelezamento das unhas das mãos e dos pés, zelando pelas normas de biossegurança. O aluno ainda desenvolve desde uma sólida base teórica, com os estudos de fisiologia e anatomia das mãos e das unhas, até técnicas de higienização e esterilização dos instrumentos de trabalho, respeitando as normas da Vigilância Sanitária. Ética profissional e excelência em atendimento ao cliente também fazem parte do conteúdo programático. Atuação garantida O crescimento dos salões de beleza espalhados tanto em bairros quanto nas regiões centrais propicia facilidade de trabalho aos profissionais deste ramo. Os salões de bairro possuem um público mais seleto e cativo, enquanto os salões localizados no centro da cidade geralmente são procurados por pessoas que não têm agenda para marcar horários fixos e optam pela praticidade do momento. Outra possibilidade de trabalho aos profissionais formados pelo Instituto Embelleze é atuarem como autônomos, atendendo a domicílio. Por ser um ramo promissor, há sempre inovação e múltiplas possibilidades de trabalho.
> Leia mais
10 cuidados básicos pós-alongamento de unhas.
Muitas mulheres sonham em ter as unhas grandes pois elas transmitem delicadeza e beleza, o que vêm tornando a técnica de alongamento cada vez mais popular em salões de beleza e esmalterias. Essa técnica tem sido utilizada para auxiliar mulheres que enfrentam problemas como unhas fracas, quebradiças ou até mesmo o ato de roer as unhas. Então, para manter a durabilidade de um procedimento como esse, alguns cuidados são fundamentais e precisam ser informados às clientes após a finalização.   Confira os principais: 1.       Usar luvas ao utilizar algum produto químico; 2.       Não fazer grandes esforços sobre as unhas; 3.       Evitar atividades que precisem que as unhas sejam dobradas, pois elas podem quebrar; 4.       Cuidado na hora de abrir portas e gavetas; 5.       Usar a ponta dos dedos para digitar e não as unhas, pois elas podem trincar; 6.       Não utilizar as unhas para abrir latas; 7.       Retirar o esmalte apenas quando for fazer a manutenção; 8.       Não utilizar acetona, apenas removedor para unhas; 9.       Fazer a manutenção de acordo com as recomendações da manicure; 10.   Não retirar o alongamento em casa, pois isso pode danificar a saúde das unhas naturais.   Após indicar todos esses cuidados, ressaltar que é de extrema importância realizar as manutenções, pois elas garantem que a unha natural continue com boa saúde e seja feito os ajustes com relação à cutícula, para que o alongamento continue bonito e com uma aparência natural. Se você sempre carregou a vontade de ter um diferencial em sua profissão para atender a clientela, chegou o momento. Comece a lucrar agora aprendendo mais sobre as principais técnicas de alongamento em nosso curso de Especialização em Unhas.  
