Experts    |    Eu, profissional    |    Tendências    |    Guia da Beleza
Voltar

Barbearia

Foto: Shutterstock

CORTES DE CABELO MASCULINO PARA CRESPOS, ONDULADOS E LISOS

Saiba quais são os cortes de cabelo masculino que vão bombar em 2019 e inspire-se nos looks dos famosos para escolher o seu

Desde que a indústria da moda e da beleza olhou para a ala masculina de modo especial, as novidades nunca mais pararam de surgir. Das passarelas fashion saem roupas cheias de bossa e cortes e penteados repletos de charme e estilo. Nada mais é apenas o tradicional para os homens. Tanto que até a clássica profissão de barbeiro não é mais a mesma. Há algum tempo as barbearias têm investido alto em informação e capacitação para trabalhar com técnicas modernas e diferenciadas e, assim, atender aos desejos do público masculino.

No quesito cabelo, as tendências estão cada vez mais ousadas. A influência americana e europeia trouxe formas e texturas que, definitivamente, subiram à cabeça deles. “Para este ano, não tenho dúvida de que, dentre os cortes de cabelo masculino da moda, o graduado e suas variações vai ser o grande hit. Conhecido popularmente como degradê (em inglês, fade), o corte se concentra na parte de baixo da cabeça, a partir das orelhas — laterais, trás e nuca. O topo pode ser elaborado a gosto do cliente”, diz Jimmy Medeiros, instrutor do curso de Barbearia do Instituto Embeleze de Taguatinga, Brasília.

De acordo com o expert, o estilo que combina base graduada e corte livre na parte superior é chamado de corte híbrido e é exatamente essa proposta que vai pegar. Quer saber o que vem por aí e como fazer a melhor escolha para cada tipo de cabelo? Leia a seguir!   

Graduado médio com nudred: ideal para cabelo afro

corte afro com nudred

Foto: Reprodução/Instagram

Corte

Também chamado de mid fade e taper fade, o graduado médio é feito à máquina nas laterais. A gradação (ou esfumado) fica restrita à base da cabeça e os pentes utilizados na máquina de corte são 0 (zero), ½ (meio) e 1 (um). “Para o graduado médio a linha inicial é feita com o 0 (zero) e deverá subir, aproximadamente, dois dedos da nuca e também nas laterais, tendo a altura das orelhas ou das sobrancelhas como referência de limite. Já na parte superior da cabeça, o comprimento dos fios deve ter, no mínimo, dois centímetros de altura”, explica Jimmy.

Penteado

A onda agora é pentear os fios longos do topo da cabeça com a esponja nudred. Esse produto é próprio para cabelo crespo ou afro, curtos, e específico para fazer cachos. Parece uma esponja de lavar louça, porém é bem grossa e um dos lados é todo perfurado para modelar os cachos. Na hora de produzir o penteado, aplique um pouco de pomada de modelagem no cabelo e passe o lado com furos da esponja sobre os fios em movimentos circulares, no sentido horário. Passe quantas vezes forem necessárias até formar os cachinhos. Finalize com uma névoa de spray fixador.

 

Graduado navalhado com mechas quiff: para cabelo ondulado a cacheado

corte graduado com mechas quiff

Foto: Reprodução/Instagram

Corte

O corte de cabelo masculino também conhecido como high fade nasceu nos anos 1950. Ele tem a parte superior elaborada com mechas quiff, que em inglês significa topete. Ou seja, o corte não passa de um degradê longo em cima, formando um topete alto, e mais curto no restante da cabeça. “Nessa gradação, cria-se inicialmente uma linha com o pente 0 (zero) da máquina e, toda a região abaixo desta linha, é cortada com a navalhete. Depois, deve ser utilizado o pente 0 (zero), ½ (meio) e 1 (um) para fazer a gradação. Já os fios do topo são cortados com tesoura para formar as mechas quiff. Resultado: laterais e o quadrante de trás do cabelo curtos — com tamanho aproximado de 6 cm ou 3 dedos – e o quadrante do meio e da frente do cabelo maiores para que o volume seja valorizado”, diz Jimmy.

Penteado

A finalização deste corte deve ser feita com secador e escova. Escove de trás para frente até os fios ficarem lisos. Depois, aplique um pouquinho de pomada fixadora de efeito seco nas mãos e penteie as mechas para trás, marcando as camadas do corte. Use spray fixador, se necessário. O visual fica cuidadosamente bagunçado e com uma leve ondulação.  

