Experts    |    Eu, profissional    |    Tendências    |    Guia da Beleza
Voltar

Cabelo

Fotos: Shutterstock

CICATRIZAÇÃO CAPILAR: ANTÍDOTO CONTRA CABELOS DANIFICADOS

O CABELO ESTÁ DETONADO? CALMA, NÃO PRECISA CORTAR! BASTA FAZER UMA CICATRIZAÇÃO CAPILAR

Na prática, cabelo danificado significa: quebradiço, poroso, ressecado, com frizz, pontas duplas, aspecto palha e sem brilho. Pura falta de saúde e vitalidade dos fios. De acordo com Elaine Cristina Carneiro, instrutora do curso de cabeleireiro do Instituto Embelleze Cidade Dutra, de São Paulo (SP), são vários os fatores que deixam o cabelo danificado e com a fibra rompida. “Geralmente, os hábitos do nosso dia a dia acabam detonando os fios, como usar secador e prancha em alta temperatura sem proteção térmica, fazer químicas (descoloração, progressiva, alisamento, permanente, coloração) sem fortalecer as fibras capilares antes, tomar sol e banho de piscina com frequência... Tudo isso leva à perda de hidratação, queratina (proteínas), vitaminas e aminoácidos, tornando o cabelo poroso, elástico ou quebradiço”, esclarece a profissional.

Embora a solução mais rápida para eliminar o estrago seja cortar, você não precisa ser radical. Basta fazer uma cicatrização capilar, o tratamento do momento em muitos salões de beleza.

O que é a cicatrização capilar

Uma vez rompida a fibra do cabelo, que leva à fragilidade extrema, é preciso um tratamento efetivo para que os danos não se tornem ainda piores. E, claro, reverter o quadro e reconquistar fios alinhados, mais macios, hidratados, saudáveis e com a cutícula fechada. Nesse caso, o ideal é fazer a cicatrização dessa fibra destruída. Antes, porém, precisamos entender o mecanismo de resistência dos fios. O cabelo é composto de 80 a 90% de queratina (proteína) e esta queratina se desgasta naturalmente com a ação do tempo (vento, sol), do sal, do cloro ou no simples ato de pentear as mechas, no atrito com o travesseiro e também com o uso de produtos químicos, deixando assim os cabelos danificados quebradiços, porosos e opacos. “A cicatrização nada mais é que a reposição dessa queratina com uma combinação de hidratação e nutrição power, que recupera e mantém o cabelo saudável”, explica Elaine Cristina.

cicatrização capilar

Como é feita a cicatrização capilar

O tratamento é relativamente simples. O segredo está na combinação dos ativos utilizados nos produtos aplicados no salão de cabeleireiro pelo profissional. Primeiro, é aplicado um xampu à base de ceramidas, D-pantenol e aloe vera. Em seguida, usa-se máscaras que contêm lipídios e proteínas, como, complexo de aminoácidos, proteínas do trigo, ácido  hilauriônico e arginina. Por fim, o cabeleireiro aplica reconstrutores, finalizadores e protetores térmicos. O período de manutenção vai depender da condição dos fios, do nível de dano. Mas geralmente, a manutenção pode ser feita a cada 30 ou 60 dias. Enquanto isso não acontece, é importante fazer uma hidratação e nutrição semanal em casa mesmo, com xampu e condicionador adequados (com os ativos utilizados no salão), para manter os benefícios da cicatrização capilar.

Interessada em saber mais sobre cuidados com os cabelos e todos os tratamentos profissionais para a beleza dos fios? Inscreva-se no curso de cabeleireiro do Instituto Embelleze. O curso capacita o estudante para a realização das mais variadas técnicas de atendimento em cortes, coloração, tratamentos capilares, modelagem, e transformação capilar: alisamento, relaxamento e encacheamento. Além disso, aperfeiçoa os conceitos de excelência no atendimento ao cliente, bem como instrui sobre fatores comportamentais que assumem uma condição de extrema relevância neste nicho de mercado. O futuro profissional ainda aprende conceitos sobre tricologia, biossegurança, visagismo.