> Leia mais
Vantagens da cutilagem russa para clientes e manicures
As mulheres russas são conhecidas no mundo inteiro por dois motivos: a beleza física e as unhas saudáveis. Tanto que grandes marcas de cosméticos de tratamento de unhas e cutículas são, originalmente, vindos da Rússia. E sabe qual é um dos segredos das russas nesse quesito? O modo de retirar a cutícula! Em vez de usar alicate, como nós, elas usam tesourinha. Neste post, vamos falar sobre essa técnica que, aliás, está bombando nos últimos meses por aqui e ainda pouca gente conhece. É a cutilagem russa ou manicure russa. No procedimento, o bom e velho alicate de cutícula é substituído por uma tesourinha própria para a região e uma lixa elétrica cilíndrica, que lembra uma broca. “Em vez de simplesmente empurrar ou mesmo cortar a cutícula com o alicate — o que normalmente favorece exageros por ser uma ferramenta muito cortante, estimula o crescimento contínuo da película e pode levar à retirada acidental de ‘bifes’ —, na cutilagem russa o profissional elimina delicadamente e com cautela o contorno da unha com a tesoura e a lixa”, explica Vanessa Castro, instrutora do curso de manicure do Instituto Embelleze unidade Santo Amaro, São Paulo (SP). Some a esses benefícios o fato de não ter mais aquelas “peles levantadinhas” crescendo em volta da unha, já que a cutícula não será removida, apenas aparada. A cliente fica feliz...   A manicure russa pode ser feita nas unhas das mãos e dos pés, e praticamente não há contraindicação. “Mas pode-se dizer que nos casos de cutículas muito finas e de diabéticos, a técnica é altamente indicada, por permitir ao profissional mais controle e delicadeza”, destaca Vanessa Castro. A técnica parece mesmo ser tudo de bom: além de reduzir a praticamente zero o risco de cortes, a manutenção é quinzenal, diferentemente do procedimento feito com alicate, que geralmente requer idas semanais ao salão. Isso, porque, como só é retirado o excesso de pele com a tesourinha, sem arrancar a cutícula, não há um crescimento acelerado e regular, dessa pele. Resultado: com o tempo, a cutícula que vai cobrindo a unha deixa de ser um fator antiestético. No final das contas, o procedimento quinzenal não chega a representar uma contenção de custo, já que o valor da cutilagem russa é dobro da manicure tradicional — o que fica elas por elas. Por outro lado, tem o ganho de tempo, já que as visitas ao salão são quinzenais. Se durante a quinzena a cliente reclamar do desbotamento do esmalte (já que vai levar mais tempo para ela voltar para o salão), sugira que ela aplique um top coat antes de terminar a quinzena, para dar um up na cor e no brilho das unhas. Ah, e repita para ela a velha e boa dica (superútil) de usar luvas durante os afazeres domésticos para preservar ainda mais o esmalte. Uma dica: ressalte os benefícios da cutilagem russa listados aí acima para as suas clientes apostarem na novidade! Ok, a gente sabe que não é nada fácil mudar a tradição do alicate, tão forte para as brasileiras. Mas o protocolo russo tem todo potencial para fazer a cabeça das mulheres e cair no encanto. Num primeiro momento, é comum que algumas clientes nem queiram conhecer a cutilagem russa por “ter ouvido falar” que se trata de um procedimento caro. Então, é aqui que entra a habilidade do profissional de explicar tudo direitinho, com detalhes.   O profissional em manicure sai ganhando... Investir na cutilagem russa é um diferencial para a carreira de manicure. Isso mesmo. É preciso acompanhar as novidades e tendências para ser visto de forma diferente e até se tornar uma referência no domínio de técnicas moderninhas entre as clientes. A cutilagem russa é uma excelente oportunidade para dar um up no seu menu de serviços. Apesar de ser um procedimento que já existe, a febre é agora! Conclusão: vai ganhar quem oferecer o serviço do momento. Sem contar que o espaço de beleza que sai na frente com novidades desse tipo ocupa outro patamar no mercado, muito acima de quem continua oferecendo o básico. Há mais chances de fidelizar clientes com serviços exclusivos ou diferenciados. E, claro, o profissional também se torna especial, tendo uma formação acima da média, especialmente nesse caso que envolve saúde por se tratar de cuidado com as cutículas. O profissional inspira confiança, credibilidade. Cutilagem russa passo a passo   Entenda, a seguir, como é feita cada etapa da técnica que é sucesso e, depois, é só se lançar para experimentar! 1 O esmalte (ou resíduos) é retirado com removedor sem acetona. Depois, as unhas são molhadas suavemente com água. Após enxugadas, recebem um hidratante. Quanto mais grossa e grande a cutícula, mais tempo é necessário para o produto agir e amolecer a estrutura. Já as cutículas mais finas nem precisam tanto desse recurso do creme, é opcional. 2 Em vez de utilizar a espátula para empurrar a cutícula, na cutilagem é usada a broca, que nada mais é do que uma lixa cilíndrica elétrica. Esse é o grande lance da manicure russa. A função dessa ferramenta é levantar a película, facilitando a etapa seguinte (corte com a tesourinha), e polir a unha, removendo as peles que ficam aderidas à superfície. 3 Com a cutícula suspensa e descolada fica muito mais fácil removê-la com a tesourinha, que tem uma curvatura na ponta que acompanha a anatomia dessa estrutura de pele. Lembrando que, no caso de cutículas muito finas ou discretas, nem é necessário remoção com a tesourinha, basta o polimento com a broca. 4 A partir daqui a esmaltação é feita normalmente, conforme o método de cada profissional.     Gostou? Deixe o seu comentário e compartilhe o post com a sua rede de amigos!  
