Experts    |    Eu, profissional    |    Tendências    |    Guia da Beleza
Voltar

Make

Fotos: Divulgação

Maquiagem corretiva passo a passo

O top make-up designer Anderson Bueno ensina uma maquiagem corretiva que afina o rosto, realça ângulos de beleza e deixa o visual mais bonito

Não comece o make dos olhos e dos lábios sem, antes, preparar a pele. Ok, isso você já sabe. Mas não basta aplicar uma boa base em todo o rosto se você quiser impactar. O segredo dos maquiadores profissionais é harmonizar a face marcando alguns pontos com um jogo de produtos escuros e claros. É a famosa maquiagem de marcação ou de contorno que já foi revelada por celebridades, como Kim Kardashian, e influencers na Internet. Mas apesar de a maioria das mulheres conhecer a técnica, nem todas sabem executá-la, o que pode colocar o resultado a perder.

O método de maquiagem corretiva usando marcação ou contorno nada mais é do que utilizar base, corretivo ou pó mais escuros e mais claros que o tom natural da pele para disfarçar ou valorizar detalhes do rosto. Os produtos iluminados sempre ressaltam alguma área e os escuros, diminuem. Por exemplo: uma marcação abaixo das bochechas com base escura tende a afinar o contorno do rosto e do nariz.

Difícil? Que nada! Para não ter erro, observe no espelho o formato do seu rosto e pontue as regiões que gostaria de corrigir. Uma boa indicação para quem quer virar expert na técnica é procurar o curso de maquiagem do Instituto Embelleze. Lá, além de aprender todos os truques da maquiagem corretiva, você também entende sobre as diferenças entre os diversos tipos de produtos, como aplicá-los corretamente e muito mais. E por falar em cosmético, a escolha dos itens para a maquiagem corretiva é bem pessoal. Você pode usar base e corretivo em texturas que combinam com a sua pele, como líquida, pó ou cremosa. No entanto, as versões em pó são sempre mais fáceis de aplicar, especialmente para quem é principiante.

Aprenda agora como fazer a maquiagem corretiva com o top make-up designer Anderson Bueno, expert também em maquiagem artística. Mãos à obra!

Passo a passo: veja como fazer uma marcação de rosto para arrasar no make!

maquiagem corretiva

1 - Pele limpa e hidratada, aplique uma bae no mesmo tom da sua pele em todo o rosto. Depois, passe uma base clara nas áreas que você quer iluminar. As mais comuns são centro da face e área das olheiras.

maquiagem corretiva  maquiagem corretiva

2 - Usando uma base dois tons mais escura que a sua pele (ou bronze), marque a testa rente à raiz do cabelo, as têmporas, as laterais do nariz, abaixo da maçã do rosto e o contorno do maxilar.

maquiagem corretiva

3 - Com um pincel kabuqui ou de fibra dupla, esfume bem todos os produtos, fazendo uma fusão entre as cores. Isso é só para evitar que as marcações fiquem em evidência.

maquiagem corretiva

4 – Aplique, em todo o rosto, pó translúcido para dar fixação e um acabamento acetinado.

maquiagem corretiva

5 - Espalhe uma sombra bege-escuro ou marrom nas pálpebras para dar profundidade aos olhos. Nos lábios, passe um batom cor de boca; finalize o make com um blush marrom.

Tags

maquiagem corretiva, passo a passo, maquiagem, make de contorno, maquiagem profissional, corretivo, iluminador, base

Comentários

Fique por dentro
Cadastre-se e receba as novidades!

Veja também ...

