Experts    |    Eu, profissional    |    Tendências    |    Guia da Beleza
Voltar

Experts

Fotos: Shutterstock

Curso de manicure: alongamento de unhas, uma oportunidade de negócio

O investimento num curso de manicure é baixo, mas a lucratividade com as atividades da profissão é alta, especialmente para quem faz alongamento de unhas

Mais que um toque de vaidade na aparência, o alongamento de unhas é uma grande oportunidade de negócio! “É impossível não perceber que o método é uma das tendências-desejo entre as mulheres e, por consequência, um forte nicho de mercado, com clientes assíduos e ávidos por novidades”, destaca Claythianne Ferreira de Souza, instrutora do Instituto Embelleze de Petrolina (PE).

Um indicador desse movimento do mercado é que produtos e técnicas para alongamento de unhas continuam em pleno crescimento em 2019 e 2020. O período de 2018 já foi bem forte nesse segmento, tanto com os géis híbridos ou poli-acrílicos, como com os métodos em pó, que foram os responsáveis pelo crescimento disparado da categoria no ano anterior, em 2017. Hoje, já se sabe que os sistemas em pó acabaram se concentrando nos Estados Unidos, com baixa penetração em outras regiões do mundo, mas a demanda por géis poli-acrílicos conquistou o mercado global, sem restrições.

Além das versões em gel, que ganharam destaque em 2018, neste ano outros dois tipos de alongamento de unhas conquistaram o mercado: o de porcelana e o de fibra, o que na prática significa que o setor de manicure pode lucrar muito mais, levando o profissional que já está no ramo a dobrar a renda mensal. Ainda não está na área? Então invista já na profissão especialista em unhas para alçar voos seguros! Esse profissional é apto a realizar os tradicionais serviços de manicure e pedicure, mais unhas artísticas e alongamento de unhas.

Os materiais de trabalho para alongamento de unhas são fáceis de encontrar no Brasil, pois hoje já existem alguns bons fornecedores.

Não faltam tendências para agradar

Apesar de não ser algo novo, a vasta publicação de fotos com bons resultados em alongamento de unhas no Pinterest, Facebook e Instagram, favoreceu o grande crescimento desse mercado, que hoje conta com diversas técnicas e um público apaixonado por novidades. Inicialmente, as queridinhas eram as unhas de gel e porcelana, mas com a evolução do mercado, a fibra de vidro e a unha acrílica também chegaram com tudo.

E, assim, as mais variadas tendências ganharam destaque com formatos excêntricos (mandorla, almond, stiletto, dragon, pipe...) e caíram no gosto das consumidoras. Já viu que não faltam métodos, materiais e estilos para agradar a todas as mulheres, não é mesmo?

curso de manicure alongamento de unhas

É preciso investir em conhecimento específico

O mercado da beleza está sempre evoluindo e crescendo, o segredo é acompanhar os nichos promissores e apostar – há uma enorme abrangência e lucratividade. Portanto, fazer um curso profissionalizante de manicure com especialização em alongamento de unhas é uma ótima opção para quem busca uma oportunidade de ter uma renda extra ou até mesmo a independência financeira de que tanto precisa. A atividade é relativamente simples de exercer.  

Claythianne Ferreira de Souza explica que a primeira iniciativa é se jogar em um curso básico de manicure para entender sobre a estrutura e a anatomia da unha. “O segundo passo é fazer uma especialização e investir em capacitação específica de alongamento de unhas, para aprender, dentre outras coisas, como modelar os vários formatos, como fazer a cutilagem russa (aquela que usar uma tesourinha especial) ou com motor, e muitas outras técnicas disponíveis no mercado”, pontua ela.

