Experts    |    Eu, profissional    |    Tendências    |    Guia da Beleza
Voltar

Experts

Alongamento de unhas: Tudo o que você precisa saber

Confira as técnicas e procedimentos mais utilizados, indicação e cuidados que devem ser tomados para realizar um alongamento.

A demanda pelos procedimentos de alongamento de unhas tem crescido diariamente - afinal, quem não quer ter unhas lindas, saudáveis e que duram por mais tempo?

Mas, o procedimento conta com técnicas e acabamentos super diferentes que podem confundir na hora de encontrar o serviço ideal para você ou sua cliente. Além disso, se aplicado ou retirado de forma errada, o alongamento pode causar sérios danos às unhas naturais. Por isso, é importante sempre conhecer a técnica escolhida a fundo e usar os procedimentos corretos na hora de aplicar e retirar as extensões. 

Quer saber mais sobre o alongamento? Vem conferir com a gente.

O que é

A prática de alongar as unhas é realizada desde a antiguidade. Civilizações da antiga China e do Egito utilizavam cascas de pistache ou de frutas secas, ouro, ossos e marfim para realizar o alongamento das unhas, que era visto como símbolo de status e nobreza.

Hoje em dia, o procedimento é procurado para qualquer pessoa que queira aumentar o tamanho das unhas, mas é indicado apenas para quem mantém as unhas naturais saudáveis.

Como já dissemos no início, existem várias formas de se fazer um alongamento, mas, em geral, todas as técnicas consistem na aplicação de materiais sobre a unha natural que formam uma outra camada, mais grossa e mais longa. Essa nova camada possibilita que as unhas sejam pintadas de qualquer cor e mantêm uma maior durabilidade da esmaltação, além disso, elas também quebram menos do que as unhas naturais, por serem mais grossas e feitas de material resistente.

Diferentes tipos

A moda das unhas postiças grudadas com cola passou e, no lugar dela e em conjunto com novas tecnologias, surgiram as técnicas de alongamento feitas para durar. São várias técnicas disponíveis no mercado, hoje falamos sobre as 3 mais utilizadas no Brasil:

Unhas de Gel

O alongamento de unhas em gel é feito à base de um gel fino e transparente que é colocado em cima das unhas naturais, formando uma camada mais grossa e comprida. O gel pode ser modelado da forma e tamanho que o cliente preferir, seguindo a anatomia das unhas naturais. Esse procedimento é um dos mais indicados para quem tem o costume de roer as unhas.

A durabilidade das unhas de gel varia entre 15 a 20 dias, dependendo da conservação e qualidade dos materiais utilizados. Após esse período, é necessário retirar as extensões e realizar a manutenção. Uma câmara com lâmpadas de LED é utilizada para a secagem do procedimento e a esmaltação pode ser feita em gel ou com esmalte comum.

 

Unhas Acrílicas - Popularmente conhecida como Unhas de Porcelana 

Apesar do nome, as unhas de porcelana são feitas da mistura de um pó acrílico com um líquido chamado monômero*. O formato é esculpido cuidadosamente para que as extensões se encaixem perfeitamente nas unhas naturais, deixando um acabamento super natural.

O aspecto final é de brilho e grande durabilidade, por isso, as unhas feitas com pó de acrílico foram apelidadas de 'unhas de porcelana'.

As unhas podem ser utilizadas durante o período de até 3 meses, com manutenções quinzenais. É recomendada a aplicação de um esmalte top coat para que não amarelem. Também pode ser utilizado a esmaltação tradicional, a esmaltação em gel, além dos pós acrílicos já coloridos que não necessitam de esmaltação.

*Há dois tipos de monômeros no mercado, o EMA e o MMA.
O EMA (ethil metacrilato) é o monômero indicado para os procedimentos de alongamento de unhas, é permitido pela ANVISA, porém, não é produzido no Brasil, portanto só há produtos importados com esse tipo de monômero, que tem sim um valor mais elevado em relação ao MMA.

Banho de Gel

O banho de gel ou “banho de verniz”, é uma prática que consiste em uma cobertura das superfícies com materiais como gel ou acrílico. Esse procedimento favorece o crescimento natural das unhas, evita quebras e ainda permite que o esmalte dure por muito mais tempo.