> Leia mais
Banho de gel nas unhas: solução antiquebra em 30 minutos
Ter unhas fracas é um problema que pode afetar todos nós em algum momento da vida. Os motivos são diversos, vão desde a exposição a situações que causam fragilidade até alguma disfunção mais séria, que requer tratamento médico. Algumas doenças dermatológicas, como micoses e fungos, assim como distúrbios hormonais, podem levar à quebra e, algumas vezes, à queda das unhas. No dia a dia, o contato constante com a química dos produtos de limpeza e atritos podem desgastar sua estrutura. Uma dieta fraca em nutrientes, higiene inadequada e uso de removedores de esmalte com acetona são outras causas para o enfraquecimento das unhas. O antídoto? Além de mudanças de hábitos, aproveitar algumas técnicas de manicure que podem ajudar no processo de recuperação e fortalecimento, como o banho de gel nas unhas, por exemplo. Afinal, que mulher não sonha com unhas compridas, durinhas e saudáveis? Para garantir o crescimento natural delas é só investir no banho de gel – também chamado blindagem de unhas ou banho de verniz. “Trata-se de uma película que favorece o crescimento das unhas, já que protege contra lascas e quebras. Além disso, o esmalte dura mais, em torno de 20 dias”, garante a instrutora do curso de manicure Maria Aparecida Fátima Pereira da Silva, do Instituto Embelleze Taubaté (SP). A expert diz ainda que o procedimento também pode ser feito nas unhas dos pés, sem restrições. Não confunda banho de gel com alongamento em gel  Febre nos salões, o banho de gel é uma cobertura, em gel ou acrílico (sem o uso de nenhum tipo de cola para fixar na superfície), que protege as unhas naturais criando uma barreira contra os agentes agressores e favorecendo seu crescimento e resistência. O passo a passo do banho de gel nas unhas é muito parecido com o que as manicures seguem quando aumentam o tamanho das unhas usando a técnica do alongamento em gel. Contudo, o primeiro não modifica o tamanho das unhas, apenas produz uma camada de produtos na superfície, que não altera em nada a aparência, somente aumenta sua resistência. No alongamento, o comprimento das unhas é aumentado, podendo em alguns casos até alterar o seu formato. Ficou animada para conhecer como é aplicada essa camada protetora que deixa a unha mais resistente e favorece seu crescimento saudável? Nós explicamos tudinho pra você agora! Banho de gel passo a passo   O procedimento é simples e, o melhor, rápido! No entanto, precisa ser feito por um profissional capacitado. Caso contrário, a chance de ganhar um resultado indesejado é grande. A seguir, a instrutora Maria Aparecida explica todos os detalhes sobre o banho de gel. Confira e tire as suas dúvidas. 1 Antes de qualquer coisa é feita uma assepsia nas mãos e/ou nos pés com álcool 70%. 2 Com uma lixa (do tipo banana, elétrica ou bloco, que são menos abrasivas) é removida toda a oleosidade (lubrificação natural) da superfície das unhas. Além de limpar, essa remoção deixa a área lisa e na condição ideal para a total fixação dos produtos de blindagem de unhas. 