Vantagens da cutilagem russa para clientes e manicures
As mulheres russas são conhecidas no mundo inteiro por dois motivos: a beleza física e as unhas saudáveis. Tanto que grandes marcas de cosméticos de tratamento de unhas e cutículas são, originalmente, vindos da Rússia. E sabe qual é um dos segredos das russas nesse quesito? O modo de retirar a cutícula! Em vez de usar alicate, como nós, elas usam tesourinha. Neste post, vamos falar sobre essa técnica que, aliás, está bombando nos últimos meses por aqui e ainda pouca gente conhece. É a cutilagem russa ou manicure russa. No procedimento, o bom e velho alicate de cutícula é substituído por uma tesourinha própria para a região e uma lixa elétrica cilíndrica, que lembra uma broca. “Em vez de simplesmente empurrar ou mesmo cortar a cutícula com o alicate — o que normalmente favorece exageros por ser uma ferramenta muito cortante, estimula o crescimento contínuo da película e pode levar à retirada acidental de ‘bifes’ —, na cutilagem russa o profissional elimina delicadamente e com cautela o contorno da unha com a tesoura e a lixa”, explica Vanessa Castro, instrutora do curso de manicure do Instituto Embelleze unidade Santo Amaro, São Paulo (SP). Some a esses benefícios o fato de não ter mais aquelas “peles levantadinhas” crescendo em volta da unha, já que a cutícula não será removida, apenas aparada. A cliente fica feliz...   A manicure russa pode ser feita nas unhas das mãos e dos pés, e praticamente não há contraindicação. “Mas pode-se dizer que nos casos de cutículas muito finas e de diabéticos, a técnica é altamente indicada, por permitir ao profissional mais controle e delicadeza”, destaca Vanessa Castro. A técnica parece mesmo ser tudo de bom: além de reduzir a praticamente zero o risco de cortes, a manutenção é quinzenal, diferentemente do procedimento feito com alicate, que geralmente requer idas semanais ao salão. Isso, porque, como só é retirado o excesso de pele com a tesourinha, sem arrancar a cutícula, não há um crescimento acelerado e regular, dessa pele. Resultado: com o tempo, a cutícula que vai cobrindo a unha deixa de ser um fator antiestético. No final das contas, o procedimento quinzenal não chega a representar uma contenção de custo, já que o valor da cutilagem russa é dobro da manicure tradicional — o que fica elas por elas. Por outro lado, tem o ganho de tempo, já que as visitas ao salão são quinzenais. Se durante a quinzena a cliente reclamar do desbotamento do esmalte (já que vai levar mais tempo para ela voltar para o salão), sugira que ela aplique um top coat antes de terminar a quinzena, para dar um up na cor e no brilho das unhas. Ah, e repita para ela a velha e boa dica (superútil) de usar luvas durante os afazeres domésticos para preservar ainda mais o esmalte. Uma dica: ressalte os benefícios da cutilagem russa listados aí acima para as suas clientes apostarem na novidade! Ok, a gente sabe que não é nada fácil mudar a tradição do alicate, tão forte para as brasileiras. Mas o protocolo russo tem todo potencial para fazer a cabeça das mulheres e cair no encanto. Num primeiro momento, é comum que algumas clientes nem queiram conhecer a cutilagem russa por “ter ouvido falar” que se trata de um procedimento caro. Então, é aqui que entra a habilidade do profissional de explicar tudo direitinho, com detalhes.   O profissional em manicure sai ganhando... Investir na cutilagem russa é um diferencial para a carreira de manicure. Isso mesmo. É preciso acompanhar as novidades e tendências para ser visto de forma diferente e até se tornar uma referência no domínio de técnicas moderninhas entre as clientes. A cutilagem russa é uma excelente oportunidade para dar um up no seu menu de serviços. Apesar de ser um procedimento que já existe, a febre é agora! Conclusão: vai ganhar quem oferecer o serviço do momento. Sem contar que o espaço de beleza que sai na frente com novidades desse tipo ocupa outro patamar no mercado, muito acima de quem continua oferecendo o básico. Há mais chances de fidelizar clientes com serviços exclusivos ou diferenciados. E, claro, o profissional também se torna especial, tendo uma formação acima da média, especialmente nesse caso que envolve saúde por se tratar de cuidado com as cutículas. O profissional inspira confiança, credibilidade. Cutilagem russa passo a passo   Entenda, a seguir, como é feita cada etapa da técnica que é sucesso e, depois, é só se lançar para experimentar! 