Experts    |    Eu, profissional    |    Tendências    |    Guia da Beleza
Voltar

Barbearia

Fotos: Shutterstock

Barba e cabelo estilo Lumberjack

Cabelo comprido, barba cheia, camisa xadrez, calça surrada: assim se define o estilo Lumberjack. Embora pareça apenas um jeito despojado de ser, o visual tem uma filosofia por trás e alguns truques podem deixá-lo mais original

Nada como uma crise para mudar comportamentos, abrir os horizontes e fugir do óbvio. Foi isso o que aconteceu nos Estados Unidos, em 2008, quando surgiu o estilo Lumberjack: camisa xadrez, jeans destroyed, botas robustas, cabelos compridos e barba cheia — visual curinga dos homens na ocasião. A fonte principal desse comportamento, que acabou virando tendência e ganhou o mundo anos depois, foi o enorme colapso financeiro — o segundo maior da América, depois da Grande Depressão, em 1929. Os homens se viram com a grana curta e passaram a investir em roupas de alta qualidade que durassem muito – a ideia era ter poucas peças, mas itens essenciais. E, ao que parece, deixaram cabelo e barba crescer, para evitar idas frequentes à barbearia, outra forma de economizar. Resumindo: o estilo agora está super em alta na beleza do homem contemporâneo e virou trend total.

Frequentemente confundido com os hipsters americanos (que se caracterizam pela forma alternativa de se vestir e consumir basicamente o que é produzido na localidade onde moram), o estilo Lumberjack também vem com essa pegada original, de raiz, mas, na verdade, os homens prezam pela elegância com praticidade, tanto no figurino quanto no visual de cabelo e barba.

A coisa funciona mais ou menos assim: no guarda-roupa, poucas e boas peças; no look, cabelos mais compridos com um bom corte e barba longa, cheia e alinhada. É a tradução do minimalismo: pouco, mas o melhor. “Em 2009, a indústria americana começou a corresponder a essa exigência dos homens, das roupas de excelente qualidade. No entanto, foi apenas em 2014 que a moda e o estilo Lumberjack realmente decolaram”, lembra César Thiago Pacanhela, instrutor do curso de barbearia do Instituto Embelleze de Pirassununga (SP). Confira outros detalhes da tendência no vídeo que está no fim deste post!

estilo lumberjack

O estilo exige cuidado e manutenção

De 2014 pra cá a tendência Lumberjack só aumentou e ganhou cada vez mais adeptos. No Brasil, o visual lenhador é o que mais representa a versão latina do “look rústico”, com sutis diferenças. O estilo naturalista da América conserva um pouco mais de harmonia entre o cabelo comprido e a barba cheia, sem ser tão livre de padrão como o lenhador. “Os cabelos são compridos, mas não necessariamente alinhados. Geralmente, é o contrário, um pouco bagunçados – nesse aspecto lembra o tipo lenhador. Para a barba, a regra é ser cheia, porém ligeiramente alinhada. O cabelo e a barba estilo Lumberjack necessitam de cuidado com produtos específicos para o dia a dia, pois como os fios são mais longos, devem ser hidratados. O ideal é hidratar semanalmente e aparar os pelos com mais frequência”, ressalta César Thiago.

Técnicas de corte e aparo

Se você quer oferecer esse serviço na sua barbearia ou salão de beleza, vá em frente sem medo, pois não é difícil. Tecnicamente falando, conquistar o estilo Lumberjack é mais fácil do que parece. Primeiro, o cabelo não deve estar tão curto, é preciso ter o mínimo de comprimento para ser trabalhado. “O corte é simples, feito somente com a tesoura e pente livre, para dar o ar despojado, e nunca com marcação em linha reta”, pontua César Thiago, do Instituto Embelleze. “Já a barba, contudo, requer um cuidado especial, pois é longa, tem as laterais mais definidas e alinhadas. Basta ficar atento nesse detalhe”, complementa o especialista. 


Tags

estilo lumberjack, barbearia, barbeiro profissional, curso de barbeiro, corte de cabelo, barba, tendência, barba da moda, instituto embelleze

Comentários

Fique por dentro
Cadastre-se e receba as novidades!

Veja também ...