3 A primeira etapa do procedimento, pós-higienização, é passar uma camada de primer ácido (ele tem melhor fixação que o primer em gel). O produto tem a função de proteger as unhas do banho de gel que virá em seguida. Atenção: é importantíssimo não deixar a substância entrar em contato com as cutículas da cliente, se for necessário, utilize palito de madeira para remover os excessos. 4 Na sequência, a manicure aplica uma boa quantidade de gel (clear) sobre as unhas com pincel apropriado e usa a cabine de luz led para secagem por 1 minuto. 5 Após o Gel, as unhas são novamente lixadas, com suavidade, apenas para remover algum excesso. O ideal é utilizar a lixa bloco e cuidar para que o gel, aplicado anteriormente, não seja removido. 6 Por último, a superfície da unha recebe uma camada de top coat, cuja função é blindar as unhas, garantir brilho intenso e prolongar a durabilidade do banho de gel. O top coat, além de ser útil no processo de secagem, ajuda a eliminar imperfeições. 7 As unhas são levadas à cabine de led por dois minutos para uma secagem eficaz. 8 No final, aplica-se o esmalte na cor desejada. Aqui não há nenhuma ressalva quanto à textura, efeito ou consistência do esmalte. Atenção: durante o período em que estiver com a blindagem de unhas, você pode usar algodão com removedor (sem acetona) para retirar o esmalte normalmente e reaplicar outra cor, sem que isso seja um problema para a duração do banho de gel. Cuidados pós-blindagem de unhas Estes pequenos detalhes ajudam, e muito, a prolongar a vida útil do banho de gel nas unhas, garantindo um efeito bonito e íntegro por mais tempo. Não ter contato com água por pelos menos 11 horas após o procedimento. Não abrir latas, apertar botões ou digitar. Não levar as unhas à boca, para evitar o descolamento do produto. Não fazer uso de acetona. Mas o removedor de esmaltes, sem esse ativo, está liberado. No dia a dia, utilize luvas de borracha para realizar os afazeres domésticos, garantindo assim uma durabilidade mais longa do efeito de blindagem de unhas. Manutenção e duração do banho de gel nas unhas De acordo com Maria Aparecida, do Instituto Embelleze, o procedimento completo no salão demora cerca de 20 a 40 minutos. Já para fazer a manutenção, o tempo necessário é bem menor, apenas o suficiente para repor as camadas de gel e top coat. “Inclusive, esse procedimento deve ser feito a cada 15 ou 20 dias, dependendo do desgaste cotidiano sofrido pelas unhas. Com a manutenção feita de maneira correta e os cuidados para prolongar o tempo de ação, o banho de gel pode durar até 60 dias”, diz a especialista. Lembrando que é muito importante fazer a manutenção porque a unha vai crescendo e a área “nova” que aparece rente à cutícula também precisa receber o banho de gel para que esse detalhe não fique aparente. Quem quiser dar um tempo para deixar as unhas respirarem, o mais indicado é ir ao salão e retirar o banho de gel com um profissional. Dessa forma, fica garantido evitar traumas e manter a unha comprida e fortalecida. Afinal, esse era o objetivo inicial, não é mesmo? Não faça o banho de gel nas unhas se... Você é alérgico a odores fortes, tem rinite ou sinusite. “Grávidas e pessoas com doenças dermatológicas nas unhas também devem evitar o procedimento ou consultar um médico antes de fazer o banho de gel”, avisa Maria Aparecida, do Instituto Embelleze Taubaté.  
