Experts    |    Eu, profissional    |    Tendências    |    Guia da Beleza
Voltar

Unhas

Fotos: Shuttersctock

Vantagens da cutilagem russa para clientes e manicures

A cutilagem russa traz um diferencial para o serviço de manicure e benefícios para os clientes: sem riscos de corte, é ideal para diabéticos e a manutenção é quinzenal. Saiba tudo sobre o método

As mulheres russas são conhecidas no mundo inteiro por dois motivos: a beleza física e as unhas saudáveis. Tanto que grandes marcas de cosméticos de tratamento de unhas e cutículas são, originalmente, vindos da Rússia. E sabe qual é um dos segredos das russas nesse quesito? O modo de retirar a cutícula! Em vez de usar alicate, como nós, elas usam tesourinha. Neste post, vamos falar sobre essa técnica que, aliás, está bombando nos últimos meses por aqui e ainda pouca gente conhece. É a cutilagem russa ou manicure russa.

No procedimento, o bom e velho alicate de cutícula é substituído por uma tesourinha própria para a região e uma lixa elétrica cilíndrica, que lembra uma broca. “Em vez de simplesmente empurrar ou mesmo cortar a cutícula com o alicate — o que normalmente favorece exageros por ser uma ferramenta muito cortante, estimula o crescimento contínuo da película e pode levar à retirada acidental de ‘bifes’ —, na cutilagem russa o profissional elimina delicadamente e com cautela o contorno da unha com a tesoura e a lixa”, explica Vanessa Castro, instrutora do curso de manicure do Instituto Embelleze unidade Santo Amaro, São Paulo (SP). Some a esses benefícios o fato de não ter mais aquelas “peles levantadinhas” crescendo em volta da unha, já que a cutícula não será removida, apenas aparada.

A cliente fica feliz...  

A manicure russa pode ser feita nas unhas das mãos e dos pés, e praticamente não há contraindicação. “Mas pode-se dizer que nos casos de cutículas muito finas e de diabéticos, a técnica é altamente indicada, por permitir ao profissional mais controle e delicadeza”, destaca Vanessa Castro. A técnica parece mesmo ser tudo de bom: além de reduzir a praticamente zero o risco de cortes, a manutenção é quinzenal, diferentemente do procedimento feito com alicate, que geralmente requer idas semanais ao salão. Isso, porque, como só é retirado o excesso de pele com a tesourinha, sem arrancar a cutícula, não há um crescimento acelerado e regular, dessa pele. Resultado: com o tempo, a cutícula que vai cobrindo a unha deixa de ser um fator antiestético. No final das contas, o procedimento quinzenal não chega a representar uma contenção de custo, já que o valor da cutilagem russa é dobro da manicure tradicional — o que fica elas por elas. Por outro lado, tem o ganho de tempo, já que as visitas ao salão são quinzenais.

Se durante a quinzena a cliente reclamar do desbotamento do esmalte (já que vai levar mais tempo para ela voltar para o salão), sugira que ela aplique um top coat antes de terminar a quinzena, para dar um up na cor e no brilho das unhas. Ah, e repita para ela a velha e boa dica (superútil) de usar luvas durante os afazeres domésticos para preservar ainda mais o esmalte.

Uma dica: ressalte os benefícios da cutilagem russa listados aí acima para as suas clientes apostarem na novidade! Ok, a gente sabe que não é nada fácil mudar a tradição do alicate, tão forte para as brasileiras. Mas o protocolo russo tem todo potencial para fazer a cabeça das mulheres e cair no encanto. Num primeiro momento, é comum que algumas clientes nem queiram conhecer a cutilagem russa por “ter ouvido falar” que se trata de um procedimento caro. Então, é aqui que entra a habilidade do profissional de explicar tudo direitinho, com detalhes.  

O profissional em manicure sai ganhando...

