Experts    |    Eu, profissional    |    Tendências    |    Guia da Beleza
Voltar

Experts

Fotos: Shutterstock

Curso de manicure: alongamento de unhas, uma oportunidade de negócio

O investimento num curso de manicure é baixo, mas a lucratividade com as atividades da profissão é alta, especialmente para quem faz alongamento de unhas

Mais que um toque de vaidade na aparência, o alongamento de unhas é uma grande oportunidade de negócio! “É impossível não perceber que o método é uma das tendências-desejo entre as mulheres e, por consequência, um forte nicho de mercado, com clientes assíduos e ávidos por novidades”, destaca Claythianne Ferreira de Souza, instrutora do Instituto Embelleze de Petrolina (PE).

Um indicador desse movimento do mercado é que produtos e técnicas para alongamento de unhas continuam em pleno crescimento em 2019 e 2020. O período de 2018 já foi bem forte nesse segmento, tanto com os géis híbridos ou poli-acrílicos, como com os métodos em pó, que foram os responsáveis pelo crescimento disparado da categoria no ano anterior, em 2017. Hoje, já se sabe que os sistemas em pó acabaram se concentrando nos Estados Unidos, com baixa penetração em outras regiões do mundo, mas a demanda por géis poli-acrílicos conquistou o mercado global, sem restrições.

Além das versões em gel, que ganharam destaque em 2018, neste ano outros dois tipos de alongamento de unhas conquistaram o mercado: o de porcelana e o de fibra, o que na prática significa que o setor de manicure pode lucrar muito mais, levando o profissional que já está no ramo a dobrar a renda mensal. Ainda não está na área? Então invista já na profissão especialista em unhas para alçar voos seguros! Esse profissional é apto a realizar os tradicionais serviços de manicure e pedicure, mais unhas artísticas e alongamento de unhas.

Os materiais de trabalho para alongamento de unhas são fáceis de encontrar no Brasil, pois hoje já existem alguns bons fornecedores.

Não faltam tendências para agradar

Apesar de não ser algo novo, a vasta publicação de fotos com bons resultados em alongamento de unhas no Pinterest, Facebook e Instagram, favoreceu o grande crescimento desse mercado, que hoje conta com diversas técnicas e um público apaixonado por novidades. Inicialmente, as queridinhas eram as unhas de gel e porcelana, mas com a evolução do mercado, a fibra de vidro e a unha acrílica também chegaram com tudo.

E, assim, as mais variadas tendências ganharam destaque com formatos excêntricos (mandorla, almond, stiletto, dragon, pipe...) e caíram no gosto das consumidoras. Já viu que não faltam métodos, materiais e estilos para agradar a todas as mulheres, não é mesmo?

curso de manicure alongamento de unhas

É preciso investir em conhecimento específico

O mercado da beleza está sempre evoluindo e crescendo, o segredo é acompanhar os nichos promissores e apostar – há uma enorme abrangência e lucratividade. Portanto, fazer um curso profissionalizante de manicure com especialização em alongamento de unhas é uma ótima opção para quem busca uma oportunidade de ter uma renda extra ou até mesmo a independência financeira de que tanto precisa. A atividade é relativamente simples de exercer.  

Claythianne Ferreira de Souza explica que a primeira iniciativa é se jogar em um curso básico de manicure para entender sobre a estrutura e a anatomia da unha. “O segundo passo é fazer uma especialização e investir em capacitação específica de alongamento de unhas, para aprender, dentre outras coisas, como modelar os vários formatos, como fazer a cutilagem russa (aquela que usar uma tesourinha especial) ou com motor, e muitas outras técnicas disponíveis no mercado”, pontua ela.

No curso de manicure o aluno sai pronto para atender

No curso profissionalizante de manicure do Instituto Embelleze você aprende sobre a estrutura da unha, os métodos de embelezamento, as principais doenças possíveis de se contrair, além de tendências de moda e muito mais. “Já o curso de especialização em alongamento de unhas, permite ao aluno construir uma nova unha usando materiais com diferentes técnicas. Dentre os métodos utilizados tem a estrutura acrílica, o sistema gel e a fibra de vidro”, declara Claythianne Ferreira.