> Leia mais
Alongamento de unhas em gel: por que é o preferido
Sabrina Sato, Rihanna, Demi Lovato, Fergie e quase todo o clã Kardashian ostentam unhas longas e lindas de gel. O material se tornou o preferido das famosas por uma série de bons motivos: deixa a curvatura da unha com aspecto natural, não descola, é hipoalergênico e não tem cheiro. De acordo com Rafella Coffoni, analista de produtos do Departamento Pedagógico do Instituto Embelleze, os alunos que fazem o curso de alongamento de unhas no Instituto Embelleze aprendem as principais técnicas para executar o serviço com excelência, como unhas de porcelana, de acrílico, de acrigel, de pasta acrílica, de gel e francesinha permanente. “Todas dão bons resultados, mas o alongamento de gel é o mais vantajoso atualmente.” A porcelana é o material mais antigo e dentre os fatores que a deixaram ultrapassada estão a possibilidade de prejudicar a saúde das unhas. Pode provocar alergias, enfraquecer as unhas naturais, ter menor durabilidade comparada a métodos mais modernos (como o gel e a fibra de vidro) e, por último, devido ao forte odor dos produtos usados na aplicação. No entanto, a porcelana é a melhor para quem rói as unhas, pois a estrutura áspera do material incomoda em contato com a boca. A durabilidade é de duas a três semanas. As unhas de acrílico também são clássicas. Por ter alta resistência e durabilidade, o material ainda é muito usado. Porém, a técnica exige bastante habilidade do profissional, já que as unhas são moldadas uma a uma no tamanho e no formato desejado com uma espécie de massa de secagem rápida (um mix de pó acrílico e monômetro líquido). O acrigel é a combinação de pó acrílico e gel, modelado sobre um molde ou extensor colado na unha natural. A presença do acrílico deixa o gel um pouco mais ríspido, o que pode interferir no resultado final. Dura de 2 a 3 meses. O alongamento com filamentos de fibras sintéticas de vidro também é realizado com molde e é recomendado para unhas fracas e quebradiças. Dura até seis meses. A desvantagem é o preço (o método mais caro) e a aplicação muito demorada (duas horas). Gel, o método do momento A prótese de gel ganhou a preferência na indicação das manicures profissionais, porque é um método sem contraindicações, além de oferecer o que todas as mulheres querem: a impressão de unha natural. Como não provoca alergias ou outros danos às garras, pode ser feito em qualquer pessoa. A durabilidade do material é outro ganho: fica intacto por até seis meses e também aumenta a vida útil do esmalte, que geralmente não descasca nem craquela. Mas para você ter toda essa vantagem garantida, é necessário recorrer à manutenção com um profissional especializado a cada 20 ou 30 dias, dependendo do seu estilo de vida. Caso contrário, há o risco de enfraquecimento das unhas naturais. Na verdade, isso acontece com qualquer procedimento e você não deve abrir mão de procurar um estabelecimento de confiança, ok? A colocação das unhas de gel é simples, veja passo a passo: 1 - A unha natural é limpa para retirar resíduos de esmalte ou base e lixada. 2 - Em seguida, é aplicado um desidratador, que limpa a oleosidade da região. 3 - A prótese ou tip (um extensor para o alongamento) é colocada na ponta da unha natural e, depois, cortada e lixada no tamanho desejado. 4 - Uma lixa polidora é passada na superfície para nivelar a unha. 5 - Agora é a aplicado um primer em toda a extensão da unha e, na sequência, é a vez do gel. Ele é passado sobre a unha em finas camadas, sempre de forma lisa e uniforme. Ao final de cada camada é necessário colocar as mãos em um aparelho de luz UV para secagem do gel. 6 - A unha é lixada no formato desejado e recebe um gel fixador. 7 - A cutícula já pode ser retirada e as unhas esmaltadas normalmente. 8 - O procedimento completo pode levar até uma hora e meia para ser concluído. Prático e versátil Uma vez colocadas, as unhas de gel podem permanecer aplicadas por tempo indeterminado, desde que você faça a manutenção adequada com a manicure profissional. Isso quer dizer que é preciso visitar o salão a cada 20 dias, em média. Em comparação com a unha natural, a de gel é bem mais dura, permitindo dar formatos que só são possíveis em superfícies resistentes, como o stiletto ou a bailarina. Enquanto você estiver com a unha de gel, você pode remover o esmalte e aplicar outro normalmente, em casa mesmo, pois o removedor comum não estraga a aplicação. Cuidado especial Nunca retire a unha de gel em casa. São necessários removedores e lixas especiais, que só o profissional possui. Se você se arriscar sozinha, pode provocar o enfraquecimento das suas unhas, quebra e descamação. Outro cuidado é que as unhas de gel não devem