No curso de manicure o aluno sai pronto para atender

No curso profissionalizante de manicure do Instituto Embelleze você aprende sobre a estrutura da unha, os métodos de embelezamento, as principais doenças possíveis de se contrair, além de tendências de moda e muito mais. “Já o curso de especialização em alongamento de unhas, permite ao aluno construir uma nova unha usando materiais com diferentes técnicas. Dentre os métodos utilizados tem a estrutura acrílica, o sistema gel e a fibra de vidro”, declara Claythianne Ferreira.

Uma das principais dúvidas dos futuros profissionais que vão trabalhar na área de manicure, tanto mulheres quanto homens, é se ao final do curso o aluno sai apto a fazer alongamento de unhas. A resposta é sim! “O aluno sai pronto para começar a atender seus clientes. Essa é uma das grandes vantagens de cursos profissionalizantes que promovem uma aprendizagem prática. Ao fim do curso o aluno já pode ganhar seu próprio dinheiro trabalhando com segurança e excelência, que são prioridades na formação do Instituto Embelleze”, afirma a instrutora do curso de Pernambuco. Para você ter uma ideia, veja abaixo a tabela de ganhos de um profissional de alongamento de unhas comparado a um trabalhador comum.

tabela salário de alongamento de unhas

E você, quer entrar no mercado de alongamento de unhas?

Então é fundamental se capacitar. Se você tem talento e vontade, aperfeiçoar suas habilidades é imprescindível para se dar bem nesse segmento que tem cada vez mais clientes exigentes. Invista em cursos profissionalizantes, pois manter-se atualizado com técnicas e matérias-primas e preparado para exercer a atividade é primordial para acompanhar as tendências e garantir que o consumidor fique satisfeito. Além disso, uma das principais vantagens de fazer um curso específico sobre alongamento de unhas é a rapidez para entrar no mercado e ter o retorno do seu investimento. Cada vez mais existe a necessidade de profissionais que ofereçam serviços diferenciados e específicos. E aí, você está esperando o quê? Aposte nessa tendência e venha ser um profissional de sucesso!

Conte para nós o que você acha dessas tendências e se você já está nesse mercado! Deixa aqui seu comentário!

 

Tags

alongamento de unhas, curso de manicure, especialista em unhas, mercado de trabalho, esmalte, manicure

Comentários

Fique por dentro
Cadastre-se e receba as novidades!

Veja também ...