Uma das principais dúvidas dos futuros profissionais que vão trabalhar na área de manicure, tanto mulheres quanto homens, é se ao final do curso o aluno sai apto a fazer alongamento de unhas. A resposta é sim! “O aluno sai pronto para começar a atender seus clientes. Essa é uma das grandes vantagens de cursos profissionalizantes que promovem uma aprendizagem prática. Ao fim do curso o aluno já pode ganhar seu próprio dinheiro trabalhando com segurança e excelência, que são prioridades na formação do Instituto Embelleze”, afirma a instrutora do curso de Pernambuco. Para você ter uma ideia, veja abaixo a tabela de ganhos de um profissional de alongamento de unhas comparado a um trabalhador comum.

tabela salário de alongamento de unhas

E você, quer entrar no mercado de alongamento de unhas?

Então é fundamental se capacitar. Se você tem talento e vontade, aperfeiçoar suas habilidades é imprescindível para se dar bem nesse segmento que tem cada vez mais clientes exigentes. Invista em cursos profissionalizantes, pois manter-se atualizado com técnicas e matérias-primas e preparado para exercer a atividade é primordial para acompanhar as tendências e garantir que o consumidor fique satisfeito. Além disso, uma das principais vantagens de fazer um curso específico sobre alongamento de unhas é a rapidez para entrar no mercado e ter o retorno do seu investimento. Cada vez mais existe a necessidade de profissionais que ofereçam serviços diferenciados e específicos. E aí, você está esperando o quê? Aposte nessa tendência e venha ser um profissional de sucesso!

Conte para nós o que você acha dessas tendências e se você já está nesse mercado! Deixa aqui seu comentário!

 

Tags

alongamento de unhas, curso de manicure, especialista em unhas, mercado de trabalho, esmalte, manicure

Comentários

Fique por dentro
Cadastre-se e receba as novidades!

Veja também ...