Ele é uma alternativa estética para proteger as unhas naturais e deixar com aquela aparência saudável, além disso não é um alongamento, serve apenas como uma cobertura das unhas, que não envolve colas, o que se torna positivo para saúde das unhas

- Essas técnicas são encontradas no nosso material didático –

Riscos

As unhas naturais são formadas por camadas de queratina – uma proteína responsável por formar estruturas no corpo humano. Quando o alongamento é feito é possível que essa queratina sofra alguns efeitos colaterais por estar em contato direto com produtos químicos e sem contato com o ar. Por isso é tão importante investir na qualificação profissional para esse tipo de serviço.

Alguns dos efeitos que podem ser observados após a retirada dos alongamentos são unhas naturais mais finas, esbranquiçadas ou mais quebradiças que o normal. Todos esses sinais devem voltar ao normal após algum tempo sem as extensões.

Entretanto, também podem acontecer problemas mais sérios, como a dermatite de contato – uma inflamação na pele quando em contato com produtos químicos. Ou até a proliferação de fungos e bactérias nas unhas, por isso, mais uma vez, o cuidado com a aplicação deve ser redobrado e o procedimento deve ser aplicado por profissionais qualificados. Em casos de maiores danos as unhas ou pele dos dedos, é necessário procurar por um médico dermatologista.

Deve haver um preparo da lâmina da unha natural para receber o alongamento de unhas sem que haja prejuízos a saúde das unhas. As unhas devem ser limpas, lixadas e preparadas com produtos que impedirão a descamação e proliferação de fungos e bactérias nas unhas naturais que estiverem com alongamento.  A preparação das unhas e a manutenção no tempo correto é o necessário para que não haja danos na estrutura da unha natural.

Mesmo com os possíveis riscos, as técnicas de alongamento disponíveis hoje em dia são super seguras quando aplicadas e retiradas por profissionais qualificados, além de terem um ótimo custo-benefício. Ficou ansiosa para oferecer estes procedimentos as suas clientes? Vem se tornar uma profissional especialista em alongamento de unhas com o nosso curso e conheça a unidade mais próxima de você!

Tags

Unhas

Comentários

Fique por dentro
Cadastre-se e receba as novidades!

Veja também ...

