Experts    |    Eu, profissional    |    Tendências    |    Guia da Beleza
Voltar

Unhas

Unhas Quebradiças? Veja Como Fortalecer as Suas
As mulheres, principalmente, têm muito apreço por unhas compridas e quando uma delas quebra... O fato é que é super normal uma ou outra romperem; o problema é quando as unhas quebradiças começam a se tornar frequentes. Se você está passando por isso e nem mesmo sabe como fortalecê-las, acompanhe o artigo abaixo para conferir algumas dicas.  Afinal, o que fazer para conter as unhas quebradiças? Sem dúvidas, a falta de nutrientes é um dos fatores que mais colaboram para as unhas quebradiças e frágeis. Ou seja, se a pessoa possui uma má alimentação consequentemente seu organismo será carente em vitaminas. Com isso, pode surgir o problema de enfraquecimento das unhas.   Outra causa é o contato direto com produtos químicos nas superfícies das mãos. Lembre-se sempre de usar luvas ao realizar afazeres domésticos ou quando for tocar em produtos como o formol, por exemplo. Algumas doenças, como a diabetes ou alterações na tireoide, também podem contribuir para a fragilidade. Por isso, muita atenção a sua saúde!    Como ter unhas mais fortes e bonitas? No geral, as unhas quebradiças são uma somatória de fatores, por isso, é interessante procurar um médico especialista caso perceba alguma alteração nas suas. Porém, existem algumas dicas que podem contribuir para o fortalecimento das suas. Veja:   Usar fortalecedores próprios Certamente você já deve ter visto bases fortalecedoras e óleos específicos para o endurecimento das unhas. Inclusive, tratamento caseiros com cravo e alho.    As famosas ‘’base-bomba’’ ajudam a nutrir, mas é importante que você a aplique diariamente sobre a unha. Afinal, se quer resultados, é preciso fazer o tratamento corretamente.    Deixe-as respirarem Você está sempre de esmalte e não deixa uns dias de respiro para as unhas? Esse pode ser um dos fatores que as fazem quebrar. O indicado é ficar dois dias inteiros sem passar nenhum tipo de produto, deixando-as respirarem livremente.    Por mais que você não passe esmalte, mas ainda assim opte por base, saiba que a mesma abafa a unha e pode ser tão prejudicial quanto.    Consuma alimentos ricos em vitamina A Gelatina, ovos, leite e vegetais escuros como o espinafre podem auxiliar no fortalecimento das unhas quebradiças. Opte sempre por uma alimentação rica em nutrientes e balanceada.  Agora que você já sabe alguns cuidados para ter e adicionar na sua rotina, que tal tornar-se um expert em unhas? No curso Manicure e Pedicure Profissional do Instituto Embelleze você investe pouco e em quatro meses e meio já tem uma nova profissão. Acesse o site e encontre a unidade mais próxima de você! 
> Leia mais
7 dicas de cuidados com as unhas no verão
Quem acha que só pele e cabelo sofrem com o verão, está muito enganado. Os cuidados com as unhas também precisam ser redobrados nesta época do ano. Mar, piscina e calor podem amarelar, ressecar e quebrar as unhas. Quer manter as unhas perfeitas o ano todo? Então, veja dicas simples que vão fazer a diferença para mantê-las saudáveis neste verão: 1.      Cuide de dentro para fora Evite a desidratação no período mais quente do ano. Beber muita água é importante para a saúde e também para os cuidados com as unhas e cabelo. Os famosos dois litros de água por dia vão te ajudar a manter as unhas fortes e belas. 2.      Vá com calma na cuticulagem Quando for tirar as cutículas no verão, lembre-se que menos é mais. Evite tirá-las muito rente à pele. Qualquer acidente nesse processo pode ser a porta de entrada para contaminação. Aqui, não estamos só falando de cuidados com as unhas, mas também com a saúde no geral. 3.      Kit de emergência Nunca sabemos quando e como a unha pode quebrar ou descascar. Por isso mesmo é preciso estar preparado para qualquer improviso. Se for viajar, não abra mão do seu kit de cuidados com as unhas. A lixa, o alicate e um esmalte básico devem estar ali, disponíveis sempre que precisar. Você não vai querer abrir mão de ter as unhas lindas durante a viagem, não é mesmo? 4.      Tire o protetor solar... da unha O protetor solar é obrigatório o ano todo, não só no verão. Só que o excesso do produto nas mãos pode causar o amarelamento e enfraquecimento das unhas e cutículas. Então, como nosso foco são os cuidados com as unhas, não se esqueça de tirar o excesso de protetor entre os dedos. 5.      