Seja um expert em cachos e transição capilar
São muitas as brasileiras cacheadas ou crespas que não querem mais alisar os fios. A tendência só vem crescendo nos últimos anos, graças à luta feminina contra o preconceito — de origens, tipo de corpo e, claro, de cabelo. O lema atual é “ame-se do jeito que você é”. A procura no Google por cabelo afro e cabelos cacheados cresceu muito nos últimos anos e as celebridades e influenciadoras digitais têm muito a ver com isso. No YouTube, é comum encontrar tutoriais incríveis de mulheres que passaram pela transição capilar e desejam inspirar uma multidão. Mas saiba que além de tudo o que a cliente pode fazer sozinha, em casa, para recuperar os fios naturais (e a autoestima), o cabeleireiro também deve ajudar durante o processo. E, de preferência, um especialista em cachos. Ele é uma figura fundamental na transição capilar, porque conhece os produtos adequados, os tratamentos profissionais e os cuidados frequentes que serão necessários na recuperação do cabelo natural. Toda a mudança de rotina (com seus dramas e dificuldades) pela qual a cliente vai passar, certamente se torna bem mais fácil com as orientações e dicas de um expert. Com ele, a mulher irá aprender sobre o tipo de cabelo dela, como finalizar os cachos até que eles fiquem mais definidos e como domar o volume esquisito e indesejável que parece não ter fim. O expert faz a diferença “Durante a minha transição capilar fiquei longe dos cabeleireiros tradicionais. Todos diziam que meu cabelo era ressecado e me orientavam a fazer novos processos químicos. Quando tive ajuda de uma cabeleireira especializada em fios afro tudo ficou mais fácil. Ela me incentivou e não ficava falando que meu cabelo era ‘ruim’”, conta Rebecca Araújo Yoshida, que há 5 anos desistiu da progressiva e hoje nutre uma paixão pelos seus caracóis. A mesma empatia acontece com Simone Fernandes, de São Paulo: “A grande lição que tive é que cabelo enrolado não pode ser entregue nas mãos de qualquer cabeleireiro, exige técnicas e cuidados especiais. É importante cortar o cabelo com um especialista em cachos, que tenha técnicas adequadas para a espessura e o grau de ondulação do cabelo, que harmonize o corte com o seu tipo de rosto, que atenda às expectativas de cada um, no sentido de tornar os cuidados no dia a dia mais práticos. Quando eu encontrei um cabeleireiro que me fez confiar que eu poderia lidar com meu cabelo tanto na fase de transição capilar quanto depois, com os cachos, me senti mais segura”, explica Simone. Curso especialista em cachos Precisando de uma orientação para ter o diferencial como cabeleireiro e se tornar um profissional requisitado em transição capilar? O Instituto Embelleze desenvolveu o curso Especialista em Cachos para oferecer ferramentas no trato com o fio cacheado. Esse tipo de cabelo exige cuidados exclusivos, assim como técnicas de corte, coloração e descoloração diferentes das convencionais. Por isso, no curso, o aluno conta com um material exclusivo, atualizado e desenvolvido com as técnicas e os estudos mais atualizados referentes ao cabelo cacheado. O futuro especialista também irá desenvolver habilidades práticas durante todo o curso para tornar-se um profissional de excelência perante o mercado de trabalho. Elas reconquistaram os fios naturais com a ajuda de cabeleireiros especiais Rebecca, Simone e Valéria passaram pela transição capilar e garantem: é libertador! O sentimento é unânime, elas se sentem mais seguras e felizes. A seguir, as ex-lisas contam suas experiências no processo de reconquista de suas ondas.         
> Leia mais
DEPILAÇÃO PROFISSIONAL
A depilação profissional não para de crescer. De acordo com pesquisas recentes, 93,1% das mulheres brasileiras fazem depilação. Dessas, 46,9% realizam o procedimento todo mês e 43,6% depilam duas ou mais vezes ao mês (*). Como resultado, no Brasil, o serviço de depilação foi um dos que mais cresceu no setor da beleza. Prova disso é a expansão de salões especializados nesse serviço e o aumento da procura por cursos profissionalizantes. O hábito de se depilar é antigo, já existia no Egito, na Grécia Antiga, na cultura dos índios xavantes, entre outros povos. De lá pra cá, muita coisa mudou, mas você precisa saber que a depilação não se resume às técnicas com cera quente ou fria. As mudanças e inovações no setor da estética têm exigido profissionais mais treinados e atualizados. Para se destacar, é preciso estar antenado às tendências. Para Bruna Peresin, do Instituto Embelleze, vale destacar que as profissionais agora trabalham com as técnicas de depilação com linha egípcia e oferecem serviços diferenciados, como: tratamento de foliculite, clareamento de pelos, clareamento de manchas em áreas depiladas, esfoliação, depilação masculina, depilação esportiva, entre outras oportunidades. “É uma das melhores áreas para investir. Para ter um bom faturamento, o profissional de depilação deve garantir a qualidade do serviço oferecido ao cliente, conhecer as técnicas e os produtos disponíveis no mercado, atuar com biossegurança e ética profissional”, diz, lembrando que um curso completo de depilação abrange não apenas a prática, mas também o estudo de fisioanatomia da pele e dos pelos, noções de dermatologia, biossegurança, cosmetologia, etc. O profissional formado em depilação pode atuar em salões de beleza, clínicas de estética, em domicílio ou montar o próprio negócio. *Estudo universitário publicado: “Hábitos e costumes de mulheres universitárias quanto ao uso de roupas íntimas, adornos genitais, depilação e práticas sexuais”.
> Leia mais
Copyright © 2020 · Todos Direitos Reservados