Experts    |    Eu, profissional    |    Tendências    |    Guia da Beleza
Voltar

Experts

Fotos: Shutterstock

Maquiagem artística: profissão em alta

Com as superproduções cada vez mais valorizadas pelo cinema e a TV, o maquiador artístico ganha espaço no mercado de trabalho. Aproveite a oportunidade e para se especializar e construir uma carreira promissora

Os zumbis da série americana The Walking Dead são assustadores e parecem reais, não é mesmo? Pois é, o sucesso da trama também se deve à caracterização de altíssimo nível dos personagens. A maquiagem, cheia de efeitos especiais, é feita graças aos conhecimentos de um maquiador artístico, capacitado com técnicas, instrumentos e criatividade para fazer a diferença.

A televisão, o cinema e o teatro sempre tiraram proveito da maquiagem artística, mas ela ficava restrita aos bastidores. A profissão começou a ganhar popularidade e admiração há um tempo não muito distante, com o surgimento das redes sociais. É fácil encontrar no Instagram e no Facebook artistas do mundo todo compartilhando trabalhos incríveis de transformação com make. A americana Mykie (@mykie) é um exemplo: ela já tem quase 2 milhões de seguidores fãs de suas artes na pele.

O programa Superbonita, do canal a cabo Gnt, pegou carona na onda da popularização e lançou uma temporada totalmente dedicada à maquiagem artística. Competidores se enfrentam para mostrar quem sai ganhando em técnica e habilidade.

Depois que a maquiagem artística passou a ser mais divulgada na mídia, as pessoas começaram a entender que o trabalho não se restringe somente a grandes caracterizações com superefeitos especiais. E nem apenas à transformação em monstros e criaturas horripilantes. O maquiador artístico também pode ser solicitado para produções mais light, como personagens de época e divas do cinema.

maquiagem artística  maquiagem artística

 

Profissão em alta

O Brasil tem se mostrado um campo fértil para atuação desse tipo de maquiador. Além de festas temáticas, como Carnaval e Halloween, há espaço na produção de novelas, filmes, minisséries, espetáculos circenses e peças publicitárias. Sem falar dos musicais, que estão se tornando frequentes por aqui. O profissional também pode empreender e abrir o próprio estúdio de maquiagem ou prestar consultoria.

Embora a demanda esteja aumentando, a maquiagem profissional ainda é de conhecimento de poucos. Não há muitos artistas qualificados na área e o mercado ainda não é muito competitivo, por isso mesmo as chances de se dar bem na carreira são grandes.  

maquiagem artística

Como se tornar um maquiador artístico

Mais do que ter familiaridade ou habilidade com maquiagem, para entrar nesse mercado é preciso dominar, por exemplo, conceitos de colorimetria avançada, técnicas de make HD, contorno e strobing, maquiagem com efeitos 3D e caracterização para teatro e cinema.

O Instituto Embelleze, a maior rede de franquias da América Latina para formação profissional em beleza, lançará em breve um curso de maquiagem artística que englobará tudo isso. Fique ligado! Além do curso capacitar você para o mercado em expansão, também oferece um certificado, muitas vezes exigido na hora de ser contratado para um trabalho.

Para se dar bem na carreira, você tem que estudar sempre, exercitar a criatividade e acompanhar espetáculos, filmes e séries com olhar atento, prestando atenção em detalhes, tendências, materiais utilizados. Acompanhar o trabalho de ícones na área, para ir aumentando a sua bagagem de conhecimento, também é importante. Os artistas Rick Baker (o mais famoso do mundo), Ve Neil e Mark Coulier são boas referências.

E, aí, animado para entrar na profissão? Não perca tempo, siga em frente!

Tags

maquiagem artística, maquiagem profissional, instituto embeleze, curso profissionalizante, mercado de trabalho, renda mensal

Comentários

Fique por dentro
Cadastre-se e receba as novidades!

Veja também ...

