Experts    |    Eu, profissional    |    Tendências    |    Guia da Beleza
Voltar

Experts

Fotos: Shutterstock

Maquiagem artística: profissão em alta

Com as superproduções cada vez mais valorizadas pelo cinema e a TV, o maquiador artístico ganha espaço no mercado de trabalho. Aproveite a oportunidade e para se especializar e construir uma carreira promissora

Os zumbis da série americana The Walking Dead são assustadores e parecem reais, não é mesmo? Pois é, o sucesso da trama também se deve à caracterização de altíssimo nível dos personagens. A maquiagem, cheia de efeitos especiais, é feita graças aos conhecimentos de um maquiador artístico, capacitado com técnicas, instrumentos e criatividade para fazer a diferença.

A televisão, o cinema e o teatro sempre tiraram proveito da maquiagem artística, mas ela ficava restrita aos bastidores. A profissão começou a ganhar popularidade e admiração há um tempo não muito distante, com o surgimento das redes sociais. É fácil encontrar no Instagram e no Facebook artistas do mundo todo compartilhando trabalhos incríveis de transformação com make. A americana Mykie (@mykie) é um exemplo: ela já tem quase 2 milhões de seguidores fãs de suas artes na pele.

O programa Superbonita, do canal a cabo Gnt, pegou carona na onda da popularização e lançou uma temporada totalmente dedicada à maquiagem artística. Competidores se enfrentam para mostrar quem sai ganhando em técnica e habilidade.

Depois que a maquiagem artística passou a ser mais divulgada na mídia, as pessoas começaram a entender que o trabalho não se restringe somente a grandes caracterizações com superefeitos especiais. E nem apenas à transformação em monstros e criaturas horripilantes. O maquiador artístico também pode ser solicitado para produções mais light, como personagens de época e divas do cinema.

maquiagem artística  maquiagem artística

 

Profissão em alta

O Brasil tem se mostrado um campo fértil para atuação desse tipo de maquiador. Além de festas temáticas, como Carnaval e Halloween, há espaço na produção de novelas, filmes, minisséries, espetáculos circenses e peças publicitárias. Sem falar dos musicais, que estão se tornando frequentes por aqui. O profissional também pode empreender e abrir o próprio estúdio de maquiagem ou prestar consultoria.

Embora a demanda esteja aumentando, a maquiagem profissional ainda é de conhecimento de poucos. Não há muitos artistas qualificados na área e o mercado ainda não é muito competitivo, por isso mesmo as chances de se dar bem na carreira são grandes.  

maquiagem artística

Como se tornar um maquiador artístico

Mais do que ter familiaridade ou habilidade com maquiagem, para entrar nesse mercado é preciso dominar, por exemplo, conceitos de colorimetria avançada, técnicas de make HD, contorno e strobing, maquiagem com efeitos 3D e caracterização para teatro e cinema.

O Instituto Embelleze, a maior rede de franquias da América Latina para formação profissional em beleza, lançará em breve um curso de maquiagem artística que englobará tudo isso. Fique ligado! Além do curso capacitar você para o mercado em expansão, também oferece um certificado, muitas vezes exigido na hora de ser contratado para um trabalho.

Para se dar bem na carreira, você tem que estudar sempre, exercitar a criatividade e acompanhar espetáculos, filmes e séries com olhar atento, prestando atenção em detalhes, tendências, materiais utilizados. Acompanhar o trabalho de ícones na área, para ir aumentando a sua bagagem de conhecimento, também é importante. Os artistas Rick Baker (o mais famoso do mundo), Ve Neil e Mark Coulier são boas referências.

E, aí, animado para entrar na profissão? Não perca tempo, siga em frente!

Tags

maquiagem artística, maquiagem profissional, instituto embeleze, curso profissionalizante, mercado de trabalho, renda mensal

Comentários

Fique por dentro
Cadastre-se e receba as novidades!

Veja também ...