 

Social curto com topete: indicado para os lisos

corte social curto

Foto: Reprodução/Instagram

Corte

A gradação também pode ser feita no social curto e é perfeita para aquele cliente que foge do pente zero (0) da máquina. “Os pentes utilizados são 1 (um), 1 e ½ (um e meio) e 2 (dois). A nuca e as laterais são trabalhadas primeiro com pente 1. As laterais ficam com altura de 3 a 6 cm (ou dois a três dedos) para poderem ser integradas à parte superior com a gradação, que utiliza pente 1 e ½ (um e meio).  O topo da cabeça é cortado em degradê com tesoura, devendo ficar com 10 cm de comprimento para a criação do topete.

Penteado

Aplique gel de fixação média a forte em todo o cabelo do topo e, com um pente jacaré (de dentes largos), elabore um topete.

 

Você também pode aprender a cortar cabelo masculino e se tornar um expert. Informe-se numa unidade do Instituto Embelleze mais próxima a você! 

Galeria de Fotos

Tags

corte de cabelo, penteado, tendência, cabelo crespo, cabelo liso, cabelo afro, barbearia, curso de barbeiro, instituto embelleze, barbeiro profissional

Comentários

Fique por dentro
Cadastre-se e receba as novidades!

Veja também ...

Recupere o cabelo dos danos do verão em 30 dias!
O fio de cabelo é composto por cutículas, que são formadas por placas de queratina (um tipo de proteína) sobrepostas como escamas de peixe. Com movimento próprio, elas abrem e fecham. Se você não protegeu o cabelo devidamente sob o sol, deixou a porta aberta para que os raios ultravioleta, mais os resíduos de sal, cloro e areia se acumulassem no interior da haste, permitindo que essas placas se desestruturassem. O resultado você vê agora, no espelho... fios fracos e quebradiços, opacos, arrepiados, ressecados, manchados, com pontas duplas e toque áspero. Credo! Mas também não é para se desesperar ou perder a cabeça, porque, segundo os especialistas, é possível sim recuperar a vida e a maciez das madeixas rapidamente, em mais ou menos um mês. Identifique o problema do seu cabelo ou dos fios da sua cliente e vá à luta! O loiro ganhou reflexos esverdeados e o castanho está avermelhado? O cloro e o sulfato de sódio da água da piscina reagem com o tom amarelo dos fios, tornando-os verdes. Nos castanhos, o resultado são nuances avermelhadas ou pontas mais claras. A primeira providência é fazer uma limpeza profunda com um xampu antirredíduos para eliminar resquícios dos agentes químicos. Depois, aplique um tonalizante sem amônia para uniformizar a cor e um bom hidratante ou máscara reconstrutora. Isso vai disfarçar o problema por algumas semanas, mas depois é necessário recorrer à ajuda de um profissional para corrigir o tom definitivamente. “No dia a dia, procure usar xampu e condicionador com proteínas do trigo, que auxiliam na manutenção da cor”, indica Dione Antunes, coordenadora técnica da Embelleze Salon. A cor desbotou? Os raios solares penetram na fibra capilar e degradam o pimento que lhe dá cor, não importa se o cabelo é natural ou tingido. Algumas vezes o reflexo provocado pelo sol é até bem-vindo — nas loiras naturais sobressaem as mechas douradas. Mas há casos em que os efeitos acabam sendo contrários. As mechas vermelhas, por exemplo, podem ficar alaranjadas e as castanhas e as loiras tingidas tornam-se sem vida. Daí é hora de garantir a saúde dos fios novamente com alguns cuidados especiais. Anote: primeiro reavive a cor com um xampu tonalizante (num tom próximo ao do seu fio), que também restaura o brilho e reforça os reflexos. Depois, para não correr o risco de ficar desbotado outra vez, proteja o cabelo com leave-in formulado com filtro solar. O problema são fios super-ressecados? Todos os agentes típicos do verão roubam a umidade natural do cabelo. É o caso do sol, do mar da piscina, do vento e até do atrito do fio com a areia. A aparência é de mechas opacas e ressecadas. Com o calor a gente tende a lavar mais o cabelo e isso também retira a oleosidade natural. Resultado: o couro cabeludo tem dificuldade de produzir a gordura que o cabelo precisa e pode, inclusive, provocar descamação. “O uso de xampu com ingredientes hidratantes, como o óleo de Argan ou o de coco e a lanolina, ajuda a reverter o quadro”, diz Dione. Para acelerar o processo de recuperação, a expert recomenda substituir o condicionador após a lavagem por uma máscara de hidratação composta por ácido hialurônico, um excelente repositor de umidade e formador de película protetora, ou óleos vegetais de abacate, coco ou oliva. “Uma possibilidade é aplicar o condicionador após a máscara para conferir ainda mais emoliência aos fios”, garante Dione. Uma a duas vezes por semana, aposte numa máscara reconstrutora. Só para você entender a importância, os hidratantes reagrupam as cutículas e aumentam o brilho e a maciez, quanto os reconstrutores repõem as proteínas (queratina e aminoácidos) perdidos.   