EXTENSÃO DE CÍLIOS: FIOS LONGOS E VOLUMOSOS TODOS OS DIAS
Nossos cílios passam por um ciclo natural de crescimento, que acontece em três fases. A primeira é a anágena, quando o fio desponta da pele e cresce. Na segunda, a catágena, ele atinge o crescimento máximo e para de se desenvolver. A terceira e última é a telógena, de eliminação dos fios envelhecidos ou mortos. Todo esse processo dura, aproximadamente, 90 dias e é bem dinâmico. Para você ter ideia, perdemos cerca de cinco fios todos os dias! Quem tem cílios naturalmente volumosos nem percebe, mas as donas daquele olhar com fios ralinhos acabam insatisfeitas com o visual minguado. Agora, imagine não precisar mais se importar com isso e nem ter que ficar disfarçando com maquiagem? A “mágica” pode ser feita com a extensão de cílios, um procedimento estético que já mudou o visual de várias mulheres no exterior (muitas delas celebridades) e agora está virando febre aqui no Brasil. O sucesso é o efeito natural que ele dá aos cílios. Se você trabalha com beleza ou pretende entrar para a área, o método é uma ótima oportunidade para aumentar seu rendimento. Portanto, vale a pena buscar capacitação agora! O Instituto Embelleze abriu, recentemente, o curso profissionalizante de Designer de Cílios e em pouco tempo já é sucesso. No curso, são abordados todos os assuntos relacionados à área dos olhos, bem como a extensão de cílios, e qualquer pessoa pode se matricular. No entanto, quem tiver conhecimento prévio em designer de sobrancelhas e maquiagem profissional terá melhor aproveitamento, principalmente nas questões de estudos da pele, proporção facial, harmonização por meio das medidas do rosto e utilização de cosméticos. “O mercado de trabalho com extensão de cílios está aquecidíssimo! O Brasil só perde para o Japão e para os Estados Unidos, que são líderes no segmento. Porém, há uma deficiência muito grande para profissionais qualificados. Existem muitos curiosos entrando na área, sem o mínimo de conhecimento, e colocando a saúde das clientes em risco. Isso significa que, quem tiver a qualificação necessária e atuar corretamente se destacará nesse mercado. Quando bem realizado, esse trabalho fideliza a cliente e gera uma renda bastante considerável. Vale lembrar que o investimento inicial não é muito elevado e o ganho real é alto”, afirma Daniele Carlim, coordenadora pedagógica do Instituto Embelleze Interlagos (SP). GUIA PRÁTICO DA EXTENSÃO DE CÍLIOS A seguir, Daniele Carlim esclarece tudo sobre a extensão de cílios — para quem quer se submeter à técnica ou aumentar os conhecimentos para recomendá-la às clientes. Qual é a técnica A tradicional ou clássica, conhecida no mundo todo, é chamada extensão fio a fio. “No Instituto Embelleze ensinamos a alongar os cílios com essa técnica, que oferece um resultado naturalíssimo ao olhar”, diz Daniele. Segundo a expert, já existem variações da fio a fio no mercado, porém, para realizá-las, o profissional precisa saber fazer a extensão fio a fio e ter experiência de, pelo menos, seis meses na sua aplicação. Passo a passo da extensão A primeira etapa antes da fixação dos cílios é a análise das características físicas e da personalidade da cliente. “Dessa forma, conseguimos harmonizar o olhar da pessoa, suavizando ou ressaltando algum traço que ela possui. O processo é totalmente individualizado”, explica Daniele. E não é só: uma ficha de anamnese detalhada também é preenchida para descartar o risco de alergia ou irritação na região ocular. O próximo passo é verificar o formato dos olhos da cliente, notando a distância entre eles e o tamanho dos cílios naturais. Feito isso, o designer de cílios separa o material mais indicado (existem fios sintéticos ou de seda de vários tamanhos, espessuras, cores e curvaturas) e começa a aplicação dos fios. As extensões são coladas uma a uma, em cada cílio natural, respeitando a fase de crescimento em que cada fio de encontra. “A aplicação das extensões precisa ser feita simultaneamente em ambos os olhos, porque se por algum motivo o trabalho tiver que ser interrompido, os olhos estarão visualmente parecidos. Ao final, os cílios são penteados e está pronto”, detalha a instrutora do Instituto Embelleze. Para quem é indicada A extensão de cílios fio a fio pode ser aplicada em qualquer pessoa, desde que não tenha nenhuma doença ocular ou histórico de alergias. E não são só as mulheres que podem lançar mão do procedimento: os homens também podem se beneficiar com fios menos curvados, mais discretos. O que pode e não pode ser feito depois da extensão fio a fio  Nas primeiras 24 horas após a aplicação evite molhar os cílios. Para o banho é recomendado proteger os olhos com óculos de natação. Não faça atividades que provoquem a transpiração excessiva, como ginástica aeróbica. Não use maquiagem. Sempre que for dormir, cuidado para não esfregar o rosto no travesseiro. Não use máscara de cílios à prova d’água e itens oleosos difíceis de limpar, como lápis de olho. “É que esses cosméticos precisam ser removidos com demaquilante