Não é o máximo? Espalhe a notícia para os amigos e deixe aqui os seus comentários!

Tags

cicatrização capilar, hidratação, nutrição, reconstrução capilar, selagem térmica, Instituto Embelleze, curso de cabeleireiro

Comentários

Fique por dentro
Cadastre-se e receba as novidades!

Veja também ...

COMO TER CÍLIOS GRANDES E VOLUMOSOS
A verdade é que mesmo quem tem cílios longos, sempre quer dar uma reforçada no efeito com uma boa máscara para cílios — detalhe: que deve ser aplicada em uma ou duas camadas, da raiz às pontas. Já quem tem cílios curtos e pouco volumosos precisa, além de produto, aplicar alguns truques de beleza na hora de se maquiar. Fique de olho nestas super dicas para dar um up no seu olhar! Como conseguir o efeito de cílios grandes e volumosos Ralos, espaçados, curtos, alongados, cheios, curvados… Cada pessoa tem um tipo de cílios, por isso, a aparência longa e curva pode ser conquistada mais facilmente em algumas mulheres do que em outras. Porém, existem alguns itens que ajudam a dar a impressão de cílios mais poderosos: Delineador - Aplique-o (de preferência, um tom escuro) na parte superior bem próximo aos cílios. Isso ajuda a dar a impressão de que os fios são mais volumosos e grossos e, consequentemente, dá a ideia de mais alongados. Curvador de cílios ou curvex - A aparência de fios retos dá a percepção de que são menores. Portanto, mesmo que eles sejam longos, curve-os para ampliar o olhar. Mas é preciso ter muito cuidado ao manusear esse aparelhinho, que, se mal utilizado, pode até arrancar os fios ou quebrá-los. Para evitar esse problema, certifique-se que o curvador de cílios esteja o mais próximo possível de sua raiz; porém, antes de pressioná-lo, verifique se não há alguma pele presa. O indicado é começar pela base dos cílios e conduzi-lo com leveza para cima. Para conseguir um efeito ondulado, pressione os cílios na raiz com o curvex e, em seguida, solte-o e pressione-o mais duas ou três vezes ao longo do comprimento dos cílios, em direção às pontas. à medida que se distancia da raiz, vire o punho gradativamente para que o modelador faça um movimento circular na direção oposto ao rosto. Máscara para cílios - Após a curvatura, aplique duas camadas de máscara para cílios para fixar o efeito. Mas espalhe a segunda camada somente quando a primeira estiver quase (não totalmente!) seca, senão o produto pode ficar com aparência esmigalhada. A gente sabe o quão difícil é acertar a mão na hora de passar a máscara. Então, aí vai o segredinho: partindo da base, faça um movimento de vai e volta, puxando o aplicador suavemente até as pontas. Outra dica de ouro é aplicar um pouco de máscara em um pente para cílios e penteá-los para cima. Essa técnica ajuda a separar os fios e deixá-los mais macios e com aspecto volumoso. Para os cílios inferiores, uma máscara com tom mais suave, como o marrom, cai muito bem para dar um efeito mais natural.E atenção: cuidado para não borrar e nem pense em retocar depois que a máscara estiver seca. Retirar completamente o produto com um demaquilante também é essencial para evitar que resíduos da máscara se acumulem e preservar a saúde dos olhos  Tipos de escovinha de rímel: acerte na escolha Observe o formato dos aplicadores de máscara para obter o efeito desejado e para transformar o seu look:PARA DEFINIRUma escova com cerdas uniformemente espaçadas é a escolha ideal, pois deixa os cílios separados e mais alongados sem parecerem fake. As máscaras podem possuir cerdas de borracha curtas e duras.AUMENTAR O VOLUMEA escovinha curva ou com cerdas multidirecionais dão aos cílios mais robustez. É possível encontrar máscara de volume com a ponta em forma de ouriço, com