Atenção para umidade! Verão é sinônimo de umidade e calor. Ambiente perfeito para fungos e bactérias. Por isso, ao sair do mar, piscina e até mesmo do banho, procure secar bem as mãos. Para quem tem unhas de gel ou fibra de vidro, essa atenção deve ser redobrada. Além disso, nesses casos, a manutenção deve ser feita com um intervalo menor. 6.      Fortalecedores de unha Entrar no mar. Ir para piscina. Tomar banhos mais longos. Tudo isso é bem comum no verão. Mas, essa rotina não combina com unhas fortes e saudáveis. Isso porque o cloro e a água do mar podem deixá-las enfraquecidas. Portanto, nesta estação, inclua definitivamente uma base fortalecedora na sua lista de cuidados com as unhas. 7.      Nada de esmalte velho! Evite passar mais de sete dias com o mesmo esmalte. A rotina do dia a dia e alguns hábitos do verão interferem na cor e textura. Essa falta de cuidados com as unhas também pode deixá-las amareladas e enfraquecidas. E isso, certamente, você não quer. Tenha o hábito de retirar o esmalte, lixar e manter uma base. Já anotou todos os cuidados com as unhas que você precisa ter neste verão? Agora, é só seguir nossas dicas com atenção e garantir unhas lindas o ano todo. Confira também algumas dicas para recuperar os cabelos dos danos do verão. Torne-se um expert em unhas! Conheça nosso curso de manicure profissional. O investimento é baixo, mas a lucratividade com a profissão é alta, especialmente para quem faz alongamento.
> Leia mais
Vantagens da cutilagem russa para clientes e manicures
As mulheres russas são conhecidas no mundo inteiro por dois motivos: a beleza física e as unhas saudáveis. Tanto que grandes marcas de cosméticos de tratamento de unhas e cutículas são, originalmente, vindos da Rússia. E sabe qual é um dos segredos das russas nesse quesito? O modo de retirar a cutícula! Em vez de usar alicate, como nós, elas usam tesourinha. Neste post, vamos falar sobre essa técnica que, aliás, está bombando nos últimos meses por aqui e ainda pouca gente conhece. É a cutilagem russa ou manicure russa. No procedimento, o bom e velho alicate de cutícula é substituído por uma tesourinha própria para a região e uma lixa elétrica cilíndrica, que lembra uma broca. “Em vez de simplesmente empurrar ou mesmo cortar a cutícula com o alicate — o que normalmente favorece exageros por ser uma ferramenta muito cortante, estimula o crescimento contínuo da película e pode levar à retirada acidental de ‘bifes’ —, na cutilagem russa o profissional elimina delicadamente e com cautela o contorno da unha com a tesoura e a lixa”, explica Vanessa Castro, instrutora do curso de manicure do Instituto Embelleze unidade Santo Amaro, São Paulo (SP). Some a esses benefícios o fato de não ter mais aquelas “peles levantadinhas” crescendo em volta da unha, já que a cutícula não será removida, apenas aparada. A cliente fica feliz...   A manicure russa pode ser feita nas unhas das mãos e dos pés, e praticamente não há contraindicação. “Mas pode-se dizer que nos casos de cutículas muito finas e de diabéticos, a técnica é altamente indicada, por permitir ao profissional mais controle e delicadeza”, destaca Vanessa Castro. A técnica parece mesmo ser tudo de bom: além de reduzir a praticamente zero o risco de cortes, a manutenção é quinzenal, diferentemente do procedimento feito com alicate, que geralmente requer idas semanais ao salão. Isso, porque, como só é retirado o excesso de pele com a tesourinha, sem arrancar a cutícula, não há um crescimento acelerado e regular, dessa pele. Resultado: com o tempo, a cutícula que vai cobrindo a unha deixa de ser um fator antiestético. No final das contas, o procedimento quinzenal não chega a representar uma contenção de custo, já que o valor da cutilagem russa é dobro da manicure tradicional — o que fica elas por elas. Por outro lado, tem o ganho de tempo, já que as visitas ao salão são quinzenais. Se durante a quinzena a cliente reclamar do desbotamento do esmalte (já que vai levar mais tempo para ela voltar para o salão), sugira que ela aplique um top coat antes de terminar a quinzena, para dar um up na cor e no brilho das unhas. Ah, e repita para ela a velha e boa dica (superútil) de usar luvas durante os afazeres domésticos para preservar ainda mais o esmalte. Uma dica: ressalte os benefícios da cutilagem russa listados aí acima para as suas clientes apostarem na novidade! Ok, a gente sabe que não é nada fácil mudar a tradição do alicate, tão forte para as brasileiras. Mas o protocolo russo tem todo potencial para fazer a cabeça das mulheres e cair no encanto. Num primeiro momento, é comum que algumas clientes nem queiram conhecer a cutilagem russa por “ter ouvido falar” que se trata de um procedimento caro. Então, é aqui que entra a habilidade do profissional de explicar tudo direitinho, com detalhes.   