Negócio de sucesso: 5 dicas para abrir seu próprio salão de beleza
Abrir um salão de beleza tem tudo para dar certo. Isso porque o setor é o que menos sofre com crises financeiras. Se esse é o seu plano, separamos cinco dicas importantes para você investir no seu próprio salão e realizar o sonho de ter o seu negócio: Dica 1: Enxergue seu salão como uma empresa Para conseguir se destacar entre tantos salões e profissionais, você precisará conhecer os desafios de empreender. A dica é: procure entender de tudo um pouco. Desde como administrar o caixa e divulgar os seus serviços até o atendimento ao cliente. Saia da informalidade e tenha o seu CNPJ. Isso facilitará sua vida na hora de contratar, comprar mercadoria e ter acesso a crédito no banco! Dica 2: Defina seu público e escolha um bom ponto Antes de começar, pergunte para você mesma: qual o perfil das pessoas que eu pretendo atender? São homens, mulheres ou os dois? Vou oferecer um serviço completo ou algo específico? Quanto eu pretendo cobrar por esses serviços? Com base nessas respostas você buscará um local para dar o pontapé inicial no seu negócio. Tenha em mente que, se quiser agradar todo mundo, você corre o risco de não agradar ninguém. Ofereça um diferencial com foco no seu público. Dica 3: Faça um planejamento Estude a concorrência. Coloque no papel todo o investimento que você precisará para abrir o salão: produtos, equipamentos, mobiliários e tudo o mais que será necessário para deixar do jeitinho que você pensou. Com tudo no lugar, hora de pensar no futuro. Crie uma meta mensal, semestral ou anual. Depois, pense o que fará para atingir os seus objetivos. Não esqueça: metas são importantes para ver se o negócio vai bem. A ideia é: pense em tudo antes. Quanto melhor e mais antecipado for seu planejamento, mais chances de alcançar sua meta. Dica 4: Divulgue seu salão No começo, o importante é pegar prática e divulgar os seus serviços. O boca a boca é um excelente aliado. Por isso, convide amigos e faça parcerias com empresas da região. Na hora de pensar na divulgação, lembre que as redes sociais são excelentes ferramentas para ganhar visibilidade. Dica 5: Atendimento A cereja do bolo é o bom atendimento. São os clientes que ajudarão seu salão a crescer. Além de um excelente serviço, você também precisará ser simpática e atenciosa. Tenha em mente: o cliente tem sempre razão. Para te ajudar, o Instituto Embelleze traz dicas de empreendedorismo em nosso curso de Cabeleireiro Profissional Academy Hair. O curso é completo para quem pensa em abrir o próprio negócio. Você aprenderá a ser uma profissional capacitada não só no atendimento ao cliente, mas também na administração de sua carreira. Clique aqui e confira a unidade mais próxima de você.
> Leia mais
Seja um expert em cachos e transição capilar
São muitas as brasileiras cacheadas ou crespas que não querem mais alisar os fios. A tendência só vem crescendo nos últimos anos, graças à luta feminina contra o preconceito — de origens, tipo de corpo e, claro, de cabelo. O lema atual é “ame-se do jeito que você é”. A procura no Google por cabelo afro e cabelos cacheados cresceu muito nos últimos anos e as celebridades e influenciadoras digitais têm muito a ver com isso. No YouTube, é comum encontrar tutoriais incríveis de mulheres que passaram pela transição capilar e desejam inspirar uma multidão. Mas saiba que além de tudo o que a cliente pode fazer sozinha, em casa, para recuperar os fios naturais (e a autoestima), o cabeleireiro também deve ajudar durante o processo. E, de preferência, um especialista em cachos. Ele é uma figura fundamental na transição capilar, porque conhece os produtos adequados, os tratamentos profissionais e os cuidados frequentes que serão necessários na recuperação do cabelo natural. Toda a mudança de rotina (com seus dramas e dificuldades) pela qual a cliente vai passar, certamente se torna bem mais fácil com as orientações e dicas de um expert. Com ele, a mulher irá aprender sobre o tipo de cabelo dela, como finalizar os cachos até que eles fiquem mais definidos e como domar o volume esquisito e indesejável que parece não ter fim. O expert faz a diferença “Durante a minha transição capilar fiquei longe dos cabeleireiros tradicionais. Todos diziam que meu cabelo era ressecado e me orientavam a fazer novos processos químicos. Quando tive ajuda de uma cabeleireira especializada em fios afro tudo ficou mais fácil. Ela me incentivou e não ficava falando que meu cabelo era ‘ruim’”, conta Rebecca Araújo Yoshida, que há 5 anos desistiu da progressiva e hoje nutre uma paixão pelos seus caracóis. A mesma empatia acontece com Simone Fernandes, de São Paulo: “A grande lição que tive é que cabelo enrolado não pode ser entregue nas mãos de qualquer cabeleireiro, exige técnicas e cuidados especiais. É importante cortar o cabelo com um especialista em cachos, que tenha técnicas adequadas para a espessura e o grau de ondulação do cabelo, que harmonize o corte com o seu tipo de rosto, que atenda às expectativas de cada um, no sentido de tornar os cuidados no dia a dia mais práticos. Quando eu encontrei um cabeleireiro que me fez confiar que eu poderia lidar com meu cabelo tanto na fase de transição capilar quanto depois, com os cachos, me senti mais segura”, explica Simone. Curso especialista em cachos Precisando de uma orientação para ter o diferencial como cabeleireiro e se tornar um profissional requisitado em transição capilar? O Instituto Embelleze desenvolveu o curso Especialista em Cachos para oferecer ferramentas no trato com o fio cacheado. Esse tipo de cabelo exige cuidados exclusivos, assim como técnicas de corte, coloração e descoloração diferentes das convencionais. Por isso, no curso, o aluno conta com um material exclusivo, atualizado e desenvolvido com as técnicas e os estudos mais atualizados referentes ao cabelo cacheado. O futuro especialista também irá desenvolver habilidades práticas durante todo o curso para tornar-se um profissional de excelência perante o mercado de trabalho. Elas reconquistaram os fios naturais com a ajuda de cabeleireiros especiais Rebecca, Simone e Valéria passaram pela transição capilar e garantem: é libertador! O sentimento é unânime, elas se sentem mais seguras e felizes. A seguir, as ex-lisas contam suas experiências no processo de reconquista de suas ondas.         
> Leia mais
Copyright © 2021 · Todos Direitos Reservados