Profissão manicure: crescimento do setor oferece mais empregos
De acordo com uma pesquisa realizada pelo Euromonitor, no Brasil há mais de 1 milhão de salões de beleza, nos quais os atendimentos de manicure só perdem para os de cabelereiro. Uma excelente chance para quem quer se capacitar, seguir a profissão manicure e fazer crescer a renda mensal, não é mesmo? Em média, uma manicure consegue tirar R$ 3 mil por mês — em finais de ano, o valor pode dobrar! Segundo a Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal Perfumaria e Cosméticos (Abipehc), o Brasil já é o segundo país do mundo no mercado de esmaltes. E a expectativa, de acordo com um relatório da Mintel, é que neste ano de 2019 o segmento tenha um crescimento de 5,9%, alcançando R$ 7,68 bilhões em vendas. O cenário positivo é uma ótima oportunidade para quem deseja apostar na profissão de manicure para ingressar — ou voltar — ao mercado de trabalho. Em 15 anos, o Instituto Embelleze, rede de franquias de cursos profissionalizantes na área da beleza, formou quase 200 mil alunos nos cursos de Manicure e Pedicure, Alongamento de Unhas e Unhas Artísticas. “Trata-se de uma carreira que está retornando com força total ao mercado, aumentando cada vez mais a procura por profissionais qualificados”, afirma o gerente de marketing da rede, Eduardo Costa. Para Eduardo, a profissão ganhou espaço e reconhecimento na área da beleza devido à segmentação do setor, que foi promovida pelas esmalterias e serviços de nail care at home (cuidados com as unhas em domicílio). Foi apostando nisso que Raquel Lima, 24 anos, decidiu investir na área. Após ter que largar o emprego de vendedora por não ter com quem deixar o filho pequeno, a jovem decidiu se matricular no curso de Manicure e Pedicure, do Instituto Embelleze, para trabalhar por conta e assim dar mais atenção para sua família. “Eu tinha uma rotina muito cansativa, quase não via meu filho. Apesar de sempre gostar de fazer unhas, nunca havia pensando em trabalhar na área. Minha mãe me incentivou, eu me matriculei no curso e foi uma verdadeira surpresa”, conta a estudante. Em apenas um mês e meio de curso, Raquel já conseguiu abrir uma esmalteria, possui uma funcionária, uma agenda lotada e uma renda surpreendente para quem está começando o próprio negócio. “Em 3 semanas eu já tirei 50% do que que ganhava no antigo emprego. Mas a esmalteria está crescendo muito rápido, então acredito que em menos de um ano minha renda aumentará bastante”, afirma.   De volta ao mercado de trabalho A crise que há tempos se estabeleceu no país resultou no aumento de desempregados e em uma dificuldade enorme dos mesmos para voltar ao mercado de trabalho. Mas se muitas profissões estão fechando portas, a área de beleza tem renovado a esperança de muita gente. Foi assim para Francisca Alves de Assunção, 48 anos, que trabalhou durante anos em uma multinacional francesa e se viu desempregada do dia para noite. Sem conseguir se recolocar e com uma filha de 13 anos para sustentar, Francisca buscou uma oportunidade para garantir renda ao final do mês. Começou com o curso de extensão de cílios, mas ao notar que apenas ele não seria suficiente para se manter financeiramente, se matriculou em mais três: designer de sobrancelha, depilação e manicure e pedicure. Finalizou o primeiro, ainda cursa os demais, no entanto já consegue fazer atendimentos em casa. “Sempre achei a área da beleza extremamente promissora. Quando fiquei desempregada não pensei duas vezes. Hoje eu já faço atendimentos em casa e consigo tirar o dinheiro para bancar as contas e o sustento da minha filha”, afirma. Outro caso é o da assistente de eventos Christiane de Lima, 41 anos, que perdeu o emprego e não conseguiu mais voltar para a área de atuação. Formada no curso de manicure e pedicure há 4 meses, já realiza diversos atendimentos em casa e consegue garantir com a profissão manicure praticamente o mesmo salário de antigamente. “É um negócio bastante recente, mas observando a quantidade de atendimentos que estou realizando acredito que a minha renda deverá ser muito maior este ano. Ultrapassando, até mesmo, o meu antigo salário”, conta. Os homens estão invadindo o setor Dominada pelas mulheres, a profissão manicure tem ganhado cada vez mais adeptos do sexo masculino. Somente no Instituto Embelleze já são mais de 1.100 alunos homens nos cursos que envolvem a estética das unhas, entre ativos e formandos. “É um número tímido, se comparado com a quantidade de mulheres que buscam os cursos, mas é possível observar uma tendência que está crescendo bastante”, conta Eduardo Costa. Eduardo Nicolau, 33 anos, se profissionalizou na área de manicure após a mãe ficar doente e não conseguir mais cuidar das próprias unhas. “Minha mãe sempre foi vaidosa e tinha um cuidado muito grande com as unhas. Quando ela ficou doente e não pôde mais fazê-las sozinha, então decidi me especializar nessa área para ajudá-la”, relata. O auxílio virou profissão e, hoje, além de realizar atendimentos no estilo nail care at home, Eduardo Nicolau ministra aulas do curso de Alongamento de Unhas na unidade do Instituto Embelleze do Ipiranga, localizada em São Paulo. De acordo com o profissional, o manicuro sai em vantagem na hora de conquistar as clientes. “Quando as clientes percebem que será um homem que irá fazer suas unhas, de início rola uma certa estranheza. Mas logo afirmam que os homens fazem melhor e com mais cuidado. Tenho diversas clientes fidelizadas e que estão sempre me indicando para as amigas”, afirma. Eduardo Nicolau conta que a renda de um profissional da área pode variar bastante, de acordo com a região de atendimento. Mas, em média, um profissional especializado em alongamento de unhas, por exemplo, consegue tirar R$ 3 mil por mês. “As pessoas investem em beleza, mesmo em tempos de crise. Tenho alunas que apesar de residirem em comunidades carentes cobram R$ 180 por alongamento e conseguem uma boa renda mensal”, exemplifica. Apostando alto no setor, ele pretende expandir os atendimentos para além dos domicílios e ter o próprio salão de beleza. “Esse mercado é bastante promissor e abre muitas portas para quem deseja investir. Este ano pretendo abrir um salão que tenha um pouco de tudo, desde cabelo até maquiagem. E, no mesmo local, pretendo investir em um espaço somente para as unhas”, finaliza.   