O profissional em manicure sai ganhando... Investir na cutilagem russa é um diferencial para a carreira de manicure. Isso mesmo. É preciso acompanhar as novidades e tendências para ser visto de forma diferente e até se tornar uma referência no domínio de técnicas moderninhas entre as clientes. A cutilagem russa é uma excelente oportunidade para dar um up no seu menu de serviços. Apesar de ser um procedimento que já existe, a febre é agora! Conclusão: vai ganhar quem oferecer o serviço do momento. Sem contar que o espaço de beleza que sai na frente com novidades desse tipo ocupa outro patamar no mercado, muito acima de quem continua oferecendo o básico. Há mais chances de fidelizar clientes com serviços exclusivos ou diferenciados. E, claro, o profissional também se torna especial, tendo uma formação acima da média, especialmente nesse caso que envolve saúde por se tratar de cuidado com as cutículas. O profissional inspira confiança, credibilidade. Cutilagem russa passo a passo   Entenda, a seguir, como é feita cada etapa da técnica que é sucesso e, depois, é só se lançar para experimentar! 1 O esmalte (ou resíduos) é retirado com removedor sem acetona. Depois, as unhas são molhadas suavemente com água. Após enxugadas, recebem um hidratante. Quanto mais grossa e grande a cutícula, mais tempo é necessário para o produto agir e amolecer a estrutura. Já as cutículas mais finas nem precisam tanto desse recurso do creme, é opcional. 2 Em vez de utilizar a espátula para empurrar a cutícula, na cutilagem é usada a broca, que nada mais é do que uma lixa cilíndrica elétrica. Esse é o grande lance da manicure russa. A função dessa ferramenta é levantar a película, facilitando a etapa seguinte (corte com a tesourinha), e polir a unha, removendo as peles que ficam aderidas à superfície. 3 Com a cutícula suspensa e descolada fica muito mais fácil removê-la com a tesourinha, que tem uma curvatura na ponta que acompanha a anatomia dessa estrutura de pele. Lembrando que, no caso de cutículas muito finas ou discretas, nem é necessário remoção com a tesourinha, basta o polimento com a broca. 4 A partir daqui a esmaltação é feita normalmente, conforme o método de cada profissional.     Gostou? Deixe o seu comentário e compartilhe o post com a sua rede de amigos!  
> Leia mais
Banho de gel nas unhas: solução antiquebra em 30 minutos
Ter unhas fracas é um problema que pode afetar todos nós em algum momento da vida. Os motivos são diversos, vão desde a exposição a situações que causam fragilidade até alguma disfunção mais séria, que requer tratamento médico. Algumas doenças dermatológicas, como micoses e fungos, assim como distúrbios hormonais, podem levar à quebra e, algumas vezes, à queda das unhas. No dia a dia, o contato constante com a química dos produtos de limpeza e atritos podem desgastar sua estrutura. Uma dieta fraca em nutrientes, higiene inadequada e uso de removedores de esmalte com acetona são outras causas para o enfraquecimento das unhas. O antídoto? Além de mudanças de hábitos, aproveitar algumas técnicas de manicure que podem ajudar no processo de recuperação e fortalecimento, como o banho de gel nas unhas, por exemplo. Afinal, que mulher não sonha com unhas compridas, durinhas e saudáveis? Para garantir o crescimento natural delas é só investir no banho de gel – também chamado blindagem de unhas ou banho de verniz. “Trata-se de uma película que favorece o crescimento das unhas, já que protege contra lascas e quebras. Além disso, o esmalte dura mais, em torno de 20 dias”, garante a instrutora do curso de manicure Maria Aparecida Fátima Pereira da Silva, do Instituto Embelleze Taubaté (SP). A expert diz ainda que o procedimento também pode ser feito nas unhas dos pés, sem restrições. Não confunda banho de gel com alongamento em gel  Febre nos salões, o banho de gel é uma cobertura, em gel ou acrílico (sem o uso de nenhum tipo de cola para fixar na superfície), que protege as unhas naturais criando uma barreira contra os agentes agressores e favorecendo seu crescimento e resistência. O passo a passo do banho de gel nas unhas é muito parecido com o que as manicures seguem quando aumentam o tamanho das unhas usando a técnica do alongamento em gel. Contudo, o primeiro não modifica o tamanho das unhas, apenas produz uma camada de produtos na superfície, que não altera em nada a aparência, somente aumenta sua resistência. No alongamento, o comprimento das unhas é aumentado, podendo em alguns casos até alterar o seu formato. Ficou animada para conhecer como é aplicada essa camada protetora que deixa a unha mais resistente e favorece seu crescimento saudável? Nós explicamos tudinho pra você agora! Banho de gel passo a passo   O procedimento é simples e, o melhor, rápido! No entanto, precisa ser feito por um profissional capacitado. Caso contrário, a chance de ganhar um resultado indesejado é grande. A seguir, a instrutora Maria Aparecida explica todos os detalhes sobre o banho de gel. Confira e tire as suas dúvidas. 