Por que fazer o curso de designer de cílios
A partir da fusão de métodos consagrados, o curso Designer de Cílios, do Instituto Embelleze, capacita o aluno para a realização da técnica mais procurada do mercado de extensão de cílios: o clássico fio a fio. E não é só: ainda aprende a dominar a técnica de Lifting e Coloração de Cílios, incluindo todos os assuntos correlatos, como a história dessa prática, a anatomia dos olhos, saúde ocular, biossegurança, design, proporções e mapping e aplicação e cuidados pós-procedimento. Tudo o que é necessário para a formação completa do futuro especialista, tornando-o um profissional competitivo no mundo da beleza. Mercado de designer de cílios em expansão “A área de trabalho com extensão de cílios está aquecidíssima! O Brasil só perde para o Japão e os Estados Unidos, que são líderes no segmento. Porém, há uma deficiência muito grande para profissionais qualificados. Existem muitos curiosos entrando na área, sem o mínimo de conhecimento, e colocando a saúde das clientes em risco. Isso significa que quem tiver a qualificação necessária e trabalhar corretamente se destacará nesse mercado. Acredito que, em pouco tempo o trabalho de um extensionista se equipará ao de manicure, no sentido da necessidade dos salões precisarem de um profissional especializado. Quando bem realizado, esse trabalho fideliza a cliente e gera uma renda bastante considerável. Vale lembrar que o investimento inicial não é muito elevado e o ganho real é alto”, afirma Daniele Carlim, coordenadora pedagógica do Instituto Embelleze Interlagos (SP).A expert dá um exemplo: “Fazendo um investimento inicial para pagar o curso de designer de cílios e alguns materiais, em torno de R$ 3 mil, com 30 atendimentos, cobrando um valor mínimo de R$ 100 (que está bem abaixo do que é praticado no mercado), o aluno já cobre o investimento inicial e, a partir do segundo mês de trabalho, já conseguirá lucrar” .Ainda segundo Daniele Carlim, uma extensionista com certa habilidade consegue obter, em um mês de trabalho, considerando de segunda à sexta-feira e uma jornada de 8 horas por dia, um faturamento de R$ 7.800. “Descontando todos os custos do trabalho, facilmente ela conseguirá uma renda mensal de R$ 4.500.” Daniele diz que a melhor dica que ela pode dar para quem já fez o curso de designer de cílios, é a persistência! O profissional deve treinar diariamente. “Não é um trabalho difícil, só exige um pouco mais de treino. Foco no objetivo e treino!”, ressalta ela.   Áreas de atuação para o designer de cílios O designer de cílios pode trabalhar como autônomo, abrindo o próprio espaço de beleza, ou atuar como especialista em salões de beleza e clínicas de estética, onde terá ao seu dispor toda infraestrutura necessária. Ainda há a possibilidade de trabalhar em domicílio, atendendo clientes com tratamento individual e diferenciado. Algumas dicas para quem quer se profissionalizar e fazer a diferença no mercado de designer de cílios: Não use materiais de procedência duvidosa. Trabalhe com marcas consagradas e apropriadas para o método. Trabalhe sempre com calma, atenção e carinho. Quanto mais dedicado você for, mais satisfeita a sua cliente ficará. Nunca comece a fazer uma extensão de cílios, por exemplo, sem antes ouvir os desejos da sua cliente e avaliar o que mais se adequa aos olhos e ao tipo físico dela. Ser um bom ouvinte é uma regra de ouro para transmitir credibilidade e segurança à cliente. Explicar o procedimento para a cliente antes de começar é fundamental, assim ela vai ficar confortável e se sentir confiante em todas as etapas. Para saber detalhes sobre como é feita a extensão de cílios fio a fio, para quem é indicada e os cuidados, clique aqui.
> Leia mais
DEPILAÇÃO PROFISSIONAL
A depilação profissional não para de crescer. De acordo com pesquisas recentes, 93,1% das mulheres brasileiras fazem depilação. Dessas, 46,9% realizam o procedimento todo mês e 43,6% depilam duas ou mais vezes ao mês (*). Como resultado, no Brasil, o serviço de depilação foi um dos que mais cresceu no setor da beleza. Prova disso é a expansão de salões especializados nesse serviço e o aumento da procura por cursos profissionalizantes. O hábito de se depilar é antigo, já existia no Egito, na Grécia Antiga, na cultura dos índios xavantes, entre outros povos. De lá pra cá, muita coisa mudou, mas você precisa saber que a depilação não se resume às técnicas com cera quente ou fria. As mudanças e inovações no setor da estética têm exigido profissionais mais treinados e atualizados. Para se destacar, é preciso estar antenado às tendências. Para Bruna Peresin, do Instituto Embelleze, vale destacar que as profissionais agora trabalham com as técnicas de depilação com linha egípcia e oferecem serviços diferenciados, como: tratamento de foliculite, clareamento de pelos, clareamento de manchas em áreas depiladas, esfoliação, depilação masculina, depilação esportiva, entre outras oportunidades. “É uma das melhores áreas para investir. Para ter um bom faturamento, o profissional de depilação deve garantir a qualidade do serviço oferecido ao cliente, conhecer as técnicas e os produtos disponíveis no mercado, atuar com biossegurança e ética profissional”, diz, lembrando que um curso completo de depilação abrange não apenas a prática, mas também o estudo de fisioanatomia da pele e dos pelos, noções de dermatologia, biossegurança, cosmetologia, etc. O profissional formado em depilação pode atuar em salões de beleza, clínicas de estética, em domicílio ou montar o próprio negócio. *Estudo universitário publicado: “Hábitos e costumes de mulheres universitárias quanto ao uso de roupas íntimas, adornos genitais, depilação e práticas sexuais”.
> Leia mais
Copyright © 2019 · Todos Direitos Reservados