1 O esmalte (ou resíduos) é retirado com removedor sem acetona. Depois, as unhas são molhadas suavemente com água. Após enxugadas, recebem um hidratante. Quanto mais grossa e grande a cutícula, mais tempo é necessário para o produto agir e amolecer a estrutura. Já as cutículas mais finas nem precisam tanto desse recurso do creme, é opcional. 2 Em vez de utilizar a espátula para empurrar a cutícula, na cutilagem é usada a broca, que nada mais é do que uma lixa cilíndrica elétrica. Esse é o grande lance da manicure russa. A função dessa ferramenta é levantar a película, facilitando a etapa seguinte (corte com a tesourinha), e polir a unha, removendo as peles que ficam aderidas à superfície. 3 Com a cutícula suspensa e descolada fica muito mais fácil removê-la com a tesourinha, que tem uma curvatura na ponta que acompanha a anatomia dessa estrutura de pele. Lembrando que, no caso de cutículas muito finas ou discretas, nem é necessário remoção com a tesourinha, basta o polimento com a broca. 4 A partir daqui a esmaltação é feita normalmente, conforme o método de cada profissional.     Gostou? Deixe o seu comentário e compartilhe o post com a sua rede de amigos!  
> Leia mais
COMO TER SOBRANCELHAS PERFEITAS
Não basta dominar dicas de maquiagem, saber como ter o cabelo mais saudável ou ter habilidade para elaborar penteados. É preciso também saber como ganhar sobrancelhas perfeitas para ter a beleza completa. Elas são responsáveis pela beleza, simetria e pelo charme do rosto. Ou seja, se não estiverem bem cuidadas, sempre irá faltar algo para completar aquela aparência mara que toda mulher quer ter.Muita gente pensa que cuidar das sobrancelhas se resume às visitas frequentes ou esporádicas a um profissional e pronto, mas não é bem assim que a coisa funciona. Os designers de sobrancelhas são mesmo verdadeiros “anjos” para trazer perfeição e encanto aos nossos rostos. Mas veja bem: os especialistas podem até ser talentosos, empenhados e experientes, porém ainda não fazem milagres. Por isso, boa parte do resultado para uma sobrancelha bonita, bem cuidada e com um olhar marcante começa em casa. Isso mesmo! Veja o que você pode fazer para começar a cuidar das suas sobrancelhas hoje mesmo. 6 dicas para ter sobrancelhas perfeitas A higiene da pele nessa região é crucial para ajudar no crescimento dos pelos, evitar quedas e a obstrução dos poros. Então, sempre que utilizar produtos para preencher as sobrancelhas, remova bem com um demaquilante. Se tem o hábito de ficar tirando um pelinho aqui e outro ali, por favor, pare! Fazendo isso, você pode afinar a sua sobrancelha ou causar danos irreparáveis. Entenda que o crescimento dos fios faz parte do processo. É como fazer faxina, primeiro a gente bagunça pra depois colocar tudo no lugar. Existe outra forma de modelar sua sobrancelha sem precisar remover pelos, como o uso de sombras específicas para sobrancelhas, nas cores cinza ou marrom. O lápis nem sempre é recomendado, pois pode obstruir os poros e impedir o crescimento dos fios. Outra dica para manter os pelos no lugar é usar uma escova própria para sobrancelhas ou um rímel incolor. Isso ajuda a deixar os fios mais harmoniosos, mas é importante que eles sejam penteados na direção do crescimento dos fios. Se a sua sobrancelha não costuma crescer como deveria, você pode acelerar o processo com produtos que estimulam o crescimento. Lembre-se de tomar cuidado com a escolha deles, adquirindo sempre de uma marca confiável. Por último, não espere muito tempo para voltar a ver o designer de sobrancelhas. Recomenda-se que as visitas tenham um intervalo médio de 15 dias, dependendo da sobrancelha. Também não é uma boa ficar trocando de designer. Se você encontrou alguém que goste, segura! Cada profissional age de um jeito e o formato da sua sobrancelha pode mudar com as trocas. Quer saber onde você pode descobrir mais técnicas para deixar as suas sobrancelhas e de suas clientes com uma aparência maravilhosa? É só dar uma olhadinha no curso de Designer de Sobrancelhas do Instituto Embelleze.
> Leia mais
Copyright © 2020 · Todos Direitos Reservados