1 Antes de qualquer coisa é feita uma assepsia nas mãos e/ou nos pés com álcool 70%. 2 Com uma lixa (do tipo banana, elétrica ou bloco, que são menos abrasivas) é removida toda a oleosidade (lubrificação natural) da superfície das unhas. Além de limpar, essa remoção deixa a área lisa e na condição ideal para a total fixação dos produtos de blindagem de unhas. 3 A primeira etapa do procedimento, pós-higienização, é passar uma camada de primer ácido (ele tem melhor fixação que o primer em gel). O produto tem a função de proteger as unhas do banho de gel que virá em seguida. Atenção: é importantíssimo não deixar a substância entrar em contato com as cutículas da cliente, se for necessário, utilize palito de madeira para remover os excessos. 4 Na sequência, a manicure aplica uma boa quantidade de gel (clear) sobre as unhas com pincel apropriado e usa a cabine de luz led para secagem por 1 minuto. 5 Após o Gel, as unhas são novamente lixadas, com suavidade, apenas para remover algum excesso. O ideal é utilizar a lixa bloco e cuidar para que o gel, aplicado anteriormente, não seja removido. 6 Por último, a superfície da unha recebe uma camada de top coat, cuja função é blindar as unhas, garantir brilho intenso e prolongar a durabilidade do banho de gel. O top coat, além de ser útil no processo de secagem, ajuda a eliminar imperfeições. 7 As unhas são levadas à cabine de led por dois minutos para uma secagem eficaz. 8 No final, aplica-se o esmalte na cor desejada. Aqui não há nenhuma ressalva quanto à textura, efeito ou consistência do esmalte. Atenção: durante o período em que estiver com a blindagem de unhas, você pode usar algodão com removedor (sem acetona) para retirar o esmalte normalmente e reaplicar outra cor, sem que isso seja um problema para a duração do banho de gel. Cuidados pós-blindagem de unhas Estes pequenos detalhes ajudam, e muito, a prolongar a vida útil do banho de gel nas unhas, garantindo um efeito bonito e íntegro por mais tempo. Não ter contato com água por pelos menos 11 horas após o procedimento. Não abrir latas, apertar botões ou digitar. Não levar as unhas à boca, para evitar o descolamento do produto. Não fazer uso de acetona. Mas o removedor de esmaltes, sem esse ativo, está liberado. No dia a dia, utilize luvas de borracha para realizar os afazeres domésticos, garantindo assim uma durabilidade mais longa do efeito de blindagem de unhas. Manutenção e duração do banho de gel nas unhas De acordo com Maria Aparecida, do Instituto Embelleze, o procedimento completo no salão demora cerca de 20 a 40 minutos. Já para fazer a manutenção, o tempo necessário é bem menor, apenas o suficiente para repor as camadas de gel e top coat. “Inclusive, esse procedimento deve ser feito a cada 15 ou 20 dias, dependendo do desgaste cotidiano sofrido pelas unhas. Com a manutenção feita de maneira correta e os cuidados para prolongar o tempo de ação, o banho de gel pode durar até 60 dias”, diz a especialista. Lembrando que é muito importante fazer a manutenção porque a unha vai crescendo e a área “nova” que aparece rente à cutícula também precisa receber o banho de gel para que esse detalhe não fique aparente. Quem quiser dar um tempo para deixar as unhas respirarem, o mais indicado é ir ao salão e retirar o banho de gel com um profissional. Dessa forma, fica garantido evitar traumas e manter a unha comprida e fortalecida. Afinal, esse era o objetivo inicial, não é mesmo? Não faça o banho de gel nas unhas se... Você é alérgico a odores fortes, tem rinite ou sinusite. “Grávidas e pessoas com doenças dermatológicas nas unhas também devem evitar o procedimento ou consultar um médico antes de fazer o banho de gel”, avisa Maria Aparecida, do Instituto Embelleze Taubaté.  
> Leia mais
Anterior
Próximo
1 / 4
Fique por dentro
Cadastre-se e receba as novidades!
Copyright © 2021 · Todos Direitos Reservados