Investir na cutilagem russa é um diferencial para a carreira de manicure. Isso mesmo. É preciso acompanhar as novidades e tendências para ser visto de forma diferente e até se tornar uma referência no domínio de técnicas moderninhas entre as clientes. A cutilagem russa é uma excelente oportunidade para dar um up no seu menu de serviços. Apesar de ser um procedimento que já existe, a febre é agora! Conclusão: vai ganhar quem oferecer o serviço do momento. Sem contar que o espaço de beleza que sai na frente com novidades desse tipo ocupa outro patamar no mercado, muito acima de quem continua oferecendo o básico. Há mais chances de fidelizar clientes com serviços exclusivos ou diferenciados. E, claro, o profissional também se torna especial, tendo uma formação acima da média, especialmente nesse caso que envolve saúde por se tratar de cuidado com as cutículas. O profissional inspira confiança, credibilidade.

Cutilagem russa passo a passo  

Entenda, a seguir, como é feita cada etapa da técnica que é sucesso e, depois, é só se lançar para experimentar!

1

O esmalte (ou resíduos) é retirado com removedor sem acetona. Depois, as unhas são molhadas suavemente com água. Após enxugadas, recebem um hidratante. Quanto mais grossa e grande a cutícula, mais tempo é necessário para o produto agir e amolecer a estrutura. Já as cutículas mais finas nem precisam tanto desse recurso do creme, é opcional.

2

Em vez de utilizar a espátula para empurrar a cutícula, na cutilagem é usada a broca, que nada mais é do que uma lixa cilíndrica elétrica. Esse é o grande lance da manicure russa. A função dessa ferramenta é levantar a película, facilitando a etapa seguinte (corte com a tesourinha), e polir a unha, removendo as peles que ficam aderidas à superfície.

3

Com a cutícula suspensa e descolada fica muito mais fácil removê-la com a tesourinha, que tem uma curvatura na ponta que acompanha a anatomia dessa estrutura de pele. Lembrando que, no caso de cutículas muito finas ou discretas, nem é necessário remoção com a tesourinha, basta o polimento com a broca.

4

A partir daqui a esmaltação é feita normalmente, conforme o método de cada profissional.  

 

Gostou? Deixe o seu comentário e compartilhe o post com a sua rede de amigos!

 

Tags

cutilagem russa, manicure, unhas, saúde das unhas, alicate, cuidado com as unhas, curso de manicure, Instituto Embelleze

Comentários

Fique por dentro
Cadastre-se e receba as novidades!

Veja também ...

