Experts    |    Eu, profissional    |    Tendências    |    Guia da Beleza
Voltar

Unhas

Shutterstock

COMO TER UNHAS BONITAS E FORTES

Dicas e cuidados para ter unhas saudáveis antes mesmo de pensar na próxima cor que você irá usar

Abordando todos os aspectos, desde a atenção em casa à manutenção no salão de beleza, vamos destacar os principais motivos pelos quais você deve se preocupar em ter unhas saudáveis antes mesmo de pensar na próxima cor que irá usar. Assim, você ganha unhas bonitas e fortes, diminuindo o risco de contaminações e prevenindo a proliferação de bactérias. Então agora foca nas dicas porque saúde também faz parte da beleza!

Cuidados em casa

Para começar, observe semanalmente se não há nada incomum nas unhas das mãos ou dos pés. Observe se suas unhas têm manchas, texturas diferentes ou até mesmo mudança na coloração. Se perceber algum sinal novo, talvez seja o caso de procurar um médico, pois o estado das unhas pode, sim, ter relação com a saúde do corpo. Feita a inspeção, vale lembrar que a limpeza das unhas e a lavagem constante das mãos ajudam a evitar o acúmulo de bactérias. Em casa, você também pode controlar alterações, como pequenas lascas que venham a ocasionar a quebra da unha. É possível combater isso lixando delicadamente a unha danificada sempre que notar que ela está em risco.

Fortalecimento das unhas

Unhas fracas quase sempre estão relacionadas à falta de nutrientes no organismo, má alimentação, o que pode ser resolvido com a ajuda de vitaminas recomendadas por um médico. Mas existem produtos específicos que contribuem para fortalecer as unhas, como bases fortalecedoras e hidratantes com vitaminas. Ah, manter as unhas hidratadas é sempre bom, pois aumenta a força delas e evita o ressecamento da cutícula. Outra dica importante é não pesar a mão na lixa para evitar que as unhas fiquem mais finas e se quebrem com facilidade. Se esse é o seu caso, uma solução pode ser o alongamento de unhas.

Atenção no salão de beleza

Tanto em casa como no salão, o compartilhamento dos acessórios usados para fazer as unhas não é recomendado, a não ser que os aparelhos sejam muito bem esterilizados. Quando falamos de higiene e esterilização não se trata de desinfetar as ferramentas com álcool ou produtos de limpeza, mas sim de utilizar instrumentos ideais para a limpeza profunda, como os aparelhos esterilizadores. O uso de luvas e a troca dos acessórios, como toalhas e capas para o apoio de pés também é obrigatória. A biossegurança é muito importante dentro de um salão de beleza e seus funcionários precisam sempre estar atentos às regras para evitar a contaminação. Além disso, o excesso de cuidado também pode se tornar um vilão para a saúde como um todo, gerando contaminação. Remover a cutícula com frequência, sem respeitar os limites das camadas, pode ser uma porta aberta para bactérias. Do mesmo jeito, o tempo de exposição das unhas os esmaltes podem enfraquecê-las e dificultar a visualização da proliferação de fungos. A dica é: tirar somente o necessário das cutículas e deixar a unha respirar  pelo menos um dia sem esmalte antes de ir ao salão aplicar a próxima cor arrasadora.

 

Conheça todos os cursos do Instituto Embelleze pelo site ou visite uma unidade mais próxima de você!

Tags

unhas, cuidados com as unhas, alicate, saúde das unhas

Comentários

Fique por dentro
Cadastre-se e receba as novidades!

Veja também ...