ser retiradas e colocadas com frequência, pois isso também acaba danificando a unha natural. Respostas às principais dúvidas sobre alongamento de unhas A expert Rafella Coffoni esclarece os dramas mais comuns das clientes: Para quem é indicado o alongamento de unhas? “Todas as pessoas podem se submeter aos métodos, desde que estejam com as unhas naturais saudáveis. Unhas que apresentam descolamento, dor, coceira ou vermelhidão com foco infeccioso devem ser tratadas previamente. Gestantes e pessoas em tratamento médico não têm recomendação.” Depois do alongamento, o que pode ser feito e o que deve ser evitado? “Com cuidado, qualquer atividade pode ser realizada normalmente após o procedimento, como lavar a louça, praticar exercícios, digitar, pegar objetos... Apenas atividades de impacto, como jogar vôlei, por exemplo, ficam proibidas. O ideal é que, depois do alongamento, a cliente primeiro se adapta ao novo comprimento das unhas para agir sem preocupações no dia a dia. Uma dica é aprender a usar a ponta dos dedos em vez das unhas.” De quanto em quanto tempo é preciso fazer retoques? Tudo depende da técnica que foi utilizada, mas em geral é preciso voltar ao salão após 15 a 21 dias. Dê preferência para o mesmo profissional que realizou o alongamento em você. Na manutenção, o especialista vai, por exemplo, nivelar as unhas, retirando a diferença do espaço onde a unha natural cresceu, corrigir alguma imperfeição e renovar o esmalte.” Dá para mudar a cor do esmalte em casa?  “Sim, mas desde que você nunca use acetona, que descola a unha de gel. O correto é aplicar removedor de esmalte.” Quem usa alongamento de unhas pode tirar a cutícula? “É possível remover a cutícula, sim, porém sempre após o procedimento de alongamento e nunca antes.”    Gostou de saber tudo sobre alongamento de unhas? Então compartilhe com a sua rede de amigos ;) Saiba mais sobre este e outros cursos profissionalizantes do Instituto Embelleze no site www.institutoembelleze.com  
> Leia mais
SAÚDE DAS UNHAS
É verdade que no salão a gente gosta de bater papo e de relaxar para se afastar das preocupações. Mas prestar o mínino de atenção em algumas coisas, dar aquela geral no ambiente (especialmente se é sua primeira vez) antes de se sentar na cadeira, é essencial para não colocar a sua saúde em risco. Repare nestes cuidados ao fazer as unhas na manicure:  O profissional utiliza luvas? E máscara? O alicate está embalado individualmente e armazenado em local exclusivo, com controle da data de validade da esterilização? Você recebe um kit individual de lixas e palitos? Consegue ver uma autoclave no ambiente? As toalhas são trocadas a cada novo atendimento? Esses itens são obrigatórios num estabelecimento, pois são a garantia de que a saúde do cliente não será colocada em risco.   Questão de saúde Uma pesquisa especializada, da enfermeira Andréa Schunck, mostrou que, em São Paulo, uma em cada 10 manicures tinham hepatite. E sabe qual é uma das principais razões? A maioria não sabe esterilizar corretamente os instrumentos de trabalho, não utilizam luvas, desconhecem os procedimentos de higiene e as instruções da ANVISA. Boa parte desse problema se deve à carência de profissionais capacitados. Muitas manicures ainda não possuem um curso de formação profissional. Aprenderam a esmaltar e cortar cutícula sozinhas, sem saber que para ser manicure é preciso ter conhecimento nas áreas de microbiologia, biossegurança, equipamentos de proteção individual, fisioanatomia da pele e das unhas. Para evitar a contaminação de doenças infectocontagiosas, tanto a manicure quanto o cliente devem estar atentos aos cuidados de biossegurança. “Fungos, bactérias e vírus patogênicos são responsáveis por diversas doenças que podem ser transmitidas em um salão de beleza, quando medidas de biossegurança não são seguidas à risca. “Cumprir o que a ANVISA determina, tornou-se uma obrigação para todas as manicures”, afirma a gerente educacional do Instituto Embelleze, Marília Saveri. “O salão de beleza tem a obrigação de cobrar que as carteiras de vacinação de seus profissionais estejam em dia e de cobrar a utilização dos equipamentos de proteção individual (EPIs), como luvas, máscaras e jalecos. A esterilização dos instrumentos e o descarte de lixo devem seguir os protocolos estabelecidos”, ressalta Marília. Mais do que proporcionar um bom atendimento ao cliente, com simpatia e cordialidade, mais do que conhecer as técnicas de cuticulagem e esmaltação, uma manicure profissional deve zelar pela integridade, pela segurança e pela saúde.   Veja também como manter as unhas bonitas e fortes!Conheça o curso de Manicure e Pedicure Profissional ou visite uma Unidade Embelleze mais próxima de você.  