cerdas longas e juntinhas ou curtas e grossas. Quando o cosmético alonga, além de dar volume, possui aplicador com cerdas duras e irregulares.ABRIR O OLHAROpte por um pincel que levanta e ao mesmo tempo penteia os fios. Identifique o resultado espalhando, primiero, a máscara na ponta dos cílios. Depois, aplique normalmente desde a raiz. Quando a escova tem cerdas bem juntas ou microcerdas de borracha, elas acumulam mais produto nos pelos e promovem a abertura do olhar.MULTIEFEITOSUsar um primer antes da máscara ajuda a abrir o olhar, hidratar os cílios e evitar a queda. Ainda faz a maquiagem durar mais! Essa base também é excelente para acrescentar volume aos fios. O certo é aplicá-la da raiz às pontas. Dicas de profissional Outras soluções, como o uso de cílios postiços e o alongamento de cílios fio a fio, também têm sido bastante usadas por quem quer ter cílios marcantes e poderosos. Seja qual for a técnica escolhida, consultar um bom profissional é essencial para entender melhor como aplicá-las. Cílios lindos e alongados não são nada sem uma sobrancelha perfeita, ok? Essa moldura do rosto bem delineada ajuda a "levantar” os cílios. Conheça todas as dicas de make para sobrancelhas aqui. Substitua a máscara para cílios regularmente, pois ela pode se tornar um campo fértil para a proliferação de bactérias e causar infecção. No dia a dia, limpe o pincel da máscara com uma toalha de papel para retirar o produto acumulado no aplicador. Repita a operação uma vez por semana e garanta uma ação de rímel novo sempre! Não ponha e retire a escovinha no tudo da máscara repetidamente antes de aplicá-la. Isso forma ar e, uma vez preso, secará o produto. Caso a máscara para cílios borre a sua pálpebra, limpe-a com um cotonete. Evite excesso de rímel para não deixar os fios aglomerados de produto. Raspe a escovinha num papel macio antes de espalhar o produto.  Quer aprender ainda mais? Entre no site do Instituto Embelezze e conheça o curso de Maquiagem Profissional.    
> Leia mais
A NOVA MANICURE FRANCESINHA
Ela não é nenhuma mocinha — tem quase 90 anos —, mas sempre que atinge o auge da moda aparenta ser a mais nova tendência do momento. É que, embora possua uma característica clássica (marcar as pontas das unhas), é capaz de ganhar variações que trazem uma cara nova ao estilo. O precursor da francesinha foi Max Factor: em 1927 criou um creme rosado para ser aplicado como base e um líquido branco, só para as extremidades das unhas. No entanto, somente em 1970 a manicure foi batizada com esse nome. A pedido dos diretores de cinema por um esmalte mais neutro, o norte-americano Jeff Pink, fundador da marca Orly, lançou o primeiro kit de francesinha. Sorte a nossa! Desde então, a manicure virou a queridinha de famosas, como Kim Kardashian e Ariana Grande, e anônimas. E também evoluiu visualmente, com versões que vão muito além da faixinha branca, e na técnica de aplicação — os profissionais criaram vários jeitos de esmaltar para facilitar o trabalho.  Conheça todos as variações e segredos do estilo que está em alta no outono-inverno 2019. Métodos de manicure francesinha 1 Adesivo Feita com fita adesiva própria para a francesinha. A tira é colada sobre a unha, deixando uma área da ponta da unha livre para o esmalte branco (a espessura é você quem determina de acordo com o seu gosto). Depois é só passar o branquinho, esperar secar e tirar o adesivo. 2 Polegar Nessa técnica, o profissional aplica o esmalte branco usando a ponta do dedão. Ele tinge a própria pele com o branquinho e depois a encosta na unha da cliente, movimentando o dedão de um lado para o outro até que toda a extensão da ponta seja coberta. Às vezes, o traço não fica super retinho, então é preciso corrigir com um palito. 