Profissão manicure: crescimento do setor oferece mais empregos
De acordo com uma pesquisa realizada pelo Euromonitor, no Brasil há mais de 1 milhão de salões de beleza, nos quais os atendimentos de manicure só perdem para os de cabelereiro. Uma excelente chance para quem quer se capacitar, seguir a profissão manicure e fazer crescer a renda mensal, não é mesmo? Em média, uma manicure consegue tirar R$ 3 mil por mês — em finais de ano, o valor pode dobrar! Segundo a Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal Perfumaria e Cosméticos (Abipehc), o Brasil já é o segundo país do mundo no mercado de esmaltes. E a expectativa, de acordo com um relatório da Mintel, é que neste ano de 2019 o segmento tenha um crescimento de 5,9%, alcançando R$ 7,68 bilhões em vendas. O cenário positivo é uma ótima oportunidade para quem deseja apostar na profissão de manicure para ingressar — ou voltar — ao mercado de trabalho. Em 15 anos, o Instituto Embelleze, rede de franquias de cursos profissionalizantes na área da beleza, formou quase 200 mil alunos nos cursos de Manicure e Pedicure, Alongamento de Unhas e Unhas Artísticas. “Trata-se de uma carreira que está retornando com força total ao mercado, aumentando cada vez mais a procura por profissionais qualificados”, afirma o gerente de marketing da rede, Eduardo Costa. Para Eduardo, a profissão ganhou espaço e reconhecimento na área da beleza devido à segmentação do setor, que foi promovida pelas esmalterias e serviços de nail care at home (cuidados com as unhas em domicílio). Foi apostando nisso que Raquel Lima, 24 anos, decidiu investir na área. Após ter que largar o emprego de vendedora por não ter com quem deixar o filho pequeno, a jovem decidiu se matricular no curso de Manicure e Pedicure, do Instituto Embelleze, para trabalhar por conta e assim dar mais atenção para sua família. “Eu tinha uma rotina muito cansativa, quase não via meu filho. Apesar de sempre gostar de fazer unhas, nunca havia pensando em trabalhar na área. Minha mãe me incentivou, eu me matriculei no curso e foi uma verdadeira surpresa”, conta a estudante. Em apenas um mês e meio de curso, Raquel já conseguiu abrir uma esmalteria, possui uma funcionária, uma agenda lotada e uma renda surpreendente para quem está começando o próprio negócio. “Em 3 semanas eu já tirei 50% do que que ganhava no antigo emprego. Mas a esmalteria está crescendo muito rápido, então acredito que em menos de um ano minha renda aumentará bastante”, afirma.   De volta ao mercado de trabalho A crise que há tempos se estabeleceu no país resultou no aumento de desempregados e em uma dificuldade enorme dos mesmos para voltar ao mercado de trabalho. Mas se muitas profissões estão fechando portas, a área de beleza tem renovado a esperança de muita gente. Foi assim para Francisca Alves de Assunção, 48 anos, que trabalhou durante anos em uma multinacional francesa e se viu desempregada do dia para noite. Sem conseguir se recolocar e com uma filha de 13 anos para sustentar, Francisca buscou uma oportunidade para garantir renda ao final do mês. Começou com o curso de extensão de cílios, mas ao notar que apenas ele não seria suficiente para se manter financeiramente, se matriculou em mais três: designer de sobrancelha, depilação e manicure e pedicure. Finalizou o primeiro, ainda cursa os demais, no entanto já consegue fazer atendimentos em casa. “Sempre achei a área da beleza extremamente promissora. Quando fiquei desempregada não pensei duas vezes. Hoje eu já faço atendimentos em casa e consigo tirar o dinheiro para bancar as contas e o sustento da minha filha”, afirma. Outro caso é o da assistente de eventos Christiane de Lima, 41 anos, que perdeu o emprego e não conseguiu mais voltar para a área de atuação. Formada no curso de manicure e pedicure há 4 meses, já realiza diversos atendimentos em casa e consegue garantir com a profissão manicure praticamente o mesmo salário de antigamente. “É um negócio bastante recente, mas observando a quantidade de atendimentos que estou realizando acredito que a minha renda deverá ser muito maior este ano. Ultrapassando, até mesmo, o meu antigo salário”, conta. Os homens estão invadindo o setor Dominada pelas mulheres, a profissão manicure tem ganhado cada vez mais adeptos do sexo masculino. Somente no Instituto Embelleze já são mais de 1.100 alunos homens nos cursos que envolvem a estética das unhas, entre ativos e formandos. “É um número tímido, se comparado com a quantidade de mulheres que buscam os cursos, mas é possível observar uma tendência que está crescendo bastante”, conta Eduardo Costa. Eduardo Nicolau, 33 anos, se profissionalizou na área de manicure após a mãe ficar doente e não conseguir mais cuidar das próprias unhas. “Minha mãe sempre foi