MAQUIAGEM PARA NOIVAS
Uma noiva passa até um ano pesquisando e planejando tudo para o grande dia, para que ele seja perfeito. E ainda tem o compromisso de surgir simplesmente deslumbrante no casamento. Além do vestido dos sonhos, o cabelo e a maquiagem para noivas também precisam estar a altura. Nessa hora, a ajuda de um bom profissional é essencial, pois ele orienta sobre os estilos que mais favorecem de acordo com o biótipo e a personalidade da noiva. Para exibir, por exemplo, um rosto sereno e lindo, é preciso lançar mão de técnica e também de algumas regrinhas. Confira!   Nada de exageros Tudo o que é over não combina com a maquiagem para noivas, por isso as cores neutras são muito usadas pela maioria delas. Mas isso não significa que o make não pode se destacar.. Pelo contrário, o impacto fica por conta dos olhos bem marcados, com cílios definidos, sobrancelhas bem desenhadas e sombras levemente iluminadas. Se o olhar for marcante, eleja um batom neutro; no entanto, se quiser que a boca seja o centro das atenções, suavize o olhar. Brilho com moderação Sim, cabe um pouco de luz no visual da noiva; afinal, ela é a estrela da festa. A principal dica para uma maquiagem iluminada, é usar um bom iluminador das têmporas até as maçãs do rosto. Um pouco de brilho na sombra também é permitido, especialmente se ela for acobreada. Há espaço para cores No mundo moderno não dá para deixar as cores de lado. São elas que trazem alegria ao rosto e dão um ar mais descontraído ao look. As cores são bem-vindas nos lábios e nos olhos, mas no blush continuam proibidas. Escolha um blush pêssego só para dar um tom saudável à pele. Já os olhos podem ser trabalhados com cores fortes, metalizadas ou não, sombras esfumadas, traços marcantes e um bom delineador. Os batons pink, vermelho, vinho e laranja têm feito muito sucesso na maquiagem para noivas modernas.   3 dicas top Vale lembrar que o ideal é usar produtos de maquiagem à prova d’água nas noivas, para que o visual fique irretocável mesmo com lágrimas. Se o vestido for muito glamouroso, melhor colocar um freio na maquiagem. Para vestidos mais simples, o make natural vai muito bem. Os looks mais fashion e coloridos são ideais para vestidos leves e descontraídos. Para evitar surpresas desagradáveis no grande dia, a noiva deve fazer o teste de maquiagem e de penteado antes. A ordem é não ter surpresas no dia do evento, ok?Quer se aprofundar mais em técnicas de maquiagem e se tornar expert? clique aqui .Venha nos conhecer pessoalmente. Consulte aqui uma unidade mais próxima de você!  
> Leia mais
12 coisas para não fazer na DEPILAÇÃO NO VERÃO
Basta a temperatura aumentar para o corpo ficar mais à mostra – o que exige pele lisinha, sem pelos. O lado bom é que cresce também a procura por profissionais de depilação. O lado preocupante é que o procedimento inadequado e/ou a falta de cuidados do cliente podem comprometer o visual. É que no verão, justamente por causa da exposição solar, a pele fica mais sensível. Os raios ultravioletas tendem a provocar ressecamento e inflamação dos tecidos, tornando a cútis um ambiente desfavorável para uma nova agressão. A depilação feita com a cera imprópria e na hora errada pode se transformar nesse vilão, sabia? Confira quais são as atitudes que você, profissional, precisa tomar e as dicas que deve recomendar para os clientes. A melhor cera depilatória Prefira trabalhar com a cera para pele sensível, à base de aloe vera, que é mais hidratante. Cuidado com a cera muito quente: além de queimar a pele, ainda provoca uma hiperpigmentação no local, o que resulta numa área escura. E tudo o que você não quer é uma mancha, certo? O uso de cera caseira feita com limão é proibido, pois se a pele não for higienizada corretamente depois da depilação e o cliente se expuser ao sol em seguida, vai ficar com manchas escuras. Quando se depilar Bem, você já sabe que o sol sensibiliza a pele, assim como a depilação. “No ato da extração dos pelos, a cera retira as células mortas que estão nas camadas superficiais da pele, atuando como uma esfoliação e, para não irritar a cútis, o ideal é programar a depilação”, explica Marcela Figueira, coordenadora pedagógica do Instituto Embelleze Jaboatão, no Ceará, e instrutora de depilação. Anote as boas práticas: O ideal é se depilar 24 horas antes ou 24 horas depois da exposição ao sol. “No caso de pegar sol antes, a cera pode causar machucados e queimaduras; se a exposição solar for depois da depilação, a cera pode provocar manchas”, diz Marcela. Não é aconselhável entrar na piscina depois da depilação, mesmo que ela seja coberta. “A água clorada pode desencadear uma reação alérgica, já que a pele estará mais sensível”, lembra a coordenadora pedagógica.   