3 Pincel artístico Ele tem as cerdas fininhas, próprias para nail art. Basta mergulhar o pincel no esmalte branco e fazer o traço da francesinha do tamanho que desejar. A espessura fina ajuda a conseguir maior precisão no desenho.   4 Palito de unha Nesse método, o esmalte branco é aplicado com o próprio pincel do produto, da ponta até mais ou menos a metade da unha. Em seguida, com um palito, o profissional delineia a francesinha e depois limpa os excessos com removedor embebido em algodão para acertar o desenho. 5 Borrada Como o nome já diz, é uma técnica que borra o dedo, mas apesar da sujeira, é muito boa para controlar a espessura e a precisão do traço. Você posiciona o pincel do esmalte sobre a ponta da unha e, conforme vai desenhando o traço da francesinha, vai pintando também a ponta do dedo. Depois é só limpar com removedor.  Dicas infalíveis para a manicure francesinha Se o esmalte branco for novo e ralo, aplique duas camadas dele. Sempre que quiser acertar o traço de esmalte branco, faça isso usando um palito de algodão embebido em removedor. Mas enrole uma quantidade pequena de algodão no palito e, depois de mergulhá-lo no removedor, retire o excesso apalpando o algodão na sua mão. Se você não tiver um pincel artístico à disposição, fabrique um em casa: basta cortar as cerdas de um pincel de esmalte antigo com a tesoura, até sobrarem quatro ou cinco cerdas. Depois de terminada a manicure francesinha é imprescindível aplicar uma camada de extrabrilho (ou top coat) para evitar lascas do esmalte.  Estilos consagrados A expert Cláudia Cecília, instrutora do Instituto Embelleze de Brasília, fala sobre os dois tipos de francesinha mais pedidos nos salões: Francesinha mediana – “Tem a ponta branca mais larga que o tradicional. É usado o pincel do próprio esmalte para o traço que, depois, é acertado com um palito de algodão embebido em removedor”, explica Cláudia. Francesinha fina – Aqui, o traço é bem delicado, feito somente na pontinha mesmo da unha. “Corte as cerdas do pincel do esmalte com tesoura ou alicate, deixando apenas um filete no meio. Em seguida, molhe o pincel no branquinho e encoste-o horizontalmente na unha, formando o traço”, ensina a instrutora. A partir desses estilos clássicos, muitos outros são criados pelos profissionais no dia a dia. A Cláudia Cecília, por exemplo, tem várias versões autorais que fazem sucesso. Uma delas é a francesinha camuflagem, que ela ensina passo a passo no vídeo do final do post (veja abaixo). O passo a passo dessa técnica é assim: Faça o traço branco na ponta da unha do tamanho que desejar —use um palito com algodão e removedor para delinear perfeitamente. Espere secar e aplique uma demão de base por cima. Aguarde secagem. Agora passe um esmalte claro por cima, pode ser rosinha, cintilante, perolado..., desde que tenha transparência para não cobrir a francesinha. Essa “camuflagem” aumenta a durabilidade da francesinha.   A nova manicure francesinha para você se inspirar Nos desfiles de moda internacionais, a francesinha foi a mais pedida por grandes marcas, como Versace e, Prabal Gurung. Nas versões contemporâneas da técnica apareceu de tudo um pouco na ponta das unhas: traço metalizado, pontinha em formatos geométricos e até coração, francesinha ombré, com cristais, em linha bem grossa ou finíssima, desconstruída... Enfim, não faltam decorações criativas para colocar esse estilo amado cada vez mais no topo fashion. Numa pesquisa no Instagram notamos que já tem um monte de gente investindo nos novos estilos. Vem ver aqui na galeria!    
> Leia mais
Copyright © 2020 · Todos Direitos Reservados