bifásico, que contém óleo na composição. A substância pode causar o descolamento das extensões”, alerta Daniele. A máscara para cílios comum pode ser aplicada, mas nem é recomendado, pois as extensões já são tão realçadas que dispensam o produto. No dia a dia, lave os olhos sem esfregá-los. Se necessário, use xampu de bebê diluído em água há higienização. Para alinhar os cílios, penteie-os usando uma escovinha de rímel limpa. Quanto tempo dura a extensão A durabilidade varia entre 3 e 4 semanas, após esse período o ideal é a cliente procurar o mesmo profissional para fazer a manutenção. Como? “Os fios que estão mais nas pontas dos cílios que cresceram são removidos e novas extensões são coladas no lugar”, explica Daniele. Mas a duração também está relacionada aos cuidados diários. Importante: de forma alguma puxe ou retire as extensões em casa, mesmo as que estiverem caindo, justamente para preservar a integridade dos cílios naturais.   Interessado em ser um designer de cílios? No curso do Instituto Embelleze você aprende muito mais que a técnica de extensão fio a fio. As aulas ainda capacitam o aluno a realizar lifting e coloração de cílios, incluindo todos os assuntos correlatos, como a anatomia dos olhos, saúde ocular, biossegurança, design, proporções e mapping, aplicação e cuidados pós procedimento. Torne-se um profissional competitivo no mundo da beleza!
> Leia mais
DICAS E TRUQUES PARA ESCOLHER BATOM
Batom é o item de maquiagem número 1 da mulher brasileira, segundo pesquisas. E não é para menos: ele pode valorizar ainda mais a beleza, é capaz de elevar a autoestima e tornar a mulher mais sensual e feminina em segundos. Geralmente a gente sabe os tons que ficam melhor em nossa pele, mas você sabe o que o visagismo tem a dizer sobre isso? Em primeiro lugar, o que é visagismo O visagismo é uma técnica estética que ajuda a criar uma imagem pessoal que reflita as qualidades interiores da pessoa. Usando os recursos da maquiagem e da produção do cabelo, a mulher, por exemplo, poderá mudar seu semblante e postura — inclusive elevando a autoestima. O visagismo está ganhando força por permitir às mulheres uma imagem personalizada e única em um mundo cheio de padrões de beleza. Com esse conhecimento, você se vale de dicas de harmonização de imagem para destacar sua beleza única. Saiba, primeiramente, que existem três fatores que devem ser analisados para encontrar o batom ideal de acordo com a ocasião e que será mais harmônico com a sua imagem. A consultora de desenvolvimento pedagógico do Instituto Embelleze, Thais Magalhães, explica tintim por tintim. 3 passos para encontrar o seu batom ideal 1 - De acordo com a especialista, que é visagista e maquiadora profissional, o primeiro fator consiste no conceito de luz e sombra: tudo o que iluminamos com tons claros, aumenta e se destaca, e o que escurecemos com tons escuros, diminui e se omite. Sabendo disso, na hora de escolher o batom ideal é preciso observar a anatomia dos lábios, se são grandes ou pequenos, e qual é o efeito final desejado. Caso considere seus lábios pequenos e finos demais e queira transmitir a impressão visual que eles são maiores, você deve optar por tons alegres e vibrantes como vermelhos intensos ou rosa pink para destacá-los. No caso de lábios grandes e carnudos demais, dê a ideia de que são menores optando por tons neutros, como nude, ou escuros, fechados e mais queimados para não evidenciá-los. 2 - O segundo fator é descobrir a temperatura da pele, ou seja, se ela é quente ou fria. Isso consiste na cor do pigmento que compõem a tonalidade da pele. Peles que possuem cor amarelada ou avermelhada, tendem a ser quentes enquanto peles que possuem cor mais azulada ou esverdeada tendem a ser frias. Para não errar na hora de harmonizar a cor do batom descubra se sua pele é quente ou fria, para isso, observe seu rosto no espelho e tente identificar os pigmentos presentes nela, peça ajuda para uma amiga na hora de identificar.  “Peles quentes harmonizam melhor com batons de tons quentes como vermelhos intensos, pink, e roxo vibrante, enquanto peles frias harmonizam melhor com tons frios como vermelhos mais fechados, rosa queimado e nude”, afirma a especialista do Instituto Embelleze. 3 - O terceiro fator é levar em conta a sensação visual que as cores transmitem. O estudo das cores é algo muito importante para compor a sua imagem, pois as pessoas interpretam as cores e correlacionam significados inconscientes a elas.   Veja mais informações abaixo: Os tons de vermelho simbolizam o amor, paixão e poder.Os tons de roxo refletem o equilíbrio e autoconfiança.Os tons de laranja representam a alegria e a coragem.Os tons de rosa claro ou queimado simbolizam a feminilidade e romantismo de maneira discreta e delicada.Os tons de pink indicam feminilidade e criatividade de maneira mais ousada. Quer se tornar um expert em make? Conheça nosso curso de Maquiagem Profissional ou visite uma unidade Embelleze mais próxima de você.  
> Leia mais
Copyright © 2020 · Todos Direitos Reservados