Foto: Shutterstock 12 coisas para não fazer na depilação no verão Antes do procedimento 1. Não se esqueça de hidratar a pele frequentemente. A hidratação aumenta a elasticidade dérmica facilitando a remoção dos pelos e a derme ressecada é mais suscetível a manchas. Só não use o produto no dia da depilação. 2. Não se depile se estiver se submetendo a algum tratamento com ácidos, pois eles fragilizam a cútis. 3. Não aplique, no dia da depilação, óleos ou cremes e loções formulados com álcool para não irritar a pele. 4. Não extraia os pelos de áreas machucadas ou irritadas. 5. Não depile se os pelos estiverem descoloridos. É que por causa da química do descolorante eles ficam mais frágeis e, por isso, há grandes chances de não serem removidos desde a raiz, encravando depois. Depois do procedimento 6. Não use bronzeador. “Ele pode ser perigoso, porque como a depilação faz uma esfoliação ela acaba removendo a pigmentação superficial da pele. Já reparou que a área fica mais clara quando depilada? Assim, ao passar o bronzeador, o produto pode ativar a melanina da área mais sensível, fazendo com que ela fique manchada”, alerta Marcela. 7. Não sufoque a pele! Deixe-a respirar, portanto, não aplique produtos à base de álcool para não sensibilizá-la. Dê algumas horas para investir em uma loção hidratante. 8. Não use óleos que tampam os poros e favorecem o encravamento do cabelo. 9. Não vista roupa apertada para não abafar a região e provocar irritação ou abafamento dos poros. 10. Não esqueça de aplicar protetor solar FPS 30 na cútis para evitar manchas. E use um produto que você já testou para não correr o risco de alergias. 11. Não caia em água quente depois da depilação — banho de chuveiro, piscina, ofurô —, porque irrita a pele. 12. Não deixe de higienizar bem a derme com um sabonete neutro e água fria para eliminar qualquer resíduo de cera. O pelo encravou? O pelo encrava quando ele tem dificuldade de atravessar todas as camadas da pele e, assim, sair pelo poro. O fio de cabelo acaba se curvando e ficando dentro da pele. Há pessoas com tendência a pelo encravado, pelo fio ser naturalmente curvo, ou porque a camada superficial da derme é mais grossa, o que dificulta a saída do pelo. A depilação realizada de forma errada, sem a técnica correta, também provoca o encravamento. Como evitar - Para diminuir a incidência do problema, ou até se livrar dele por completo, faça assim: Esfolie a pele regularmente, uma vez por semana ou a cada 15 dias, até três dias antes da depilação com cera. O afinamento da superfície da pele facilita a saída do pelo. Hidrate-se diariamente para manter a pele saudável e facilitar a extração do pelo. Evite usar roupas apertadas após a depilação para a pele respirar à vontade. Não aplique óleos ou cremes oleosos depois da depilação para não bloquear os poros. Como combater - Antes de ficar cutucando a pele para desobstruir os poros, o que acaba machucando e causando lesões, siga estes passos: Se o pelo encravou, a melhor maneira de retirá-lo é afinando a pele e liberando o poro. Com cuidado, raspe a área com lâmina de barbear. No caso de inchaço, dor e vermelhidão no local, o mais indicado é procurar orientação de um profissional, que tem os recursos mais adequados para o tratamento.   Foto: Shutterstock Alternativa à cera depilatória A coordenadora pedagógica do Instituto Embelleze dá uma dica perfeita para quem deseja tirar os pelos de regiões pequenas, como o buço: “Aposte na depilação com linha. Esse método é perfeito para pele sensível, já que não utiliza química e nem oferece riscos de alergias ou queimaduras. Outra vantagem é que evita manchas”.  E atenção: um trabalho bem feito deve ser realizado com produtos registrados pela ANVISA e executado por um profissional da área capacitado, como são as pessoas que se formam no curso de depilação do Instituto Embelleze. Agora que você já sabe de todas essas dicas é só seguir e aproveitar o verão com uma pele mais saudável e bonita!
> Leia mais
Copyright © 2021 · Todos Direitos Reservados