Animada para investir na área de beleza? Encontre uma escola do Instituto Embelleze mais perto de você e transforme também a sua vida! 
> Leia mais
QUE TAL ABRIR UMA BARBEARIA MODERNA?
As barbearias quase se perderam no tempo... Mas, graças aos olhares atentos de alguns empreendedores, hoje elas ressurgem em grande estilo. Para atender a um público cada vez mais exigente com a própria beleza, elas se recriaram no estilo e no atendimento. Além do tradicional serviço de corte e barba, hoje elas já oferecem hidratação, relaxamento, tintura, manicure, pedicure, massagem e até uma boa cerveja. Sem falar no ambiente, que faz o cliente se sentir numa barbearia top dos anos 1950. Não é para menos todo esse investimento no diferencial. De acordo com uma pesquisa do Google Lab (2018), feita com 700 homens brasileiros entre 15 e 44 anos, eles estão mais vaidosos do que nunca. Dos entrevistados, 93% disseram que cuidar da aparência é importante e, 90%, usam produtos de beleza no dia a dia.  Para uma barbearia moderna dar certo, ela precisa ter um profissional capacitado e preparado para entender o melhor tipo de barba para o tipo físico do cliente, quais são os cortes de cabelo tendência e como sugerir os serviços essenciais para criar fidelização. Além de vaidoso, o homem atual também quer inovar o visual, ditar tendência no universo da moda e se sentir bem, confiante. Passado presente O corte de cabelo clássico ou a barba aparada não são os únicos serviços que sustentam as barbearias modernas. Quem está pensando em investir na carreira de barbeiro profissional ou no negócio, precisa ficar ligado nas tendências e no comportamento do homem dos anos 2000. Lembra do metrossexual do final da década de 90? Era aquele cara que andava com cabelo arrepiado e barba por fazer, parecendo desleixo, mas na verdade era um desarrumado proposital que esbanjava puro charme. Agora, além do metro, existe o homem roots, denominação para o cara "raiz", de visual mais rústico, que gosta de usar barba longa, chamada lenhador. O público das novas barbearias, em sua grande maioria, é jovem e não conheceu como eram as antigas barbearias. Porém, o que justamente cativa essa clientela é se sentir bem tratada, fazendo parte de um ritual diferenciado que, na verdade, veio dos antigos estabelecimentos. Como a clássica toalha quente no rosto, que foi e deve continuar sendo preservada pelas barbearias modernas. Um bom profissional deve ter noção de tudo isso, como combinar o passado e o presente para garantir o sucesso. Enfim, há muito o que aprender e você não deve se descuidar da capacitação. O Instituto Embelleze já formou mais de 1 milhão de alunos e, no curso de barbeiro profissional, ensina não apenas as técnicas da profissão, mas também as informações sobre o mercado, excelência em atendimento ao cliente e como montar sua própria barbearia. O aluno desenvolve as competências com excelência no atendimento de cortes masculinos, modelagem de barba e aparo de pelos faciais, designer de cortes e barba, aprende os métodos de coloração, tratamentos e as mais variadas técnicas de transformação capilar masculina de alisamento e relaxamento. Visuais que estão fazendo a cabeça deles Só para ter uma ideia do que é moderno hoje para a ala masculina, conheça dois cortes que viraram febre e fazem parte da bagagem do barbeiro que tem um novo olhar para o mercado. Fauxhawk Estilo que simula um moicano, que pode ser tímido ou ousado, e se aplica a diversos tipos de cabelo, lisos, ondulados, crespos ou cacheados. Nesse modelo de corte, a lateral deve ser mais baixa e penteada para trás, mas não é preciso ser raspada. No topo da cabeça, há um volume maior de cabelo com fios levantados e bem fixados ao centro. O corte pode ter uma aparência mais “arrumadinha” ou despojada, de acordo com o estilo de cada cliente. Quiffed Back Modelo mais clássico para quem prefere manter a cabeleira longa. Usado por jovens, em uma versão mais moderna, e também por homens mais maduros. Para compor o corte, é preciso um topete generoso no topo da cabeça e laterais bem aparadas. Normalmente, é modelado para um dos lados ou para cima, com um pouco de brilho para valorizar as madeixas. O que também tem aparecido muito nas cabeças masculinas são as mechas de diferentes tonalidades: loiras, platinadas e até coloridas. Nesse ponto, a principal vantagem da tintura para homens é que fica muito mais fácil inovar nas cores, já que os cabelos costumam ser cortados frequentemente, eliminando, quase que completamente, a cor anterior. Entre as principais tendências para cabelos masculinos estão a mecha invertida, a californiana e a 3D.
> Leia mais
Copyright © 2021 · Todos Direitos Reservados