DICAS E TRUQUES PARA ESCOLHER BATOM
Batom é o item de maquiagem número 1 da mulher brasileira, segundo pesquisas. E não é para menos: ele pode valorizar ainda mais a beleza, é capaz de elevar a autoestima e tornar a mulher mais sensual e feminina em segundos. Geralmente a gente sabe os tons que ficam melhor em nossa pele, mas você sabe o que o visagismo tem a dizer sobre isso? Em primeiro lugar, o que é visagismo O visagismo é uma técnica estética que ajuda a criar uma imagem pessoal que reflita as qualidades interiores da pessoa. Usando os recursos da maquiagem e da produção do cabelo, a mulher, por exemplo, poderá mudar seu semblante e postura — inclusive elevando a autoestima. O visagismo está ganhando força por permitir às mulheres uma imagem personalizada e única em um mundo cheio de padrões de beleza. Com esse conhecimento, você se vale de dicas de harmonização de imagem para destacar sua beleza única. Saiba, primeiramente, que existem três fatores que devem ser analisados para encontrar o batom ideal de acordo com a ocasião e que será mais harmônico com a sua imagem. A consultora de desenvolvimento pedagógico do Instituto Embelleze, Thais Magalhães, explica tintim por tintim. 3 passos para encontrar o seu batom ideal 1 - De acordo com a especialista, que é visagista e maquiadora profissional, o primeiro fator consiste no conceito de luz e sombra: tudo o que iluminamos com tons claros, aumenta e se destaca, e o que escurecemos com tons escuros, diminui e se omite. Sabendo disso, na hora de escolher o batom ideal é preciso observar a anatomia dos lábios, se são grandes ou pequenos, e qual é o efeito final desejado. Caso considere seus lábios pequenos e finos demais e queira transmitir a impressão visual que eles são maiores, você deve optar por tons alegres e vibrantes como vermelhos intensos ou rosa pink para destacá-los. No caso de lábios grandes e carnudos demais, dê a ideia de que são menores optando por tons neutros, como nude, ou escuros, fechados e mais queimados para não evidenciá-los. 2 - O segundo fator é descobrir a temperatura da pele, ou seja, se ela é quente ou fria. Isso consiste na cor do pigmento que compõem a tonalidade da pele. Peles que possuem cor amarelada ou avermelhada, tendem a ser quentes enquanto peles que possuem cor mais azulada ou esverdeada tendem a ser frias. Para não errar na hora de harmonizar a cor do batom descubra se sua pele é quente ou fria, para isso, observe seu rosto no espelho e tente identificar os pigmentos presentes nela, peça ajuda para uma amiga na hora de identificar.  “Peles quentes harmonizam melhor com batons de tons quentes como vermelhos intensos, pink, e roxo vibrante, enquanto peles frias harmonizam melhor com tons frios como vermelhos mais fechados, rosa queimado e nude”, afirma a especialista do Instituto Embelleze. 3 - O terceiro fator é levar em conta a sensação visual que as cores transmitem. O estudo das cores é algo muito importante para compor a sua imagem, pois as pessoas interpretam as cores e correlacionam significados inconscientes a elas.   Veja mais informações abaixo: Os tons de vermelho simbolizam o amor, paixão e poder.Os tons de roxo refletem o equilíbrio e autoconfiança.Os tons de laranja representam a alegria e a coragem.Os tons de rosa claro ou queimado simbolizam a feminilidade e romantismo de maneira discreta e delicada.Os tons de pink indicam feminilidade e criatividade de maneira mais ousada. Quer se tornar um expert em make? Conheça nosso curso de Maquiagem Profissional ou visite uma unidade Embelleze mais próxima de você.  
> Leia mais
Como escolher o tom perfeito de blush para o seu tom de pele?
O blush é aquela parte da maquiagem que dá vida à pele. Com ele, nós conseguimos conquistar diversos visuais só mudando o tom. Mas você sabe escolher o tom perfeito de blush? Para dar uma forcinha nessa missão, a gente separou um guia! Claro que cada um tem um gosto e maquiagem é para se divertir, então, você pode usar o tom que quiser e ir se aventurando até achar um que mais funcione em você! Tom perfeito de blush para pele amarela: Quem tem a pele amarelada, pode apostar em tons rosados ou bronzeados para um aspecto bem saudável. Essas cores harmonizarão o amarelado, trazendo mais vida para a maquiagem. Tom perfeito de blush para pele clara: Quem tem a pele clara, costuma já ter um tom mais rosado nas bochechas, por isso, evite esses tons, eles podem fazer com que você fique com uma aparência de estar muito vermelha. O ideal para uma aparência mais natural e saudável é um tom de pêssego ou coral. Blush para pele negra clara: Para quem tem o tom de pele negra claro, a dica é evitar os tons alaranjados, pois eles vão pesar a maquiagem, tirando toda a naturalidade. Aposte em tons terrosos e/ou com pigmentos dourados e bronze, pois o brilho sutil vai te dar um ar de pele saudável. Blush para pele negra retinta: Os tons terracota são uma ótima opção para diversas nuances da pele negra: o tom de berinjela ou bronze avermelhado proporcionam um ar natural para a pele; você também pode investir em algum pigmento iluminador para fazer uma misturinha. Agora que você já sabe qual é o tom de blush perfeito para o seu tom de pele, que tal se jogar e vir arrasar no curso de maquiagem do Instituto Embelleze? O curso de Maquiador Profissional vai te mostrar inúmeras possibilidades dentro do universo da maquiagem e todas as técnicas e dicas que o profissional precisa dominar para fazer sucesso no mercado.  
> Leia mais
Copyright © 2021 · Todos Direitos Reservados