> Leia mais
COMO TER UNHAS BONITAS E FORTES
Abordando todos os aspectos, desde a atenção em casa à manutenção no salão de beleza, vamos destacar os principais motivos pelos quais você deve se preocupar em ter unhas saudáveis antes mesmo de pensar na próxima cor que irá usar. Assim, você ganha unhas bonitas e fortes, diminuindo o risco de contaminações e prevenindo a proliferação de bactérias. Então agora foca nas dicas porque saúde também faz parte da beleza! Cuidados em casa Para começar, observe semanalmente se não há nada incomum nas unhas das mãos ou dos pés. Observe se suas unhas têm manchas, texturas diferentes ou até mesmo mudança na coloração. Se perceber algum sinal novo, talvez seja o caso de procurar um médico, pois o estado das unhas pode, sim, ter relação com a saúde do corpo. Feita a inspeção, vale lembrar que a limpeza das unhas e a lavagem constante das mãos ajudam a evitar o acúmulo de bactérias. Em casa, você também pode controlar alterações, como pequenas lascas que venham a ocasionar a quebra da unha. É possível combater isso lixando delicadamente a unha danificada sempre que notar que ela está em risco. Fortalecimento das unhas Unhas fracas quase sempre estão relacionadas à falta de nutrientes no organismo, má alimentação, o que pode ser resolvido com a ajuda de vitaminas recomendadas por um médico. Mas existem produtos específicos que contribuem para fortalecer as unhas, como bases fortalecedoras e hidratantes com vitaminas. Ah, manter as unhas hidratadas é sempre bom, pois aumenta a força delas e evita o ressecamento da cutícula. Outra dica importante é não pesar a mão na lixa para evitar que as unhas fiquem mais finas e se quebrem com facilidade. Se esse é o seu caso, uma solução pode ser o alongamento de unhas. Atenção no salão de beleza Tanto em casa como no salão, o compartilhamento dos acessórios usados para fazer as unhas não é recomendado, a não ser que os aparelhos sejam muito bem esterilizados. Quando falamos de higiene e esterilização não se trata de desinfetar as ferramentas com álcool ou produtos de limpeza, mas sim de utilizar instrumentos ideais para a limpeza profunda, como os aparelhos esterilizadores. O uso de luvas e a troca dos acessórios, como toalhas e capas para o apoio de pés também é obrigatória. A biossegurança é muito importante dentro de um salão de beleza e seus funcionários precisam sempre estar atentos às regras para evitar a contaminação. Além disso, o excesso de cuidado também pode se tornar um vilão para a saúde como um todo, gerando contaminação. Remover a cutícula com frequência, sem respeitar os limites das camadas, pode ser uma porta aberta para bactérias. Do mesmo jeito, o tempo de exposição das unhas os esmaltes podem enfraquecê-las e dificultar a visualização da proliferação de fungos. A dica é: tirar somente o necessário das cutículas e deixar a unha respirar  pelo menos um dia sem esmalte antes de ir ao salão aplicar a próxima cor arrasadora.   Conheça todos os cursos do Instituto Embelleze pelo site ou visite uma unidade mais próxima de você!
> Leia mais
Fique por dentro
Cadastre-se e receba as novidades!
Copyright © 2021 · Todos Direitos Reservados