O fio liso insiste em ficar fora do lugar? Uma das causas do liso ficar arrepiado e rebelde durante o verão é a umidade do ar. Ela aumenta a eletricidade, além disso, o sal da água do mar e o cloro da piscina retiram a oleosidade natural, deixando os fios desidratados e mais ásperos. A saída é fazer hidratação uma vez por semana e, no dia a dia, usar produtos que diminuem a eletricidade estática. Xampu e condicionador à base de ceramidas ou queratina são capazes de nutrir o cabelo e dar um bom efeito. Outro cuidado é investir, diariamente, em um leave-in e usar máscara de hidratação profunda semanalmente. O crespo está arrepiado? O formato espiralado do fio cacheado dificulta a chegada da oleosidade natural — que sai do couro cabeludo — até as pontas. Por isso, de forma geral, os crespos são mais ressecados. Os agentes externos, como a escovação, a umidade do ar mais intensa, o sol, o cloro da piscina, a água do mar e o atrito do cabelo com o vento vão piorando ainda mais a situação, pois torna o fio poroso e, consequentemente, volumoso. Lavar os fios com xampu formulado com queratina, pantenol ou aloe vera é fundamental para ajudar na hidratação. Use também leave-in e reparador de pontas para dar um pouco mais de peso ao cabelo e evitar o frizz. Acabou o brilho? O fio só vai conseguir refletir a luz se a superfície estiver uniforme, retinha, com as cutículas (escamas que protegem a fibra capilar) fechadas. Mais: também não pode ter proteína faltando. Para que isso aconteça, você tem que fazer hidratação semanalmente. “Um tratamento selante, que alinhe as cutículas, também é indicado. Pode ser feita uma cauterização ou carga de queratina”, diz Dione. Quando quiser resultados imediatos, lance mão dos sprays e séruns de brilho — eles têm efeito temporário (lavou, saiu), mas são perfeitos para dar uma iluminada no visual e garantir a impressão de cabelo bem cuidado. Estão aparecendo pontas duplas? Nesse caso, infelizmente, não há conserto. A única solução é passar a tesoura! Mas dá para disfarçar o problema enquanto você não corta: “cole” as pontinhas bifurcadas (úmidas ou secas) aplicando cosmético à base de silicone na formulação — de quebra, eles aumentam o brilho e a maciez.   Cabelos na UTI Quando os fios estão ultradetonados a melhor coisa a fazer é um tratamento de choque no salão para regenerá-los. Ele hidrata, nutri e reconstrói a fibra capilar de forma eficiente e duradoura. São usadas máscaras de hidratação profunda com ingredientes nobres e em alta concentração. Os efeitos já são sentidos logo após a primeira aplicação! Conheça as etapas pelas quais os seus fios devem passar para se regenerarem integralmente:
> Leia mais
MAKE PARA PELE NEGRA
No Brasil, por causa da miscigenação, o tipo afro traz na pele muitas nuances de cor. Normalmente, exibe tons mais claros no centro do rosto e mais escuros na testa e em volta da linha facial. Assim, para equilibrar as tonalidades, é necessário compor uma mistura de bases, trabalhando com critérios de claro-escuro.O mais importante ao maquiar uma pele negra, é ter cuidado com a tonalidade escolhida, para que não deixe a noiva com a pele acinzentada”, explica a professora de maquiagem Evelyn Maia, do Instituto Embelleze de Angra dos Reis. Confira o passo a passo desta maquiagem para pele negra 1 - Corrija a pele, se necessário, com um corretivo amarelo. 2- Iguale o tom de todo o rosto com uma base dois a três tons acima da pele. Aplique-a nos pontos de iluminação (centro da face) e também no contorno, bem de leve. 3- Para fixar e potencializar a tonalidade da sombra, use um corretivo bem claro na pálpebra e corrija a sobrancelha com um tom de sombra marrom acinzentado.   4 - Passe sombra marrom no côncavo e, na pálpebra móvel, use duas tonalidades de sombra: dourado (na parte interna) e cobre (na parte externa).   5 - Dê acabamento aplicando um delineador rente aos cílios. O delineador em gel é muito mais prático.   6 - O ponto de luz no cantinho interno da pálpebra ajuda a iluminar o olhar. Aplique uma sombra cintilante ou um pouco de glitter furta-cor.   7 -Use um blush na tonalidade terracota e um batom nude.   Confira aqui o resultado!              Agradecimentos: Instituto Embelleze de Angra dos Reis. Professora do curso de Maquiagem: Evelyn Maia; Modelo: Yana Assis.   Venha se tornar um expert em maquiagem fazendo nosso curso de Maquiagem Profissional! Visite-nos numa unidade mais próxima de você.
> Leia mais
Copyright © 2021 · Todos Direitos Reservados