vaidosa e tinha um cuidado muito grande com as unhas. Quando ela ficou doente e não pôde mais fazê-las sozinha, então decidi me especializar nessa área para ajudá-la”, relata. O auxílio virou profissão e, hoje, além de realizar atendimentos no estilo nail care at home, Eduardo Nicolau ministra aulas do curso de Alongamento de Unhas na unidade do Instituto Embelleze do Ipiranga, localizada em São Paulo. De acordo com o profissional, o manicuro sai em vantagem na hora de conquistar as clientes. “Quando as clientes percebem que será um homem que irá fazer suas unhas, de início rola uma certa estranheza. Mas logo afirmam que os homens fazem melhor e com mais cuidado. Tenho diversas clientes fidelizadas e que estão sempre me indicando para as amigas”, afirma. Eduardo Nicolau conta que a renda de um profissional da área pode variar bastante, de acordo com a região de atendimento. Mas, em média, um profissional especializado em alongamento de unhas, por exemplo, consegue tirar R$ 3 mil por mês. “As pessoas investem em beleza, mesmo em tempos de crise. Tenho alunas que apesar de residirem em comunidades carentes cobram R$ 180 por alongamento e conseguem uma boa renda mensal”, exemplifica. Apostando alto no setor, ele pretende expandir os atendimentos para além dos domicílios e ter o próprio salão de beleza. “Esse mercado é bastante promissor e abre muitas portas para quem deseja investir. Este ano pretendo abrir um salão que tenha um pouco de tudo, desde cabelo até maquiagem. E, no mesmo local, pretendo investir em um espaço somente para as unhas”, finaliza.   Animada para investir na área de beleza? Encontre uma escola do Instituto Embelleze mais perto de você e transforme também a sua vida! 
> Leia mais
5 dicas de marketing para cabeleireiros
Diante de um mercado de trabalho cada vez mais acirrado, precisamos ter um diferencial e nos comunicar com o cliente. Geralmente, o profissional capacitado e atualizado, que acredita no seu potencial e zela pela qualidade do seu serviço vai tirar de letra as dicas que daremos aqui. E, então, está pronto para começar? 1- Você precisa ter total conhecimento do mercado em que atua Ou seja, antes de mais nada, precisa compreender as necessidades do público, estar atento às tendências, aos estilos, técnicas e novas possibilidades que estão sendo desenvolvidas. Nunca, em hipótese alguma, se acomode no que já aprendeu. Não ouse pensar que o conhecimento que possui é mais do que suficiente. Invista sempre em sua qualificação profissional. 2- Divulgue o seu trabalho sem cessar Não tenha vergonha, aproveite todas as oportunidades para entregar folhetos, colocar faixas com promoções de cortes ou penteados e distribuir seus cartões de visita. Escolha um dia para fazer uma promoção especial e mande convite para seus clientes. As promoções costumam ser muito bem recebidas, desde que os serviços prestados não sejam diminuídos na sua qualidade por conta do preço. Neste momento, você só está interessado em divulgar o seu trabalho com competência e excelência, o resto é consequência. 3- Invista também nas redes sociais e conecte-se com seus clientes por meio de posts Essa divulgação costuma ser muito bem aceita porque hoje em dia as pessoas utilizam muito a internet para se relacionar. Crie um grupo no Facebook, monte um site, promova a sua Fan Page e procure uma forma de ser lembrado mesmo que você não esteja de corpo presente. 4- Faça network Essa dica é muito importante também. Relacionar-se é uma das melhores formas de sermos lembrados. Esteja no maior número de eventos que puder. Com o tempo, você será lembrado e requerido, só precisa de um tempo para tornar a sua marca forte. Mas, não se engane: a sua marca corresponde àquilo que você é e faz. Por isso, seja primoroso e trabalhe com responsabilidade. 5- Conheça o seu público Pare e pense: quando algo ou alguém nos é muito valioso, o que queremos é conhecê-lo cada vez mais e melhor, não é mesmo? Por isso, trabalhar pela satisfação dos clientes é algo que faremos sem medidas. E como isso pode ser feito? Conhecendo seus gostos, necessidades e desejos. A partir daí, você terá todo suporte para trabalhar, saberá que tipo de serviço oferecer, levando em conta o poder aquisitivo desse público e suas condições de vida. Seja sempre amistoso, cuide para que este cliente fique à vontade no seu salão. Posteriormente, ele mesmo fará para você o marketing mais antigo, que é a boa e velha indicação boca a boca. Se ele sair feliz e satisfeito do seu salão, ele certamente voltará, mas não sozinho, trará um acompanhante para usufruir também de seus serviços e bom atendimento. No curso de Gestão de Salões de Beleza você aprenderá sobre marketing e muito mais! 
> Leia mais
Copyright © 2020 · Todos Direitos Reservados